Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2011-03-06

Um cheirinho a bailhinho de Carnaval 2011


Nos tempos que já lá vão,

Os bailinhos tinham um ratão,

Agora têm um papão:

A actual governação.



Todo o mundo é composto de mudança,

Escrevia o nosso grande poeta,

Mas hoje o que há é constança,

De mentira e sobretudo peta.



No Carnaval popular

Desta ilha de Jesus Cristo,

Continua-se a rimar

De modo nunca visto.



Sai à rua São Mateus,

Com quadras que rimam com Deus,

Vem também São Sebastião,

Com quadras que rimam com pão,

E de todas as nossas ribeiras,

vem quadras escritas de muitas maneiras.



Evoca-se o Salazar,

Dança sim, dança não,

Como querendo-o comparar

Com a actual governação.



À crítica ninguém escapa,

Pois estamos no Carnaval,

Até mesmo os que à sucapa

Deram cabazes de Natal.



Talvez nesta época de frio,

O terceirense se inspire,

Criticando de fio a pavio,

Todo o bicho que respire.



Falam da Praça Velha,

Que agora quer ser Praça Nova,

Não esquecendo a querela,

Dando de cidadania prova.



Há piadas tão bem formadas,

Contextos muito bem conseguidos,

Canções belissimamente entoadas,

Riqueza em todos os vestidos.



O Carnaval tem mudado,

Em diversidade e gente,

Com assunto real ou fabulado,

Continua a ser competente.



Até já citam Aleixo,

No fim da interpretaçao,

No poema que aqui deixo,

Fazendo-lhe também alusão:


Sei que pareço um ladrão...
mas há muitos que eu conheço
que, sem parecer o que são,
são aquilo que eu pareço.

2 Comments:

At 12:40, Blogger Rodrigo Silva said...

Neste meu jeito juvenil,
Rimo-lhe nesta ocasião,
Hoje em dia, mentiras são às mil,
E nenhum vai para a prisão,

Por ser Carnaval,
Podemos a alma libertar,
Porque "ninguem leva a mal"
Mas até isso está a mudar.

Digo para resolver a situação:
Viva a nossa libertade!
Viva a manifestação!
Que lutará contra a precariedade!

Dia 12 de Março lá estarei
Pelas 15 h. na Praça a gritar,
Neste meu país que herdei,
Mas que me custa aceitar!

Cumprimentos,

Rodrigo Silva

 
At 17:55, Anonymous www.sualista.com.br said...

www.sualista.com.br

 

Enviar um comentário

<< Home