Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2009-04-03

Pedra Parideira

Se uma pedra nodular,
É capaz de procriar,
Um coração empedernido
É bem capaz de amar.

Não há feldspato nem mica,
Nem nenhuma teoria explica,
Porque a aldeia da Castanheira
Tem a pedra parideira.

A rocha-mãe, por termoclastia,
Sem demonstrar agonia,
Ultrapassa o seu limite
Dando nódulos de biotite.

Se uma pedra nasce assim,
Como será o seu fim?
O vento batendo-lhe no rosto,
Fá-la não ter posto.
Enquanto eu tenho desgosto,
No andar a contra gosto.

A pedra nasce com sorte,
E eu, com sofrimento,
Até que me leve a morte
Num derradeiro padecimento.


Fotos de Felisberto Matos

Félix Rodrigues

Angra do Heroísmo, 27 de Março de 2009.

Uma comissão de peritos da UNESCO deslocou-se no início do ano a Arouca para avaliar a candidatura do geoparque do município à rede internacional, apostando em seduzir o mundo com «pedras parideiras» e outras singularidades. A candidatura do Geoparque Arouca à UNESCO foi apresentada em finais de Agosto do ano passado e acolhida numa primeira fase.
Uma equipa internacional de avaliação, apreciou a viabilidade da pretensão, revelou o coordenador científico do projecto, Artur Sá. O docente na Universidade de Trás-os-Montes e investigador do Centro de Geociências da Universidade de Coimbra explica que os peritos internacionais, além da componente científica, irão avaliar toda a estrutura organizativa e de gestão, que ficará confiada à AGA - Associação Geoparque Arouca, criada propositadamente para esse fim.
"Será uma estrutura com as pessoas e para as pessoas”, sustentou o coordenador científico, frisando que “não é para ser um parque de diversões para geólogos”, mas para contribuir para o desenvolvimento das populações locais, do concelho e da região.
O Geoparque Arouca, que corresponde à área administrativa do concelho de Arouca, com uma extensão de 330 quilómetros quadrados, é reconhecido pelo seu excepcional património geológico de importância internacional, nomeadamente pelas trilobites (fósseis de animais marinhos que viveram há milhões de anos - no Ordovícico Médio) gigantes de Canelas, pelas «pedras parideiras» da Castanheira, os icnofósseis do Vale do Paiva, e a Frecha da Mizarela, a segunda queda de água de maior desnível na Europa.
As «pedras parideiras», que revelam um fenómeno geológico único no mundo - segundo Artur Sá -, são nódulos negros de biotite, um mineral, encrustados numa matriz granítica, que pelo efeito da erosão saltam da rocha. Para além de constituírem um fenómeno científico único, quer na sua formação, quer na “expulsão” devido à erosão, às «pedras parideiras» está associado um misticismo ancestral, ligado à fecundidade, ainda vivo nas populações locais, e chegaram a ser encontradas numa mamoa - um monumento funerário megalítico.

24 Comments:

At 09:04, Blogger The Kin'Xp said...

Nice pages!
we like your blogging style and we want to advertise your blog.
If you want us to link your blog in our site,
put us in your blogroll, write in a mail :

1.your site/blog address;
2.a representative image of your blog (if you have one);
3.a detailed description of your site.

we would be honored to advertise your blog on our blog!
anyway my friend, keep on with your great work!


I.L.Y.S. staff
"I link your site"

 
At 19:21, Blogger Su said...

pela 1º vez li em diagonal............é que .....
nodulos.................opsss
voltarei

jocas maradas

 
At 21:32, Blogger Su said...

voltei...............ops sem desculpas,,,,,sem traumas,,,,ok:?:)
jocas maradas ......sempre

 
At 14:47, Blogger Felisberto Matos said...

Félix:
vou enviar-lhe um exemplar de
nódulo e rocha-mãe.
Parabéns pela sua veia poética e pelo
texto informativo que publicou.

UM ABRAÇO

 
At 21:50, Blogger susana said...

pedras paradeiras... as coisas que tu nos ensinas...:) és especial. sinto-o.
um abraço
su

 
At 13:04, Blogger Isabel José António said...

Que extraordinária história, confesso que não sabia desde fenómeno. O que é extraordinário também, é que este blogue completa a informação preciosa que dá com uma beleza e sensibilidade indescritíveis! Parabéns mais uma vez pela EXCELÊNCIA deste blogue!

Bem, aproveito para dizer que postei na Newsletter from Lisbon - dá uma olhada? Também actualizámos os outros...

Xi coração,

Isabel

 
At 14:56, Blogger Liliana said...

Lá que a Pedra Parideira
Nos dê pedras pequeninas...
Mas "nódulos de biotite"
Não são nomes para pedrinhas...

Um abraço e um sorriso...

 
At 22:19, Blogger Trequita said...

Conheci as "pedras parideiras" há alguns anos quando fazia parte de um núcleo de Geologia do Inst. Politécnico de Beja (Núcleo Conversas sobre Pedras)e na unidade de Ciência viva. Há muitas mais riquezas destas no nosso país mas ninguém, ou quase ninguém, lhes dá a devida importância! nada como inscrever-se em
http://www.cienciaviva.pt para descobrir estas e outras maravilhas geológicas do nosso país
obrigada pelo post...

 
At 02:14, Blogger Mariz said...

Salve amigo
Muito eu gostei de Angra..mas confesso que S. Miguel me deixou com um sabor na boca diferente.
tanto...que disse que gostaria de acabar ali os meus dias...se calhar com saudades de ter lá vivido em tempos remotos - Atlântida/Lemúria...
quem sabe?

Bem e depois disto...
"agua mole em pedra dura..tanto dá até que fura... - isto no tocante a corações empedrenidos!

Vou de retiro...só depois da Pàscoa voltarei de MIM.

Abraço e época Feliz
Sempre~MAriz

 
At 03:27, Blogger Oliver Pickwick said...

Inventou a poesia geológica. Muito bonita.
Quanto às pedras parideiras, como diz por aqui as gentes da roça, que Nossa Senhora do Parto lhes dê uma boa hora.
Um abraço!

 
At 15:57, Blogger Isabel José António said...

Querido Amigo Félix,

Fazer poesia com imagens
Já nos tinhas habituado
Bionite nascendo como vagens
Parecendo como que fadado
São coisas como fazer viagens

Um grande abraço para ti

Prabéns ainda aceitas, depois de tanta excelência?

Um grande abraço

José António

 
At 17:46, Blogger Nilson Barcelli said...

Confesso que nunca tinha ouvido falar das pedras parideiras e de tudo o resto que abordas neste excelente (mais um...) post.
Quando se aprende, junta-se o útil ao agradável... obrigado e parabéns.
Boa semana, abraço.

 
At 20:11, Anonymous Anónimo said...

gostei de saber.
Joe

 
At 23:56, Blogger Fernando Martins said...

Caro Doutor:

O Blog Geopedrados roubou este post.

Será que nos iremos ver aí na Terceira esta semana?

 
At 18:10, Blogger escarlate.due said...

boa informação que hoje aqui deixas.
o tema vulcões e sismos sempre me fascinou, talvez fruto de ter vivido nessas ilhas naquela idade em que a nossa curiosidade e imaginação está no pico

 
At 19:11, Anonymous Anónimo said...

Can we advertise on your blog
Nice BLOG.

Um abraço e um sorriso...
Smith

 
At 22:44, Blogger Emanuel Azevedo said...

Belas palavras…
Muito bonito e de imenso bom gosto este post e a escolha do poema, os meus parabéns! Um abraço.

 
At 23:19, Blogger Chica said...

Fiquei encantada com tudo aqui. O texto cheio de coisas interessantes, as fotos e os versos que as acompanham...Dá gosto vir até aqui! Parabéns! um abraço,chica

 
At 22:52, Blogger TF said...

Olá Felix
Espero que o sismo de ontem não vos tenha assustado.
Não conhecia esta das pedras parideiras ... mas é interessante.
Bj

 
At 12:22, Blogger Fa menor said...

Pedras parideiras... nunca tinha ouvido falar.
Goste de ler. Gostei de ver.

Fa

 
At 15:50, Blogger cigana said...

Uau.. Esse poema e lindo demais..
Muito belo.. e coerente com as fotos.. Parabens

 
At 15:54, Blogger cigana said...

visite meu site de poesias..
www.ss-santiago.zip.net
Nâo são tão boas como as suas..mas dá pra ler..rss
beijos
soraia

 
At 11:22, Blogger Dulcineia (Lília) said...

Hummm
nas deambulações vim aqui parar.
Bonito blog. Parabéns!
Agora vou conhecer melhor os Açores. Que ainda não visitei.

Pedra e poesia, a fazer lembrar o Miguel Torga.
Voltar cá com mais calma.
Sorrisos do arco-íris
Lília

 
At 04:45, Anonymous Anónimo said...

You have to express more your opinion to attract more readers, because just a video or plain text without any personal approach is not that valuable. But it is just form my point of view

 

Enviar um comentário

<< Home