Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2008-04-10

Educação

Não se ensina a guerra e ela persiste.
Ensina-se o respeito e ele não existe.
Não se ensina a desmatar,
Ensina-se a plantar.
É mais fácil ter o primeiro,
Do que o ensinar o derradeiro.
Não se ensina a odiar,
Ensina-se a amar.
Não se ensina a aprender,
Como deveria de ser,
Ensina-se a ensinar,
Sem pensar em se transformar.
Transformar uma pessoa,
Sem transformar o educador,
Tem-se uma educação que soa,
A poder dissuasor.
Proibir é sempre exequível,
Bem como a reprimenda.
Apesar de ser apetecível,
Não faz com que melhor se aprenda.
As garras da educação
Tanto amam como ferem,
Depende da compreensão
Daqueles que dela auferem.

Félix Rodrigues

Etiquetas:

22 Comments:

At 20:08, Anonymous Azoriana said...

Ora cá está um bom tema
Tecido no seu poema
E ao tecê-lo nos ensina.
Há cada vez mais pessoas
Desistindo de ser boas
Denegrindo sua sina.
O tema da educação
Anda de vento em popa
Há pessoas que estão
Com falta de chá ou sopa.

Há também muito degredo,
Falta de respeito e medo,
À solta pela nação.
Há uns novos desordeiros
E outros são mais matreiros
A provocar o vulcão.
Sempre houve muitas falhas
E erros de parte a parte
Só que agora há mais batalhas
Fugir delas é uma arte.

Noutro tempo não se via
Crescer a tecnologia
Como hoje ao desbarato.
Hoje um só já não dá,
É um toma lá, dá cá,
É um tal falar barato.
Já não se pode proibir
O uso de um aparelho
Em cima nos vão cair
Nem respeitam quem é velho.

Para haver compreensão
Há que haver educação
E isso ninguém dispensa.
Não se pode maltratar
Nem tão pouco derrubar
O defeito de nascença.
Há que haver justa medida
Fazer ver a população
Que sem Deus na nossa vida
Não haverá salvação.

Abraço

 
At 20:48, Blogger Su said...

em troca das palavras que fazem todo o sentido deixo.te uma joca marada de mar

 
At 22:58, Blogger Nilson Barcelli said...

Tocas em vários temas, qual deles o mais complexo...

Não precisamos que nos ensinem o mal, ele é intrínseco em nós, talvez derivado da luta pela sobrevivência herdada nos genes...

Tive um professor que me ensinou a aprender. Foi a excepção. Mas ainda hoje essa aprendizagem me é útil.

Acho que a educação não deve ser repressiva. Devemos ensinar os nossos filhos a cumprir regras que eles próprios estabeleceram connosco. Educação participativa...?

Texto e fotos de grande qualidade, como vem sendo hábito.

Abraço.

 
At 14:35, OpenID mbweblog said...

A má educação é preocupante.
A ausência de educação é o caos.

 
At 15:29, Blogger Fátima Silva said...

Excepcional! Um tema que me toca particularmente. Fazer da educação uma arte de distribuir amor.

Muito obrigada pela visita. Por aqui anda-se a passo de caracol.

Um bom fim de semana e muita saúde.

 
At 19:29, Blogger Trequita said...

Concordo com todo o post excepto com o início "Não se ensina a guerra"

Embora este seja um ensino silencioso ele persiste através das inflências que nos rodeiam.
Este tipo de ensino é o mais poderoso pois nem nos apercebemos que estamos a aprender...
é como uma música irritante que rasteja, entranha-se na nossa mente sendo-nos impossível parar de a trautear.

 
At 23:38, Blogger geocrusoe said...

Felix expões o tema de uma forma pessimista, embora apontes uma saída ou solução, o problema é que subscrevo na íntegra o que dissestes...
Do meu grupo rock favorito, neste caso fica apenas a letra da revolta e o gosto pela sua música, não a concordância do texto no seu todo.

 
At 16:18, Anonymous comecardenovo said...

Gostei!

 
At 10:18, Blogger Hanah said...

Ser ecosofico ...
Você Faz da educação uma arte...

bom domingo

 
At 10:39, Blogger deep said...

Olá!

Já tinha lido, ontem, este teu poema-reflexão (e ouvido um pouco do tema dos Pink Floyd), mas por falta de tempo, acabei por não comentar... faço-o agora.

É mesmo assim:educar supõe uma predisposição interior de quem dá, mas sobretudo de quem recebe. Talvez essa predisposição tenha que nascer na família para que a escola e a sociedade possam continuar o processo.
Sem a perticipação de todos, nada feito!

Um óptimo domingo para ti!

 
At 10:39, Blogger deep said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 08:14, Blogger Isabel José António said...

Querido amigo,

É um belíssimo texto poético sobre a educação.

Educar, como o fazem quase todas as espécies mais evoluídas, é dar o exemplo.

No nosso caso (humanos), além de darmos o exemplo (que não se dá ou o que se dá é tudo menos bom, genericamente falando, claro), deveríamos começar por ensinar sobre quem somos nós, o que fazemos aqui e para onde vamos. O auto-conhecimento seria a ferramenta principal. Depois viriam a matemática, o português, as línguas estrangeiras, etc., etc.

Como não se faz nada disso; como os pais (que deveriam ser os primeiros educadores) não têm tempo, nem preparação e são tão vulneráveis ao meio ambiente como os filhos, chegámos à lástima que tomos vamos conhecendo.

Passámos facilmente do oito (repressão nas escolas) para o oitenta (laxismo e o deixa andar sem método, sem um fio condutor) e depois queixamo-nos que a ética vai sendo cada vez menos importante.

Só mudando radicalmente este estado de coisas é que a educação voltará a ter e a ser o papel determinante.

Parbéns e um grande abraço

José António

 
At 08:25, Anonymous Anónimo said...

Muito bem pensado e materializado.
Joe

 
At 08:40, Blogger Jorge Moreira said...

Caro Amigo,
Já tinha saudades destes ventos de reflexão.
Sempre profundos e alegóricos.
Bem Hajas!
Grande Abraço,
Jorge Moreira.

 
At 10:08, Blogger Rosa Brava said...

Excelente post.
Vim aqui ter através do Blogue Mini-Saia... tinha perdido o caminho para cá...
Boa semana
Bj ;)

 
At 20:58, Anonymous ilhas said...

oLÁ tenho um prémio para ti no meu blogue . Passa por lá para o o recolheres.
Um belissimo Post sobre um tema muito em voga a educação, que infelizmente, apesar de cada vez mais letrados , temos memos. abraços

 
At 00:36, Blogger NunoSioux said...

Grande texto, cheio de verdades!!! Uma boa maneira de nos fazer pensar na educação que temos!!!

Abraçoç

 
At 15:22, Blogger Rose said...

Querido amigo...

parece que fizestes um passeio pelas minhas desolações para escrever estes temas todos..

tenho trabalhado muito meio ambiente e Agenda 21 e confesso que me sinto uma formiga tentando plantar árvores no meio dos elefantes...

tudo questão de educação que ñ existe... nem com o planeta nem com as pessoas....

será o começo do fim?

beijos

 
At 21:16, Blogger AÇORES said...

Actual e a propósito....na verdade já nem sei se é atual ou actual, de fato/facto é que o corrector/corretor ortográfico ainda me vai dizendo que sem o "c" está mal....ainda nos vamos dar mal com este pacto/pato....penso que a verdadeira politica da linguagem poderia implementar-se mesmo com estas pequenas grandes diferenças....houvesse vontade....bem sei que me dispersei...desculpe

 
At 22:14, Blogger oceanus said...

...uma tarefa verdadeiramente nobre, a de educar. Mas que nem sempre é bem compreendida...nem bem feita.

Excelente partilha, parabéns!

bjs do fundo do Oceanus

 
At 22:14, Blogger Hanah said...

"A esperança não é um sonho, mas uma maneira de traduzir os sonhos em realidade"

grata pelo carinho...


Bom final de semana para ti

 
At 18:11, Anonymous Rosangela Aliberti said...

Olá Félix como sempre você se encontra "antenado" a meu ver um poema de (provocador/reflexivo) junto a imagens escolhidas a dedo.
Segue um abraço deste lado do Atlântico da Rosangela

 

Enviar um comentário

<< Home