Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2007-03-23

Escala diatónica

Fotografia de Ella Kali

.
Há gente que mete dó,

Navega sem ir à ré,

A vida é cantata em mi,

Mas, pautada com bordão em fá.

Quer chova quer faça sol,

Anda de cá para lá,

como quem está fora de si.

Tão só. Tão só, que mete dó.
.

.


Fotografia de Gino Caron


Félix Rodrigues


O que é que a ti te mete dó?


Para produzir as notas ré, mi, fá, sol, lá, si, dó, com uma corda tensa, basta dividir o seu comprimento nas proporções representadas na figura que se segue, primindo-a nesse ponto e percutindo a restante parte. Por exemplo, primindo o meio da corda e percutindo-a obtem-se a nota dó. Quando se procede do mesmo modo com um terço da corda obtêm-se a nota sol e quando é um quarto obtem-se a nota fá.

Esta pode ser uma actividade de introdução à Educação Musical ou às Ciências, a desenvolver no ensino básico.

5 Comments:

At 04:38, Anonymous Ofeliazinha said...

Ai, esta resposta daria um largo e extenso post. Prefiro apenas dizer que são muitas as coisas que me metem dó nos nossos dias. Uma delas é a própria humanidade. Bom fim-de-semana. Não se esqueça de adiantar o relógio.

 
At 22:57, Blogger poca said...

pois sim.. e se dividissemos a corda ao meio teriamos um dó uma oitava a cima ;P

agora um poema em escala pentatónica que é para os nossos amigos chinocas perceberem :)

 
At 16:01, Blogger o alquimista said...

Pois meu caro e stimado amigo, eu de notas, música não percebo grande coisa, estou mais para teatrices e pinturas...

Aquele abraço

 
At 19:53, Blogger Bruxinhachellot said...

Dó, ré, mi, fá, sol, lá, si.

Do reino milagroso faz-se sol lá, simplesmente.
Só uma brincadeira com as notas musicais.

Beijos de ovos de páscoa.

 
At 18:07, Blogger Nuno Guronsan said...

Caro Félix, infelizmente há muita coisa que me mete dó (sem ser boa música). Mas ultimamente há uma que me mete realmente dó, talvez por ser excessivamente recorrente, que é a amnésia enquanto fenómeno de uma sociedade inteira.

Um grande abraço.

 

Enviar um comentário

<< Home