Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2006-12-16

E se o Menino Nascesse Agora?

Se o menino nascesse agora,
não seria como outrora.
Nasceria numa lixeira,
no meio de muita sujeira.
.
Teria um caixote como cama,
uma manta de jornais,
o chão coberto de lama,
onde comeriam animais.
Em vez da vaca, um ratinho,
Em vez do burro, uma gaivota.
Nem a sua mãe devota,
se sentaria num banquinho.
.
Os Reis Magos percorriam
mais quilómetros no deserto,
num rumo tão incerto,
quanto os cientistas previam
para a desertificação do Planeta.
Mesmo que passasse um cometa,
McNaught de seu nome,
que os pudesse guiar,
o que ouviriam ribombar,
seriam mísseis de cruzeiro,
que os estariam a iluminar,
no meio daquele bodegueiro.
.
Metidos numa carripana,
com o símbolo da Cruz Vermelha,
queriam acender a centelha,
da triste raça humana.
.
Levariam leite, arroz e feijão,
para ofertar ao menino,
que tão cedo e pequenino,
se abrigava em papelão.
.
Herodes já não existiam,
para fazer mal à criança,
mas os reis insistiriam,
que procedessem à mudança,
Por estradas poeirentas,
envergando vestes sebentas.
Chegariam extenuados,
ao campo de refugiados.
.
Apareceria na televisão,
como o menino do papelão.
Os seus cinco minutos de fama,
não lhe valeriam uma cama.
Dormiria sempre no chão.
.
Passados dois mil anos................
.
Comemorar-se-ia com grande festança,
o nascimento de uma simples criança:
um triste, um desgraçado,
que morreu asfixiado,
pela poluição produzida,
por uns homens muito "beras",
que foram autênticas feras,
da economia vigente.
Fizeram mal a muita gente.
.
Com o pecado já expurgado,
os filhos daquela gente,
decerto teriam encontrados,
respeito por si e pelo ambiente.
.
Félix Rodrigues
.
Votos de Boas Festas para todos.

61 Comments:

At 20:02, Anonymous Anónimo said...

Se o Menino nascesse agora, as estações de televisão ficariam horas a fio a fazer directos para saber quem seria o "impostor". Como o evento não tinha sido promovido e publicitado por eles, tudo fariam para que ninguém acreditasse. Maria teria de fugir com a criança por uma qualquer porta dos fundos e José, de rosto tapado, enfrentaria a multidão.
Depois, repórteres ávidos de notícias entrevistariam pastores e outra populaça que por ali andasse. Vozes distorcidas. Rostos em contra-luz. Nem a vaca, nem o burro escapavam. Os Reis Magos, coitados, teriam de fugir. Logo, logo, a Polícia Judiciária os perseguiria. Tentativa de suborno a menor...

 
At 21:21, Blogger azoriana said...

Muito obrigada e retribuo os votos de Boas Festas...
Estou a pensar precisamente naqueles meninos que não tem casa nem pão... pode ser que ao menos no Natal lhes dêem a mão...
Beijinhos

 
At 21:29, Blogger Hanah said...

Maravilhoso !!!!


Boas Festas para você à todos os que ama !!!!

Beijinho

Hanah

 
At 02:03, Blogger PAH, nã sei! said...

Infelizmente... de acordo... coitado do menino!!

 
At 09:49, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 09:54, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Com todo o meu respeito e esse que eu te tenho declaradamente e escancaradamente:

PUTA QUE PARIU!!!
MEUS PARABÉNS POR TÃO BRILHANTE COLOCAÇÃO!!! É UM TEXTO ARRETADO DA P_ _ _ A, COMO DIRIA UM BOM NORDESTINO!!!

O palavrão aqui tem exclusivamente a conotação de força que somente ele pode dar em determinados momentos, onde as palavras ditas como educadas, já não podem alcançaR e eu sou uma pessoa que usa os palavrões com esse sentido de força. Lendo o TEU MENINO, te confeço que eu diria muitos e muitos palavrões e dos muitos fortes mesmo, mas não os disse aqui, pelo temor de que as pessoas pudessem entender erroneamente. Mas saiba que eu os pronunciei do lado de cá e bem sabes disso!!!

Há mesmo muitos e muitos meninos nascidos e nascendo em mangedouras improvisadas, debaixo de pontes, de viadutos, em casebres, em tubos de esgoto e em meio ao meio urbano ou não, apodrecidos e apedrejados pelo tempo; esquecidos pelos homens, esquecidos pelos deuses, pelos santos; sobreviventes criados pelos monstros que delineiam o egoísmo humano e os temores que os levam a práticas incoerentes em determinadas épocas do ano, em prol de salvaguardarem, quem sabe, uma boa cadeira em fila privilegiada, quando a hora final chegar...

E ela chegará. Para todos. Santos ou loucos... E a diferença estará apenas na injustiça sofrida pelos menos apadrinhados... Há muitos Cristos vivos, sem festas de aniversário... Há muitos Cristos ainda com fios de vidas, que respiram de barriga vazia, que poderiam se tornam grandes estadistas, grandes cientistas, grandes humanistas...

Há muitos Cristos e não estou vendo o que há para se festejar...

Beijos Félix e mais uma vez, parabéns pela visão, pela postura, pelo coração!!!

Cris

 
At 09:59, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Desculpas, mas me empolguei e saiu o comentário dobrado.

Apaguei...

Tal qual o fazem aos nossos muitos meninos...

Pura e simplesmente...

Beijos MENINO Félix!!!
Cris

 
At 19:02, Anonymous Lília said...

Depois do teu texto de dos comentários já feitos, nada mais há a acrescentar.
Infelizmente já muitos se esqueceram do que trata o natal e a comemoração do nascimento daquele menino há muito que passou a ser a comemoração do dia em que se recebem presentes.

Eu já recebi um bem desagradável... devo ter me portado mal durante o ano, quem sabe. Passa no meu canto e logo saberás.

Beijinhos e que passes um feliz natal junto dos teus meninos...

 
At 20:59, Blogger melena said...

se o Menino nascesse agora...

ummm.

quem sabe.

Santo Natal

abraço

 
At 23:50, Blogger pvnam said...

SEPARATISMO NA EUROPA
««mini---spam»»»

---> Assumam um esforço de DIGNIDADE!!!

---> Declarem guerra à Parasitagem Branca!!!
{ ou seja, reivindiquem o Legítimo Direito ao separatismo }

---> Vejam se percebem isto:
-> Actualmente, aqueles que andam a condenar a Parasitagem Branca... são Nativos Europeus;
-> No futuro, quando forem uma minoria na Europa, os Nativos Europeus estarão numa situação de grande fragilidade... visto que... existirão outros... que irão condenar a Parasitagem Branca... -> Salta à vista de toda a gente: no futuro, os Nativos Europeus irão perceber que herdaram a herança mais envenenada da História da humanidade...


NOTA 1:
--->>> Por definição, Parasitagem Branca são todos aqueles que pretendem andar na Curtição-Parasita… isto é:
- são aqueles que pretendem andar no planeta a curtir mão-de-obra servil ao ‘preço da chuva’;
- são aqueles pretendem andar no planeta a curtir a existência de alguém que pague as Pensões de Reforma… apesar de… nem sequer constituírem uma sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!
De facto:
---> Uma coisa é uma pessoa ser bem sucedida na sociedade.
---> Outra coisa - completamente diferente - é o facto da Parasitagem Branca [quem não os conhecer que os compre] adorar elevar artificialmente o seu estatuto na sociedade:
- no passado, através da importação de escravos;
- no presente, através da importação de mão-de-obra servil imigrante.


NOTA 2:
--->>> A Parasitagem Branca continua a preservar a sua bandalheira-ética:
-> No passado, argumentavam que os escravos eram fundamentais para o desenvolvimento económico do país. {nota: era necessário rentabilizar o investimento feito em caravelas... e... era necessário salvaguardar a industria de construção de caravelas }
-> No presente, argumentam que a mão-de-obra servil imigrante é fundamental para o desenvolvimento económico do país...

 
At 08:22, Blogger greentea said...

lindissimo este poema para todos os meninos que todos os dias nascem e vivem na lixeira, para todos os que não comem, são levados para o campo de refugiados e um dia ...a asfixia vem. Sem retorno

Um abraço

 
At 13:11, Blogger jguerra said...

Tem toda a rwzão. Realmente se nascesse agora... teria uma fama efémera daquelas que só a tv sabem produzir. rTeria muito com que lutar que nem as forças que traria lhe podiam valer. seria apenas mais um entre tantos a querer que o mundo mude.
Um abraço natalício.

 
At 13:50, Anonymous Anónimo said...

Gostei muito de ler as suas palavras. Gostei mesmo.

Um Natal Feliz é o que lhe desejo.

Beijinhos

 
At 17:09, Anonymous Fontez said...

Se Jesus nascesse agora nasceria não de arromba, obvio, mas nasceria com mais dignidade, mas simplicidade sem duvida.
Feliz NAtal

 
At 19:12, Blogger FSilva said...

Boas Festas com cheirinho a Pico.

 
At 21:09, Anonymous Anónimo said...

Obrigado pelo teu comentário.
Que bonito poema!
Todos os dias nascem meninos jesus,é só estar atento.
Aquele que nasceu há muito tempo, tinha o mais importante AMOR
Abraço

 
At 23:29, Blogger MJ said...

Líndíssimas as palavras, lindíssima a mensagem.
Parabéns!

Abraço

 
At 11:26, Blogger Vida said...

Bom dia Félix, um dia solarengo finalmente...

Meu amigo, este poema deixou-me arrepiada, não só pela qualidade que já nos habituaste como pela terrível verdade que todas as palavras dele transportam, esta que é uma época em que cinicamente tentamos nos esquecer dos que sofrem e dos que fazem sofrer, fazedo de conta que não existem, consegues relembrar-nos que é verdade... eles existem e seria possível mudar tudo isso se todos tomássemos consciência e mudássemos posturas e formas de vida. Não tenho dúvidas que se ele nascesse hoje seria sacrificado muito mais novo...

Um beijo grande para toda a tua familia e para ti!!!

 
At 11:54, Blogger melena said...

O menino nasce nos dias de hoje

 
At 20:57, Blogger aprendiz de viajante said...

A visão que a bíblia nos transmite do nascimento de Jesus remete-nos para o desprezo que vitimou o Menino… se ele voltasse a nascer, voltariam os Homens a desprezá-lo, porque infelizmente há erros que o tempo nunca corrigiu. O Homem conhece o seu passado cada vez melhor, mas volta sempre a repetir as mesmas crueldades… será um defeito inerente à natureza humana?! Terão os erros, tal como os fenómenos da Natureza, um movimento cíclico?... Possivelmente, se ele voltasse a nascer hoje em dia, para além do desprezo dos Homens, teria de suportar a dura realidade que o nosso planeta enfrenta.

Gostei muito da tua visão da actualidade e a forma como contextualizaste o nascimento do Menino nos nossos dias. Um poema brilhante!

 
At 20:59, Blogger aprendiz de viajante said...

Ah!...

Feliz Natal!

 
At 23:04, Blogger Fátima Silva said...

Vim aqui desejar-te a ti e à tua família Boas Festas e FELIZ NATAL!!!
Que a mensagem da Paz, do Amor e da Fraternidade seja ouvida num só tom.
Beijinhos

 
At 07:13, Blogger Micas said...

BRILHANTE. ADOREI, ADOREI. Felizmente ainda há pessoas como tu, pelo bem da humanidade.
Adorei este poema, que devia ser obrigatoriamente lido por todos.
Aproveito para deixar um beijinho com votos de um Natal muito Feliz para ti e todos os teus, e que 2007 te traga tudo o que mais desejares...

 
At 12:53, Blogger Maria Costa said...

Festas felizes e que se prolonguem por cada dia e por todos os dias.

 
At 13:21, Blogger maat said...

Bos festas!!!

Luz! VIda! Amor!

***maat

 
At 13:24, Blogger Siddhichandra said...

Olá! Agradeço e retibuo votos de um Santo Natal!

Gostaria de ter uma copia do artigo. Poderia enviar-me por email digitalizado?

Obrigado
João Colimão
colimao@gmail.com

 
At 13:39, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Félix meu amigo querido do coração!!!

Bem sabes que não tenho pelo natal esses sentidos todos que a ele lhe é conferido, mas não deixo de desejar a todas as pessoas e em especial as que eu gosto e que são de minha relação, que essas datas e em especial a virada do ano, sejam repletas de harmonia, de bons sentimentos e acontecimentos e que todos os bons momentos perdurem pelos restantes dias do ano e assim por todos os anos, sucessivamente.
Independente dos credos e das religiosidades, eu nunca gostei do natal e nem dessas festas, pois nunca vi muito sentido nessas comomerações que para mim, deveriam acontecer diariamente e pelo simples fato de que cada dia é um novo amanhecer de um próximo ano, que fechará na mesma data, após a contagem dos 365 dias que se seguirão e enfim... Que todos os teus dias que se seguirão, sejam sempre muito e muito felizes!!!

Te desejo tudo de bom, de coração, a ti e a todos os teus!!!

Felicidades Félix e meus agradecimentos pelos muitos momentos bons que me deste de presente nesse 2006!!!

Beijos,
Cris

 
At 15:40, Anonymous Anónimo said...

Esse menino não seria rei, nem seria Deus, seria somente mais um desabrigado, faminto e excluído.
Poesia muito bem formulada.

Beijos natalinos.

 
At 16:31, Anonymous Anónimo said...

Olá, Felix,

Recebi seu comentário, conforme registrado abaixo. O Blogger não mostra seu e-mail, por isso estou respondendo por aqui. Pode utilizar o material, sim.
Meu e-mail é rogerio.maciel@gmail.com

Um abraço,
Rogerio



----- comentário --------------------
O seu blog é muitoversátil e natalício. Tenho uma página num jornal dos Açores-Portugal (A União), intitulada Blogs.do.Mundo. Gostei do seu post sobre o Olhar da Tecnologia e o espírito de Natal. Aproveitava esta oportunidade para lhe pedir autorização para publicá-lo nessa página? Votos de Boas Festas.

 
At 20:26, Blogger Nuno Guronsan said...

Se nascesse hoje, provavelmente nasceria em África, filho de pais seropositivos, no seio de um qualquer genocídio montado por um senhor da guerra sem uma pinga de humanidade. Ou então nasceria na faixa de Gaza, no meio dos escombros de uma qualquer casa bombardeada por um helicóptero israelita adquirido à grande nação da liberdade neste planeta, os E.U. da A.

Um grande abraço e um feliz Natal.

 
At 17:29, Blogger Assobio said...

Obrigada pela visita ao Assobio!
Também gosto do seu blogue!
Pode publicar, mas sugiro que use "tretas" ou "fitas" em vez do que não gosta, mas que (há-de compreender) foi absolutamente intencional.
Feliz Natal!

 
At 18:43, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Engraçado...

Acho que temos nossas antenas ligadas...

Quando postei o filminho, o fiz pensando no teu post do novo MENINO. Estava agora mesmo te deixando um recado em teu msn e voltei ao Lãmina e já lá estava teu último comentário.

É muito bom saber que estás sempre por perto!!! Gosto muito de ti e és um dos meus meus excelentes acontecimentos desse ano que agora termina!!! que possamos comemorar muitos anos pela frente!!!

Muita sorte Senhor Coelho!!!

Beijos,
Cris

 
At 19:20, Blogger Cruzeiro said...

Caro Félix
Por falta de tempo e de paciencia, tenho andado um pouco ausente de visitas aos vizinhos, mas não quis deixar de te vir desejar um feliz natal com tudo de bom.
Beijinhos

 
At 21:05, Blogger Jardineira aprendiz said...

A humanidade não muda, não é? Felizmente os Homens às vezes mudam.
Talvez seja por isso que continuamos a querer festejar o Natal, apesar de toda a folia comercial.
Belo post!
Feliz Natal!

 
At 00:16, Anonymous Ofeliazinha said...

Embora já esteja incluido nos desejos de Boas Festas do meu blog, não quis deixar de cá vir desejar um Feliz Natal a si e toda a sua familia, que corra tudo bem, que seja um dia tranquilo e cheio de amor.
Um Abraço.

Ofeliazinha

 
At 02:21, Blogger PAH, nã sei! said...

A deixar um abraço de esperança...

 
At 03:02, Blogger Vida said...

Félix, hoje venho desejar-te um feliz Natal para ti e tua familia, com tudo de bom.

Beijinhos com carinho.

 
At 17:07, Blogger PiresF said...

Que o verdadeiro espírito de Natal, nesta época de partilha de coisas boas, prevaleça com infatigável desejo na nossa amizade e, num golpe de gesto redondo repleto de magia, deixo-te um cabaz de aromas, esperança, felicidade e um voto para que sempre o amor te inunde com a sua companhia.

Boas Festas!

PiresF

 
At 17:19, Blogger goticula said...

Passei para desejar-te umas boas festas.
beijinho

 
At 17:32, Anonymous Anónimo said...

Tudo de bom para ti!

 
At 18:01, Blogger MJ said...

Boa tarde:-)

Posso dar uma sugestão? Envie este poema ao Luís Gaspar http://www.estudioraposa.com/ Tenho a certeza de que ele ia adorar lê-lo.

Abraço

 
At 18:03, Blogger frosado said...

Os meus "SES"

"Se" o menino nascesse agora, o Pai José abandonaria Mãe Maria, porque não acreditava na história da Pomba do Espírito Santo... "Se" Maria, fosse uma boa Mãe, como tantas, teria que virar-se sozinha, para criar o menino, e andaria a trabalhar, talvez, como mulher a dias, ou sei lá o que mais... e o menino, provavelmente, seria uma criança solitária, criado pela avó, ou na rua, filho só, da sua Mãe, talvez marginal, quem sabe? Uma coisa é certa, não viriam reis para o adorar, e teria muita sorte "Se" um dia chegasse a discutir leis, no Templo com os Doutores da Igreja!
"Se" algum dia tentasse transformar a água em vinho, ou ressuscitar Lázaro, talvez fosse levado à tvi, ou ao Programa Fátima, como mágico, ou atracção ou coisa do género!!! Ou então seria internado, em qualquer "estabelecimento" para se "normalizar". "Se" fosse humilde como dizem que era, arranjaria uma incompatibilidade como os Papas de Roma, pelo luxo que estes ostentam e pela crueldade que demonstraram, ao longo dos séculos (lembrem-se da Inquisição, da escravatura, etc.)
E "Se" insistisse naquela ideia de que era filho de Deus, hoje, fundaria uma Igreja, tipo "Reino de Deus" ou de qualquer outro tipo, mas onde as mulheres tivessem os mesmo direitos que os homens: "Aquele que nunca pecou que lhe atire a primeira pedra!" disse ele, da adúltera!
Jesus, Jesus, porque será que os se dizem teus seguidores, te traiem a todas as horas?

 
At 18:34, Anonymous Anónimo said...

Belissímo! cada poema melhor que o outro!!!!
Passei por cá apenas para lhe desejar a si e à sua familia um feliz Natal cheio de paz e saúde.

Ana Isabel Godinho

 
At 18:44, Blogger Kalinka said...

É já amanhã...

e, hoje tive a minha principal prenda de Natal: a minha neta a dormir a sesta na minha cama...ui, que maravilha...
estavamos as duas tão quentinhas, depois deixei-a ficar agarrada à minha boneca que tem 50 anos...,(tirei fotografias, depois mostro) mas já foi tão bom estar agarradinha a mim e eu a ela.

Votos de um Feliz Natal com saúde e amor. Beijo.
Agradeço e retribuo os votos de Boas Festas.

Solto muitas vezes a «criança» que há em mim, mas hoje foi diferente, a criança esteve agarrada a mim, foi bem melhor!!!

 
At 21:19, Blogger soslayo said...

Desambientado:

Dr. Félix

Numa linda dissertação tão enquadrada na época que se vive, quis o espírito natalício favorecer-te com a inspiração (aliás, quase sempre) divina entre a causa que sempre defendes (o ambiente) e o nascimento do menino que falas! Parabéns pelo teu poema/texto/poético. Mas, meu Caro Amigo também aqui vim e agora para desejar-te a ti e toda a tua família um FELIZ NATAL. Um abraço tãi imenso como este atlântico que nos une.

 
At 21:37, Blogger Su said...

boas festas

um feliz natal para ti e todos os teus

jocas maradas e natalicias

 
At 23:03, Blogger adesenhar said...

a tua mensagem é excelente...
e
com ou sem menino
boas festas
:-)

 
At 02:07, Blogger Saramar said...

Poeta, emoconei-me tanto com esses versos que mostram a como decaímos. Hoje, pior que feras, quase monstros.
Espero que o Menino ilumine os humanos, como você previu al final.

Desejo-lhe o mais feliz dos dias de natal, com seus familiares e as pessoas que você ama.
FELIZ NATAL!

 
At 09:52, Blogger deep said...

Tenha a impressão que se o menino nascesse agora, não daríamos conta, de tão distraídos que andamos com preocupações materiais...

Feliz Natal!

 
At 10:15, Blogger Isabel Magalhães said...

............ de passagem e a correr! :)))



Obrigada pelos teus votos.

Que o teu Natal tb seja de Paz e Amor.

Que o Ano Novo venha cheio de realizações.

Um abraço.
I.

 
At 10:22, Anonymous Anónimo said...

Félix
Não estava cá quando vieste. Estou transferida para o Porto...uma longa estória...
Vi a reportagem no Baluarte. Tens um ar muito simpático

Aqui tens mais um poema que espelha bem o que vejo em ti da forma como estás na Vida, uma forma consciente e solidária.

Desejo-te e aos teus um Santo Natal extensivo aos muitos amigos que vejo aqui que tens.

 
At 11:21, Blogger Ponto Verde said...

Agradeço e retribuo sinceramente os votos, ficando desde já agendada uma linkagem do excelente "Desambientado".

 
At 11:52, Blogger Águas da Vida said...

Um feliz natal querido Felix mas convido a visitar o blog da loba e ver o quanto somos ricos e felizes e nao sabemos:
http://osuivosdaloba.blogs.sapo.pt

Big Kiss

 
At 13:05, Blogger Jorge Moreira said...

Um Santo e Feliz Natal.
Votos de Felicidade para toda a tua Família.

Jorge Moreira

 
At 15:18, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Que possamos estar sintonizados sempre e felizes Félix!!!

Obrigada uma vez mais, com beijos a todos,
Da Cris

 
At 17:01, Blogger ESCRIBA said...

Caríssimo Félix!!!

Que todas as boas coisas da vida te acompanhem nessas festas e que teu novo ano seja repleto de bosn acontecimentos. Que possamos desfrutar por muitos anos de nossa amizade e que juntos, possamos desenvolver com diversão e bons momentos, projetos em benefício de todos.

Obrigada por tudo e que sejas sempre muito feliz com os teus.

Com um abraço amigo,

Vasco Oswaldo santos

 
At 17:09, Blogger Isabel said...

Virei ler-te depois mas não quis deixar de te vir desejar um bom Natal acima de tudo com a alma e o coração repletos de paz.

Beijinhos.

Isabel

 
At 21:07, Blogger fotArte said...

Um Natal muito feliz para ti tambem.

[Para a proxima, venho com mais tempo para ler]

 
At 21:53, Blogger Leticia Gabian said...

Félix,
Nem com muita vontade conseguiria escrever tão bem e com tanta propriedade, um texto como o que acabei de ler.
Um beijo grande pela tua consciência e pela lucidez das tuas palavras.

 
At 15:28, Anonymous Caritassouzza said...

O menino Jesua nasce tds os dias: Nos k sao abortados; nos k sao jogados no lixo em caixotes; nos k são abandonados a sua sorte. Apenas NÓS não enxergamos no rosto de nosso irmão k sofre a presença do menino Jesus. Nos fexamos em nosso egoísmo e voltamos as costas aos k nos imploram um poko de nossa misericórdia. Feliz natal feliz 2007!

 
At 10:08, Anonymous Catia Rosas said...

Caro Félix:

Parabéns por este poema, que tomei conhecimento a partir do blog Ondas3.

Coordeno o site www.confagri.pt/ambiente, onde temos 1 espaço para a frase do dia. Gostava de lhe pedir autorização para divulgar este poema nesse espaço. O meu contacto é catia.rosas@confagri.pt para mais informações.

 

Enviar um comentário

<< Home