Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2006-09-09

Liberdade


Esperei por ti quando vagueava, por entre dunas, na busca da Terra Prometida.

Senti a tua ausência nos circos de feras famintas.
.
Chamei-te quando me queimavam a carne em dias de bestas, cruzadas e anti-Cristos.

Chorei por ti quando me agrilhoaram numa roça perdida do Novo Mundo.
.
Pensei nunca mais te ver despois de Auschwitz.
.
Evoquei-te na longa noite do fascismo.
Reanimei-me com a queda do muro de Berlim.
E só agora percebi,
que serei um eterno prisioneiro,
das opções daqueles, que permito que me oprimem.
.

Félix Rodrigues

O que é para ti a liberdade?

Nota- Este post é dedicado a todos aqueles que não conseguem ter liberdade.

20 Comments:

At 20:10, Blogger maat said...

"O homem livre é aquele sobre quem nada e ninguém tem domínio.

O que quer dizer que ele dominou tudo – começando consigo mesmo, seus anseios, suas angústias e os desejos que guerreiam em seu íntimo.

O homem livre é, primeiramente, livre de si mesmo."

Dalva A. Lynch




Gostei deste tema, muito interessante.
obrigada.


***maat

 
At 00:00, Blogger Fátima Silva said...

O caminho da liberdade é uma aspiração tão vã... jamais a atingirei apenas ando no seu encalço.

 
At 01:18, Blogger Maria Costa said...

Citando Jean-Paul Sartre:

"Estou condenado a ser livre. Isso quer dizer que nenhum limite para minha liberdade pode ser estabelecido excepto a própria liberdade"

Boa semana.

 
At 12:26, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Em mesmo peso e medida: RESPONSABILIDADE!!!

Penso que fomos todos educados a entender Liberdade, como sendo o poder máximo; o domínio; o ditar e impor regras, sem ter de respeitá-las. Para mim, quando maior for a liberdade, maior será o dever, o respeito, o cuidado e por aí vai...

Portanto, só é livre de fato, aquele que percebe seus muitos LIMITES e sua redução de espaços.

A Liberdade não está no ato e sim, no entendimento dele.

Ser livre não significa poder fazer tudo e sim, entender claramente o que deve ser feito para que todos os limites sejam respeitados, desenhando-se assim, mansa e imaginariamente, o tênue fio que separa naturalmente onde começa e termina o direito de ir e vir de cada um.

Beijo de uma excelente semana!!!
Cris

Postei no trilhas. Dê uma olhadinha no discurso que colei lá!!!

 
At 18:01, Anonymous passarinhos said...

Tens pássaros???
Se tens, aqui neste blog podes apagar as tuas duvidas basta fazeres um comentário dizes-me quais as tuas duvidas e eu esclareço-te.
Se não tens pássaros e queres ter também tens de fazer um comentario, a dizer se queres macho ou fêmea.

ATENÇÃO!!!!!

Tens de ler o blog, pois podes fazer um comentário e eu ficar em dúvida.

 
At 19:18, Anonymous Lília said...

Mais triste do que a privação de liberdade à conta de terceiros, é não ser livre de si mesmo. E existem muitas pessoas prisioneiras do seu próprio pensamento...

Beijinho

 
At 20:10, Blogger frosado said...

Caro Féliz, sempre em boa forma, cá vou responder à pala do Miguel Torga:

"Conquista"
Livre não sou, que nem a própria vida
Mo consente
Mas a minha aguerrida
Teimosia
É quebrar dia a dia
Um grilhão da corrente.

Livre não sou, mas quero a liberdade.
Trago-a dentro de mim como um destino.
E vão lá desdizer o sonho do menino
Que se afogou e flutua
Entre nenúfares de serenidade
Depois de ter a lua!

Miguel Torga

 
At 01:18, Blogger aprendiz de viajante said...

A liberdade mais verdadeira é a que reside dentro de nós e essa ninguém a pode roubar!

Um abraço, amigo desambientado

 
At 20:26, Blogger grão de areia said...

Amigo,

Nunca me esquecerei de si...

Para mim a liberdade plena... é a do pensamento. Ninguem, por mt que estudem, consegue lá entrar tão profunda...mente! Aí sim. Somos completamente livres.

Um abraço
H.M.

 
At 23:56, Blogger APC said...

E há muitos. Alguns que até vêm tentando lutar por ela, vendo os seus esforços espezinhados, ridicularizados, enxovalhados... Ainda hoje, num tempo em que por vezes até eu, da boca para fora, digo que já não há assim tanto preconceito [foi esta limitação à liberdade de que me lembrei agora], mas quando penso melhor...!

Caro Félix... Vim aqui hoje por esta razão: no dia 15 publico um desafio matemático para o pessoal lá do meu tasco (desde já, tás convidado), mas ocorreu-me imeadiatamente que gostaria de experimentar um outro posteriormente; desta feita, algo mais sensorial e menos cognitivo. Vai daí, lembrei-me do meu comentário ao teu "Arlequim e Alecrim" e o mote com que terminas esse teu post inspirou-me: convidar os visitantes a descreverem o aroma da pessoa que lhes é especial, pois claro! Todavia, é evidente que farei referência ao teu blog (se não vires nisso qualquer objecção) como sendo a fonte da ideia.
Por isso ta quis expor com a devida antecedência. Pode ser?
E deixo um abraço,
APC

 
At 07:26, Blogger Micas said...

"O homem livre é, primeiramente, livre de si mesmo." - Dalva A. Lynch .
Gostei imenso deste post (para não variar...)
Saudades de cá vir mas já estive a por a leitura em dia.

Beijinho

 
At 17:43, Blogger Rute said...

Gostei. Gostei mesmo muito deste post. Tem cheiro a liberdade!

 
At 20:01, Blogger Shaktí said...

Um blog lindissímo, a liberdade é um anseio e uma expectaviva tanta vez roubada e a tantos.

 
At 01:17, Anonymous Anónimo said...

Como habitualmente fui ao enquete da Gazeta ver como estava a votação dos blogs, e notei logo a disparidade diária do Blog NA BOLSA DE UMA MULHER, em primeiro lugar desde logo.

Achei até estranho que a cada dia houvesse uma diferença de mais de 100 votos diários e hoje testei como o fazem.

Peço desculpa de ter usado o seu blog para testar, mas era a votação mais próxima estando em segundo lugar.

É deveras fácil e os bloguers da BOLSA DA UMA MULHER, devem desde logo ter conhecimento desse processo, que passo a explicar.

Basta pré defenir a página do explorer com o endereço directo ao link da votação que é este

http://www.enquetes.com.br/categorias.asp?id=681700

e votam todas as vezes que quiserem.

Cheguei a ter cerca de 40 janelas abertas e a votar, ao mesmo tempo do que as bloguers desse blog em 1 lugar, que quando se aperceberam que a votação do blog em 2 lugar estava subindo, nunca mais pararm de votam consecutivamente.

Depois da hora do almoço, tinham uma votação de 1077 votos, repare que á pouco estavam em 2.450 votos,,,,isto num lapso de umas horas.

Já alertei a Gazeta do Blogueiro e julgo que o deveria fazer para os os demais blogs concorrentes, caso a gazeta não anule esse concurso e rectifique essa falha, pois não é justo alguém quer se evidenciar numa coisa tão singela como seja um selo dum blog, chegando aos extremos de usar a corrupção e abusando duma falha da Gazeta do Blogueiro.

Os prémios ganahm-se por mérito.

Espero que atentem ao meu alerta, e a si quis pedir-lhe desculpa por ter usado o seu blog para testar o primeiro, mas era a unica possibilidade de testar essa aldrabice, uma vez que como expliquei, era o blog que mais se aproximava em votação do citado blog.


Melhores cumprimentos

Margareth

 
At 00:25, Blogger Quiron said...

A liberdade é pra quem tem um coração livre e isso pode ser em qualquer lugar até atraz das grades.
Parabns

 
At 11:51, Blogger maat said...

votos de bom fim de semana.

***maat

 
At 23:09, Blogger APC said...

Afinal os Aromas já lá estão. E tu és, certamente, o convidado especial. Sê livre de aparecer!;-)

 
At 21:07, Anonymous Anónimo said...

Dr.Félix:
Depois de alguma ausência regressei e estive a ler os posts anteriores...não vale a pena dar-lhe mais elogios...cada um mais pertinente que o outro...todos eles são excelentes!
Esta discussão sobre a libderdade á engraçada...e tudo depende das "lentes" com que se olha para ela!
Afinal o que é a tão falada liberdade?
É algo que se baseia na escolha individual ou colectiva? De todos ou só de alguns?
É fazer o que queremos e nos apetece?
A permissividade por vezes é confundida com a
liberdade....liberdade para fazer o que quermos, para ter o emprego de que gostamos, liberdade para escolher uma mulher ou um homem, liberdade para fumar ou não,liberdade para ler qualquer livro, ou liberdade para não fazer absolutamente nada.
Temos, de facto, esta liberdade, e o que se tem feito com ela? Pensamos que onde há escolha há liberdade...puro engano!...citando o seu texto "percebi, que serei um eterno prisioneiro, das opções daqueles, que permito que me oprimem", certamente que não se refere apenas aos governantes...! concordo! e onde paira a liberdade?!!! Ainda existe?

Ana Isabel Godinho

 
At 21:52, Blogger adesenhar said...

"Um poeta morre
Quando morre o verso
Quando amordaça a palavra
Quando não solta o grito
Mas o cala dentro de si.
A poesia morre
Quando não livre
Se cala.
Antes morta e calada
Do que viva e meretriz."

Poema da Encandescente

da sua participação no meu post sobre a Liberdade aqui:
http://adesenhar.blogspot.com/2006_02_01_adesenhar_archive.html

:-)

 
At 22:43, Blogger pvnam said...

«mini,,-,,spam»

---> Declara "Guerra" ao Parasita Branco [...Palhaços-Éticos europeus...]
---> Isto é, reivindica o Legítimo Direito ao SEPARATISMO:
-> a constituição de Espaços de Reserva Natural - para a preservação das Identidades Étnicas Autóctones.
{ ver: separatismo-50 }

--- Todos Diferentes!... Todos Iguais!...
--- Isto é, todos os Povos do Planeta - inclusive os de menor rendimento demográfico, inclusive os economicamente menos rentáveis - devem possuir o Legítimo Direito de ter o SEU espaço no Planeta.

--- O Parasita Branco pretende andar no Planeta a Curtir mão-de-obra servil imigrante ao 'preço da chuva'... e a... Curtir a existência de alguém que pague as Pensões de Reforma [apesar de... nem sequer constituírem uma Sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!!!]
----------> Consequentemente, o Parasita Branco é INTOLERANTE para com a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos... pois... a Ocupação da Europa por outros Povos - SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL - deve ser considerada algo de «perfeitamente natural»...

--- O Parasita Branco é um autêntico Palhaço-Ético: eles não falam nos HOLOCAUSTOS cometidos para benefício do Desenvolvimento Económico! --> um exemplo: muitas Tribos Nativas Americanas eram economicamente pouco rentáveis [eram nómadas que acompanhavam as migrações dos bisontes]... consequentemente... o EXTERMÍNIO TOTAL dessas Tribos [e consequente ocupação desses territórios por Povos (Raças) economicamente mais rentáveis - SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL] foi 'bom' para a economia...

 

Enviar um comentário

<< Home