Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2006-05-04

Erradicarei, erradicarás, erradicará....a pobreza. Erradicaremos a pobreza?

Na viragem do primeiro milénio, a fome e a miséria teimam em afirmar-se.
.

Na viragem do milénio defende-se o desenvolvimento sustentável.
.


A fome é incompatível com um ambiente saudável, e por consequência, com um desenvolvimento sustentável, uma vez que despromove a auto-estima e a harmonização do indivíduo com o meio.
A penúria, incapacita o indivíduo para o diálogo e para a participação activa na vida da sociedade global, porque o homem que nada tem será, de acordo com o modelo económico vigente, diminuído nas suas capacidades negociais, valorizando-se desesperadamente à custa dos escassos recursos naturais que dispõe.


Ajudar não deverá ser nunca um acto de superioridade, mas sim de disponibilidade para a partilha.
Há quem saiba humilhar quando ajuda. Há peritos nessa matéria: capazes de registar o quanto deram, quando deram e a quem deram, crentes de que tal acto constitui um seguro que garante a contínua prosperidade. Quando precisarem de ajuda, saberão exactamente a quem exigir.


E no entanto, há criaturas "...que atravessam um mundo de misérias e de injustiças, de vícios e de crimes, de fomes e de tormentos, sem um olhar de maldição para a natureza, sem uma palavra de queixume para o destino. (Guerra Junqueiro em Os Simples)".



Félix Rodrigues

Seremos capazes de erradicar a pobreza?

Nota: Este post foi sugestão da Ruth Iara do blog Muito Fofo, do Soslayo do Blog In Mente e da Cristina Oliveira do blog Lâmina D'água. Desafio os próximos cinco blogs que queiram participar.

Caros amigos, peço desculpa de não vos responder atempadamente. Enquanto não resolver o problema do meu PC de casa, o ritmo de posts e respostas neste blog será reduzido. Creio mesmo assim que posso garantir um post por semana.

102 Comments:

At 10:57, Blogger R.Dart said...

Gosto sempre muito de o ler. :)
Bom trabalho colega do ambiente.
Rosa

 
At 11:03, Blogger Caritas souzza said...

Olá! Que esta sexta feira seja abençoada de realizações e determinação para atingir objetivos traçados.Um excelente FDS tbm desejo. Ofereço a vc o selo ouro de Meus rabiscos que se encontra na lateral do blog em meus presentes1-premios.Convido tbm a inscrever seu blog a destak em meus rabiscos. Seu blog é excelete blog e parabéns ! Bjos doces

 
At 11:20, Anonymous Ofeliazinha said...

A pobreza mundial infelizmente não mas a pobreza de espírito que por vezes assola cada um de nós, penso ser possível erradicar. Basta para isso termos força de vontade e coragem de dizer ao nosso semelhante, o quão pobre ele é.

 
At 12:18, Blogger pisconight said...

Não é uma tarefa fácil erradicar a pobreza, mas o principal problema é que nem todos o tentam resolver...
;)

 
At 13:30, Blogger Jardineira aprendiz said...

'A fome é incompatível com um ambiente saudável, e por consequência, com um desenvolvimento sustentável...'
Mas um ambiente saudável e um desenvolvimento sustentável poderiam erradicar a fome!

Acho que aquela frase de Guerra Junqueiro define os que sabem ser felizes...

Este post está muito interessante, o tempo é que não dá para dizer mais nada
Bjo

 
At 13:34, Blogger Liliana said...

Boa tarde.

Belas ideias que encontrei já em mais sítios.
A pobreza concreta de uns não terá correspondência com a grande pobreza de espírito de outros?
É uma pergunta que aqui deixo.
Obrigado pelo seu comentário e já agora, a resposta à pergunta que me fez aqui,anteriormente, sobre o tema do trabalho da minha filha :O mar.
Tenha um belo fim de semana

 
At 15:23, Blogger sa.ra said...

Olá!
hoje não respondo, porque estaria a repetir-me... os meus 3 posts mais recentes são a minha resposta!

também respondi ao teu comment sobre "cumprirmo-nos"... em baixo!
:)
beijinhos!
tem um bom fim-de-semana
Feliz dia da Mãe... Mãe Gaia!

 
At 16:28, Anonymous soslayo said...

Desambientado:

Erradicaremos a pobreza? Erradicaremos, sempre que o homem quiser! E como diz o Bono dos U2: temos os meios para o fazer é só o homem querer! Obrigado por teres participado nesta corrente de solidariedade (ou nesta corda, como dizem outros!). Um abraço e está excelente este post.

 
At 17:40, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Há muitas fomes para serem atendidas...

Há a fome de comida, mas ha ainda a do saber, a da bebida, a do crescer, a do poder, a do direito, a do dever, a do querer, a do doar, do atender...

Há até a fome de Amar...

Dentre as nossas muitas fomes, precisamos mesmo é nos alinhar e buscar nas prioridades, tudo que sabemos, podemos e devemos melhorar.

Um beijo querido desambientado!!!
Para o teu final de semana!!!

ò,ó

 
At 18:57, Blogger Ruth Iara said...

Querido amigo!

Reitero emocionada com tuas palavras. Se temos este poder de erradicar a fome essa uma pergunta que não cala e me sinto insuficiente para tocar a fundo neste assunto. Eu gosto de ver portanto, como escreve sem enredar-se na teia das tuas próprias palavras revelando um dom.
Se comentaste no meu blog obrigada, pois fiquei sem os coments do blogspot porque problemas houveram por lá que fiz tudo para resolver. Mas, nem por isso perderei o mais importante que é a amizade dos amigos verdadeiros e a capacidade de reiniciar projetos.

Beijos!
Muita Paz e Amor para ti e para os teus, os nossos...!...

 
At 20:23, Blogger vidal said...

Acho que estamos em sintonia.
O post está fantástico e continuamos a dar-lhe corda.

 
At 20:34, Blogger deep said...

Infelizmente, sou muito céptica em relação a este assunto. Pode haver casos de sucesso, mas são pontuais.

 
At 20:35, Blogger deep said...

P.s. - Bom fim-de-semana.

 
At 20:59, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Sabes que somente agora vi que citas o Lâmina no rosto de teu post??? Visão tacanha a minha né???

Já te respondi lá no Avignon... Quando tiveres 1 segundinho sobrando, passe por lá para ler, querido Coelho!!!

Beijinhos!!!

 
At 21:31, Blogger elisabete said...

olá
Eis um dos temas que mais me tem feito pensar e ler.
O problema da fome e o desenvolvimento sustentável está muito em moda mas realmente nem sempre as ajudas são desinteressadas como refere. Quem dá espera sempre em troca e não é pouco.
Se a riqueza fosse bem repartida todos podiam ter algo para comer, mas infelizmente ainda não será neste século que todos terão acesso aos alimentos em quantidade e qualidade aceitável!
Gostei deste post, já tinha pensado falar nesse assunto no meu blog.

 
At 22:27, Blogger Isabel José António said...

Caro Amigo Desambientado,

Pois é! Pois é!

Lá voltamos nós ao mesmo tema. A fome não é erradicada porque não há vontade para isso.

Quem é o principal responsável por este crime que se chama miséria? A MENTE HUMANA.

Enquanto o homem não se der conta que existem leis no Universo inteiro, que já cá estavam e faziam funcionar o próprio Universo antes de o Homem aparecer, e que são muito mais poderosas que ele, manter-se-á na ignorância.

Ao manter-se na ignorância pensa que o que existe já é pouco e pode não chegar para todos. Logo, daí até à ganância, ao açambarcamento, ao desejo de poder, de ter posição, do tráifo de tudo, até à miséria, é o que é mais importante. Enquanto eu domino e tenho que chegue, quero lá saber dos outros.

E para que tudo se mantenha vai distraindo os que ousam pôr a cabeça acima da malha que vão tecendo.

A mente é dual. Tanto pode fazer o melhor, o mais elevado e sublime como pode destruir, destruir os outros e o planeta.

Houve outros homens que sentiram tudo isto e julgaram que tomando o poder e impondo um regime em que tudo de distribuísse cheagria a humanidade à uma maior justiça.

Esqueceram-se que que a tal "Mente" começou ela própria a ter desejo de poder, de controlar, de impor, de querer também arranjar a parte de leão para si própria, e lá se foram os países de leste, corroídos por dentro.

Enquanto, dentro de cada um de nós não virmos que é na nossa Mente que está o problema, andaremos assim a fazer render a fome, porque há quem lucre com a miséria.

E que tal a mudança começar por nós mesmos? Um sorriso em vez dum esgar! Uma alimentação mais pura em vez da tortura dos animais para a alimentação! Uma mudança simples das relações com os colegas, com os amigos e com a família.

Se todos compreendessemos que estas pequenas coisas, tão simples, nos poriam a funcionar de acordo com as leis universais, atingiríamos certamente, mais tarde ou mais cedo, uma "massa crítica" suficientemente forte e numerosa que imporia a mudança.

Há tanta coisa a falar sobre a Regeneração Humana. O que é? Como se processa? O que fazer?

Claro que a acção concreta , pontual, sobre a fomes, a miséria e todos os outros problemas são importantes.

Mas enquanto não tratarmos de compreender o que é a Mente Humana e como funciona; como a poderemos pôr ao serviço da Humanidade, ela mesma arranjará forma de tornear a questão, de querer forjar novas formas de tender para o domínio, a força do poder, etc. etc.

Peço imensa desculpa, querido amigo, de fazer este comentário tão longo.

Mas era bom que todos dialogássemos sobre este tema por semanas a fio para que se chegasse à compreensão profunda de tudo isto.

Um bom fim de semana.

Grande abraço.

José António

 
At 23:44, Blogger Trequita said...

definitivamente não conseguiremos erradicar a pobreza.
Não se trata apenas de um problema económico mas também de um problema de espírito.

 
At 08:35, Blogger Maria Costa said...

"Passa por esse vale a Primavera,
As aves cantam, plantas enverdecem,
As flores pelo campo aparecem,
O mais alto do louro abraça a hera;

Abranda o mar; menor tributo espera
Dos rios, que mais brandamente descem;
Os dias mais fermosos amanhecem;
Não para mim, que sou quem dantes era.

Espanta-me o porvir, temo o passado;
A mágoa choro de um, de outro a lembrança,
Sem ter já que esperar, nem que perder.

Mal se pode mudar tão triste estado;
Pois para bem não pode haver mudança,
E para maior mal não pode ser."


Poema - Ao triste estado de Frei Agostinho da Cruz.

Bom fim de semana.
Beijinhos.

 
At 11:02, Blogger maat said...

"Ajudar não deverá ser nunca um acto de superioridade, mas sim de disponibilidade para a partilha.
Eis o que me ocorre registar,pois seria interessante , um dia, colocar um outro(com a sua maneira especial de abordar temas)sobre ´"O QUE È AJUDAR"e...COMO AJUDAR?
QUAIS AS ÁREAS POSSÍVEIS DE AJUDA NA SOCIEDADE ACTUAL?


Bom fim de semana,

um abraço,
***maat

 
At 15:01, Blogger TF said...

Erradicar a pobreza será difícil, mas não impossível, principalmente porque as causas da pobreza são múltiplas e não basta o dinheiro para as resolver. Para algumas famílias é como se a pobreza já se tivesse tornado um problema genético que atravessa gerações. Em Portugal é um problema social grave que exige medidas sérias que nada têm a ver com rendimentos minímos distribuídos à toa ou complementos de reforma. Essas são medidas que tentam apenas tapar os problemas atirando-lhes o nosso dinheiro para cima para termos políticos de consciência tranquila.
Como resolver? Não sei, mas talvez um incremento do nível cultural e social do país possam ajudar.

 
At 16:09, Blogger Ana Pinheiro said...

Ainda há pouco dizia que a nossa sociedade está a passar por uma grande e grave crise de valores. Outros valores se elevam, infelizmente, e enquanto assim for, jamais se erradicará a pobreza...
Beijo ternurento para ti.

 
At 11:12, Blogger MDeus said...

Erradicar a pobreza não acredito... nem a pobreza de espirito sequer, mas podemos viver com este sonho e especialmente tentar.
Bom domingo para si, beijinhos.

 
At 16:30, Blogger Era uma vez um Girassol said...

Muito original a tua mensagem traduzida neste post!
Parabéns pelo prémio também!
Gostaria que erradicássemos, que o Homem fosse um ser menos egoísta e mais justo...
Bjs

 
At 19:20, Blogger aprendiz de viajante said...

Amigo

Como já é teu hábito, mostras mais um post brilhante. Escolhes as palavras certas, sensibilizas... fazes pensar! E isso é o mais importante, porque quem não pensa não age...


A pobreza sempre existiu na face deste nosso planeta e acho que sempre existirá, claro que os nossos pequenos gestos podem ajudar a minimizar alguns casos, só por isso já têm muito valor porque uma vida vale muito por si mesma.

Relativamente à tua questão acerca dos "maios" confirma-se tudo o que te disse anteriormente, essa tradição é tão antiga em S. Miguel como na Terceira, e certamente muito mais antiga ainda em determinadas zonas do continente, já que os Açores foram descobertos apenas há quinhentos e tal anos. As suas origens remontam o culto da deusa Maia nos tempos de Roma antiga(como expliquei no meu post.
Há um livro da autoria do Padre Ernesto Ferreira, chamado "A Alma do Povo Micaelense" que relata essa tradição no nosso país e em especial em S. Miguel.

Um abraço e bom final de Domingo.

 
At 19:28, Blogger a lice said...

Esperemos que um dia todos sejamos ricos em amor e paz!:)

 
At 11:00, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Uma ótima semana para ti, Querido Coelho desmaquinizado... Pelo menos estamos nós dois bastante familiarizados com o problema... Agora tenho a máquina, mas a rede é quem resolveu falhar... É subterrânea e pelo visto, algum ser alienígena resolveu invadí-la... Tudo bem... Já me acostumei...

Beijinhos Félix!!!
ò,ó

 
At 19:49, Blogger azoriana said...

Erradicar a pobreza penso que não é nada fácil.
Eu já me habituei a viver com a pobreza. Exige muito auto-controle.
Se alguém quiser saber como se governa uma casa com pouco rendimento eu sei de quem o faz há uns bons tempos.
Digo-vos uma coisa: está muito difícil equilibrar a receita com a despesa porque os aumentos também não se equilibram.
Viver é uma constante ginástica de carteira. Mas vive-se. Há sempre quem esteja pior que nós... e o contrário também.
Um boa semana e desculpe a ausência de comentários mas há um tempo de muitos afazeres e brevemente as nuvens serão uma estrada sem embaraços... espero eu. :)

 
At 02:28, Blogger Rose said...

Félix,

Não é uma questão de pessimismo, mas, os governantes do mundo não estão interessados em acabar com a pobresa e conseqüente fome.

Os países de terceiro mundo tem mais de 40% da populacão vivendo abaixo da linha da pobreza, isto significa: viver com menos de U$ 2,00 por dia. Isso é sobrevida.

Não há sustentabilidade que resista a miséria.

Muitas coisas terão que mudar no mundo para erradicarmos a fome.

abraços

 
At 12:03, Blogger Desambientado said...

Caros amigos
Peço desculpa de não voa responder atempadamente mas continuo com um virus no me pc e estou a tentar recuperar toda a informação.

 
At 12:04, Blogger Desambientado said...

r.dart

Agradeço a consideração e atenção.

É sempre muito gratificante conhecermos os nossos leitores, bem como a qualidqde do trabalho que fazem.

 
At 12:05, Blogger Desambientado said...

Caritas Souzza

Agradeço a sua atenção, bem como a atribuição do seu prémio.

Votos de uma excelente semana.

 
At 12:07, Blogger Desambientado said...

Ofeliazinha.

Muita da pobreza de espírito pode ser combatida pela educação. O grave problema é que enquanto os alunos estiverem de barriga vazia dificilmente aprenedrão qualquer coisa, assim, pobreza de espítito está inequivocamente associada a falta de alimentos.

Boa semana.

 
At 12:09, Blogger Desambientado said...

Pisconight

A erradicação seria relativamente facil, se houvesse regras que evitassem que milhares de toneladas de alimentos fossem queimadas, enquanto milhares de pessoas morrem à fome.
A nossa participação na erradicação da pobreza passarias por pagarmos, por exemplo, as cotas correctas do Mercado do Carbono.

Obrigado pelo seu comentário.

 
At 13:28, Blogger goticula said...

Erradição da pobreza, infelizmente é uma utopia.
A nossa qualidade de vida está cada vez mais reduzida...e se fomos falar do continente africano, nem se fala.

 
At 22:28, Blogger Louie said...

Ahoy! Caro Amigo!
Também vives numa Ilha!
Vim ver o teu postigo
De beleza que fascina!

Podes ser Desambientado
Mas fazes algo de belo:
Defendes o mundo deserdado
com um golpe de asa singelo.

Se quiseres, vem visitar,
Também o nosso cantinho:
Entre todos não há quem
Não goste do nosso vinho...

Somos Piratas de Bem:
Com a Espada e a Poesia
Ajudamos sempre quem
No-lo peça com empatia...

Louie, the Heart Worrior

 
At 08:56, Blogger Desambientado said...

Jardineira Aprendiz

Isto de não ter computador a funcionar dá muito transtorno, e aproveito apenas quando resta algum tempinho no trabalho.

Estou convencido que um ambiente saudavel ajudará a erradicar a fome, não ajudará certamente a erradicar a pobreza.
Num ambiente saudavel, é sempre possível encontrar um pouco de alimento, é sempre possível pescar, é sempre possível apanhar alguns frutos silvestres, é sempre possível ter um cantinho de terra que ninguém usa para uma pequena horta.

Um desenvolvimento sustentavel, pugna por esse equilíbrio homem - ambiente, mas exige educação para todos e cada um.

Boa semana.

 
At 09:03, Blogger Desambientado said...

Liliana

Há relação de acto entre ganância de uns e a pobreza de outros. Por vezes a pobreza de espírito está é do lado de quem se deixa explorar, até pela própria natureza.
Se não tivermos cuidado a natureza toma conta por completo da nossa vida. Basta ver se não planearmos devidamente a nossa família, arriscamo-nos a ser pobres e por vezes muito pobres.
Em muitos países pobres, as pessoas não percebem isso, ou não conseguem fazer planeamento familiar. Quem o faz acha que tem o direito de explorar "a mão de obra" que daí sai......
Nada disso é simples, nada disso é facil de resolver, mas entendo que o simples facto de discutirmos leva-nos a pelo menos a tentar equacionar ou reequacionar soluções.
Para mim, está sempre muito claro que a pobreza de espírito se combate com a educação, e aquela que resulta da exploração do homem pelo homem, também.

Como sou utópico e por vezes anarquista, penso que será possivel um dia, falarmos todos abertamente uns com os outros, sempre e sempre, sem segundas intenções....

Tenho que interromper outra vez, porque tenho uma aula.

 
At 09:05, Blogger Desambientado said...

Sa.ra

De facto não haverá necessidade de te repetires.

Aconselho os meus leitores a espreitarem o teu blog.

Boa semana.

 
At 10:10, Blogger Desambientado said...

Olá Soslayo.

A pobreza, a injustiça e todos os desacatos merecem sempre a minha atenção. Foi um prazer.

Concordo contigo, tudo é possível, basta querer.

 
At 10:11, Blogger frosado said...

A pobreza, é um cancro social, mas a maior, a mais absoluta pobreza, é a de espírito, é a ignorância. Depois de vencer essas, creio que tudo será mais fácil.

Félix, tá tudo bem?

 
At 10:25, Blogger R.Dart said...

São blogs como o seu que atingem o objectivo de mudar as coisas para melhor. Força com isso.
Abraço.

 
At 10:58, Anonymous Ofeliazinha said...

Compreendo mas não me referia a esses casos. Referia-me a muitas mentes de gravata cuja alimentação é tão rica e farta quanto possível, mas o espírito é de uma pobreza de dar dó.

 
At 11:08, Blogger Desambientado said...

Cristina (Lâmina D'água)

Concordo com a multiplicidade de fomes a que te referes.
Algumas delas são críticas e dificeis de saciar, porque debilitam, porque oprimem, mas há outras que são controladas pela razão, para essas há que ter um controlo sobre os glutões, aqueles que "papam" tudo e não deicham nada. Nessa última categoria temos a fome do poder, a fome do querer, etc...

Continuo achando que o equilíbrio, a harmonia, a responsabilidade e a transparência ajudam a resolver muitas das fomes.

Um aboa semana para ti.

Beijinhos.

 
At 11:12, Blogger Desambientado said...

Ruth

Eu acredito que somos capazes. O acreditar pode ser o motor para a resolução do problema.
Quando não acreditamos que algo é possível, ou enganamo-nos a nós mesmos fingindo que não existe problemas, ou então entramos em depressão pela incapacidade de encontrar soluções.

Quando digo que acredito na erradicação da pobreza, não são meras palavras. Não sei é quando? tenho dificuldade em prever.

Ruth comentei no teu blog, últimamente é que não, porque não me tem sido possível.

Obrigado pela consideração.

Boa semana.

Beijinhos.

 
At 11:13, Blogger Desambientado said...

Vidal.

Também gostei imenso do teu post sobre essa temática.

 
At 11:16, Blogger Desambientado said...

Deep.

parte do comentário que fiz à Ruth, poderá ser contra-argumentação ao teu, nomeadamente:" O acreditar pode ser o motor para a resolução do problema.
Quando não acreditamos que algo é possível, ou enganamo-nos a nós mesmos fingindo que não existe problemas, ou então entramos em depressão pela incapacidade de encontrar soluções."

Por vezes é preciso sonhar como diz António Gedeão.

Boa semana.

 
At 11:17, Blogger Desambientado said...

Lâmina D'àgua

Passei hoje por lá. Não tem sido facil lidar com o virus e a falta de tempo.

Um beijinho.

 
At 11:19, Blogger Desambientado said...

Olá Elisabete.

Tudo bem contigo.

Acabo de te nomear para abordares no teu blog este tema. É uma temática eterna, que se agudiza em determinados períodos da história humana. Neste século a pobreza começa a tingir proporções deveras preocupantes. Ninguém consegue fazer nada sozinho, por isso há necessidade de todos irmos agregando vontades.

 
At 12:06, Blogger Desambientado said...

Olá José António.

Excelente tratado sobre a "Mente Humana" e a contra-natura de alguns comportamentos.

As leis físicas impõe-se sobre tudo e todos, pena é que não atinjam somente aqueles que não cumprem aquelas que deveriam ser decretadas como as leis da ética. Por exemplo:

Quem mais polui, não é que mais é atingido pela lei do aumento da Entropia.

Quem mais polui, não é que mais sobre as consequências do aumento do nível médio das águas do mar.

Quem mais mata, não é quem é mais afectado por doenças....


Tanta contradição neste mundo, que só é possível conciliar pela racionalização e moralidade.


Um abraço.

 
At 12:07, Blogger Desambientado said...

Trequita.

Eu acredito nos limites e na capacidade humana de caminha lentamente para a perfeição.


Boa semana.

 
At 12:11, Blogger Desambientado said...

Maria do Céu.


Muito obrigado pela partilha.

Excelente poema, excelente conteúdo, enorme pertinência.

Vivam os poetas, não por conseguirem dizer coisas bonitas sobre a tristeza, ou dizer coisas tristes com beleza, mas porque conseguem sempre fazer-nos pensar e tocar-nos de modo muito especial.

Adorei o poema.

 
At 12:14, Blogger Desambientado said...

Maat

Muito obrigado pela consideração.
Tenho tido tão pouco tempo para a comentar, mas não para ler e por aquilo que leio, creia-me sque é uma honra tal comentário.

Um dia destes, quando tudo estiver mais normalizado, vou pensar um pouco no seu desafio.

Boa semana.

 
At 12:19, Blogger Desambientado said...

Teresa.

Estou perfeitamente de acordo quanto à cultura/educação.

A pobreza não é genética, visto que ninguém tem culpa de nascer e viver no Saara, mesmo com bons genes. Ninguém pode orgulhar-se de ter nascido num local rico, com maus genes e por vezes maus génios.
Assim, a pobreza pode ser cultural, porque as comunidades se ajustam ao muito pouco que tem e criam uma mentalidade de acitação das poucas condições de vida, sfirmando que "vive-se assim porque Deus quiz". O fatalismo não ajuda a avançar no sentido da diginificação dó ser humano.

Os portugueses gostam tanto da fatalidade, será isso que os torna mais pobres do que a maioria dos europeus da União?

 
At 12:21, Blogger Desambientado said...

Ana Pinheiro.

É nas crises que muitos valores se afirmam. Não sei se estamos efectivamente numa crise de valores, ou apenas num estádio de completa despreocupação com tudo e com todos.

Acho que a sociedade moderna caminha cada vez mais para o autismo.


Um beijinho.

 
At 13:06, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Querido Desambientado!!!

Acabo de viver uma experiência nada agradável... Algum desocupado invadiu meu computador e me roubou todas as senhas... TODAS!!! Trocou tudo e fiquei sem poder acessar nada, por um dia, mas a agonia e a impotência que tal ato causa, é indescritível. Aos poucos ele foi me devolvendo tudo, ainda que bastante bagunçado, como é o caso do blog. Entrou em todas as minhas caixas de correspondências e incluíndo-se as de uso profissional. Trocou senhas e depois devolveu a mesma de antes. Ontem me enviou uma mensagem me pedindo PERDÃO... Pasmei!!! Ele me violou e me pediu perdão, pois achava que eu era uma pessoa que ele está procurando... Fui até um cyber para ler o que ele me escreveu e quando eu saia, meu filho o viu entrando no msn com o meu nick e eu entao aproveitei para falr com meu próprio "violador"... Sabemos que ele poderia ter feito estragos muitos grandes e não o fez, mas não consigo descrever o que senti ao ve-lo usando o que de fato e por direito, é meu. Falei por algum tempo e pedi que ele me devolvesse a caixa de uso de msn e a senha que ele havia colocado e me disse que estava ali para faze-lo e que um amigo meu ao verificar que nao era eu que estava em linha, havia pedido que ele me devolvesse e como ele havia mesmo constatado que eu não era quem ele pensava que eu era, pretendia fazê-lo, mas então aproveitou para me entregar ali, naquela hora.

Troquei a senha do Trilhas&Terras e depois te repassarei via email.
O farei pelo novo endereço que abri, com senha muito segura:

fiodeprata@gmail.com

Poderás ler sem problemas.

Vou ver como poderei arrumar o estrago feito pelo imbecil no meu blog. Burro é o que o idota é!!! Além de mau caráter!!! Fez não sei o que por lá, que desconfigurou tudo, inclisive os comentários!!!

Beijinhos querido!!!

Da Cris!!!
ò,ó

 
At 13:11, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Em Tempo:

O cretino me invadiu e não O COMPUTADOR, como falei acima!!!

O meu computador ainda não está em minha casa e estou usando o do meu filho... O que o idiota cretino e desacaradamente bandido fez, foi me invadir e abrir tudo que é meu e se tivesse mais de dois neurônios no cérebro, bastaria ter me pedido e eu teria fornecido as senhas para ele entrasse como convidado e não como invasor a cometer um delito irreparável desses. Tu bem sabes que eu forneceria mesmo a senha, mas enfim... Uma coisa é tu permitires, OUtra é tu seres invadida. Para esse ato, não há perdão!!! Mesmo que a criatura endiabrada me tenha devolvido tudo, ainda assim não consigo deixar de sentir o gosto da invasão...

Beijinhos querido e me desculpa pelo que estou dizendo aqui...

Por favor me desculpa, mas sei que me podes entender, tanto quanto os que te leem.

Cris
ò,ó

 
At 14:15, Blogger ruth iara said...

Bom dia!

Feito também para você:

o blog amigos:
http://dedicadoaosamigos.blogspot.com

Beijinho! Tudo de bom!

 
At 23:03, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Voltei...

Para saber direitinho o que me aconteceu, vá até meu blog e leia o que acabo de postar...

Isso me deixou bem ruim, mas enfim...

Já passou...
Beijinhos querido!!!
Da Cris
ò,ó

 
At 23:57, Blogger Fátima Silva said...

Passei muito rapidamente por esta janela para deixar cumprimentos,ler as novidades e deixar um pequeno comentário.
Seremos sempre poucos a falar sobre as mazelas que o homem despoleta a si próprio e ao ambiente que o rodeia.

 
At 03:01, Anonymous Amaryllis said...

Fantástico seu post! Vc escreveu um belíssimo texto! Frases "curtas e grossas", como o tema merece. As pessoas parecem que estão adormecidas para o assunto em pauta.
Quando puder, visite meu blog. Postei sobre isso também dias atrás.
Abrs.

 
At 10:29, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Desambientado querido...

Eu jamais, em momento algum querido, desconfiei de ti e tanto, que vou te confiar novamente, por ser algo natural e sei que tu és merecedor da minha confiança.

Gosto mesmo de ti e sei por onde ando. Fique tranquilo!!! A pessoa só é mesmo bem deformada e tanto, que me escreu no msn, que já havia entrado e agora nada mais podia fazer a não se me devolver...

É isso... Nada tem conosco e nem com nosso modo de pensar. Se me deres alguma coisa tua, fique certo que será muitas vezes melhor cuidada e por uma questão de crédito e de lógica, eu sei que não és tu, Nuno e nem Soslayo. Isso eu tenho como certo!!!

Obrigada querido, por me dares a oportunidade de poder confiar!!!

Beijinhos!!!
Da Cris
ò,ó

 
At 10:32, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Quando digo no comentário anterior que vou te confiar novamente, refiro-me às chaves!!!

Te confiei uma vez e assim será sempre. Sei que não me farias mal e nem tens tempo para perder com tamanha inutilidade. E tu esqueceu que tu confiou em mim, para desenvolvermos algo juntos??? Como poderia eu não confiar em ti???


Não esquente a cabeça com isso!!! Beijinhos Félix!!!
Da Cris

 
At 14:36, Blogger FSilva said...

É só um olá

 
At 21:50, Blogger adesenhar said...

Erradicar a pobreza é uma tarefa difícil, sabendo que na maior parte dos casos ela é gerada pela
"Pobreza mental" de um número indeterminado de políticos, que proliferam pelo encantador planeta Terra.
:)

 
At 02:53, Anonymous Saramar said...

Olá, meu amigo! Estou encantada (como sempre) com a excelência do seu blog.
A riqueza das informações, a beleza das fotos e dos poemas são encantadores.
Gostei de ver que você mora no paraíso, um desses vários paraísos com que a natureza nos brindou.
Parabéns

Beijos

 
At 16:30, Anonymous Anónimo said...

Nancy Moises

Parabéns pelo destaque atualizando.blogueiros, seu blog é muito lindo mesmo, merecido.Quero convidar a vc a fazer a inscrição para destaque no meu blog. E ofereço o meu award na lateral embaixo em meu blog. Um bom final de semana .
bjs
www.luaempoemas.zip.net

 
At 22:44, Blogger TF said...

Infelizmente só agora consegui cá voltar e depois de ler o teu comentário ao meu, não resisto a voltar a comentar para esclarecer o termo genético. Claro que não usei o termo genético no seu sentido literal quando falei da pobreza. É óbvio que a pobreza nada tem de genético no seu sentido biológico e não está nos genes. Usei o termo apenas para realçar como ela atravessa gerações num contínuo que às vezes parece não ser possível quebrar. É um fardo que muitas pessoas carregam ao longo das suas vidas e não é preciso ir a África ou à Ásia, ela está aqui mesmo ao nosso lado. O desafio é tentar não desistir de fazer alguma coisa, mesmo que pontual, para a ajudar a combater.
Bom fim de semana
Voltei a ter computador, depois do disco formatado!
Teresa

 
At 23:35, Blogger Carmem L Vilanova said...

A todas as mamaes do Mundo,
A todas as mulheres que ainda nao o sao, mas que têm em si este desejo latente,
A todos os homens, filhos, esposos, irmaos, netos,
Aos que ainda têm a alegria desta presença-companhia tao especial,
Aos que choram sua ausência,
A todos que reconhecem a importância deste Ser Divino em nossas vidas,
Deixo muitos beijos, muitas flores e muitos sorrisos neste dia tao lindo!

 
At 09:35, Blogger Paulo J. Ribeiro said...

Enquanto a pobreza servir para aumentar a riqueza e o poder de outros. Enquanto servir para mostrar que outros ajudam, nunca será erradicada... É uma visão muito pessimista, eu sei...

 
At 23:46, Anonymous .::Tanny®::. said...

Olá, desambientado, passei aqui pra ler seu post ( que por sinal, tá ótimo) e lhe desejar uma excelente semana!!! =D

bjus

 
At 11:39, Anonymous Gazeta dos Blogueiros said...

Parabens!
Seu blog acaba de receber o oscar dos blogueiros, destaque 2006 na Gazeta dos Blogueiros.
Como premio o link do seu blog ficara exposto por 7 dias na pagina principal da GB.
Parabens mais uma vez pelo troféu destaque 2006.
A gazeta dos Blogueiros divulga seu blog gratuitamente nao custa voce colocar um link ou um button da GB no seu blog. Os blogs so entrarao na lista dos vencedores que estiverem um link, ou button da GB.

Equipe GB
Caritas Souzza
secretaria executiva da gazeta dos Blogueiros.

 
At 13:23, Anonymous ELSA said...

DIFERENTE O SEU SPACE MS MUITO REAL
PARABENS
Grandeza

Deixe que haja generosidade do coração.
Não pense duas vezes.
Em todo o bem que você faz há tanto benefício!
Deixe que suas palavras sejam simples.
Ser simples não significa ser comum, mas ser
limpo internamente. Assim nada ficará faltando
em você, mas também não haverá qualquer tipo de show.
Grandeza vem das suas virtudes, interações
e pensamentos. A coisa sutil nisso é não
tornar-se pesado por razão alguma. Se você se
torna mesmo um pouquinho pesado, isso mostra
que há uma falta de grandeza


SEJA FELIZ ELSA

 
At 13:37, Anonymous Cidinha said...

Oi que bom conhecer coisas novas muito bom e parabéns pelo destaque
corrente

 
At 13:50, Anonymous smareis said...

Olá!
passando pra uma visitinha. Vi seu blog na gazeta dos blogueiros e resolvi entrar pra dá ma espiadinha rsrs. Muito bom seu texto.
Bom fim de semana!
abraços!

 
At 19:07, Blogger Águas da Vida said...

A pobreza o grande mal do mundo que vivemos...mas a pobreza nao é algo novo sempre existiu, somente com a globolizaçao as coisas estao mais transparentes, no passado a midia escondia essas coisas que hoje vemos com claridade.
Big Kiss

 
At 00:26, Blogger Louie said...

Ahoy! Ainda bem que têm gostado do nosso blog!
Nós também já sobrevoámos este...

Pois sabem a novidade? Já chegaram os nossos companheiros Travis e Logan, e parecem trazer uma história de encantar... para completar!!!

Ahoy! Venham conhecê-los! Ahoy!

Louie

 
At 08:05, Blogger nicinha said...

Felix,
Parabéns pelo destaque na GB. Voce merece o seu blog tem conteúdo muito bom.

Será que conseguiremos erradicar a pobresa algum dia? ~Devemos continuar a tentar. Com certesa será erradicada quando vier a perfeição.
Tenha uma ótima semana.
Eunice

 
At 09:01, Blogger Desambientado said...

Caros Amigos.

Peço desculpa de não vos estar a responder atempadamente. Primeiro foi o virus que atacou o meu PC de casa e, por razões profissionais tive que me ausentar algum tempo da ilha.

Sinto sempre saudades de vocês.

 
At 09:03, Blogger Desambientado said...

MDeus.

Estive neste últimos tempos na tua linda ilha. Acredito que os Rabo de Peixe deste mundo possam ser substancialmente diferentes. Aí, não há propriamente fome física, há outro tipo de fome. Creio que lentamente poderemos ir fazendo alguma coisa para terminar com o flagelo da fome no Mundo.

Um beijinho.

 
At 09:05, Blogger Desambientado said...

Era Uma vez um Girassol.

São amigos e amigas como você que fazem que este blog seja interessante, pelas questões que colocam e pela energia que se vê associada aos vossos comentários. Toda essa energia transposta para o mundo real fará diferença neste nosso monótono dia a dia.

Espero que Macau esteja a ser muito agradável.


Um beijinho.

 
At 09:10, Blogger Desambientado said...

Wicca

Muito obrigado pela resposta sobre os Maios.
Tens toda a razão quanto aos pequenos gestos. São pequenas as coisas que cada um pode fazer para se tornarem grandes coisas. Por exemplo, se hoje todos os portugueses poupassem uma folha de papel, essas folhas empilhadas atingiriam uma altura de um quilómetro. Quantas árvores seriam poupadas? O gesto de cada um seria simples. Quantas vidas podem ser salvas com pequenos gestos?

Estive três dias nas Esplendorosas Furnas, na tua ilha.

 
At 09:12, Blogger Desambientado said...

A lice

Olá amiga. A fome de amor e Paz é tão agressiva como a fome de falta de alimentos.

Que saibamos avançar em direcções capazes de dignificar a espécie humana.

 
At 09:13, Blogger Desambientado said...

Lâmina d´'agua (Cristina).

Uma boa semana par ti também. Sei que te estou a responder na semana seguinte, mas não foi possível fazê-lo antes. Estive fora.

Beijinhos.

 
At 09:14, Blogger Desambientado said...

Fátima Silva.

Obrigado pela espreitada. Estou, talvez como tu, a tentar actualizar o blog.

 
At 09:18, Blogger Desambientado said...

Amaryllis

Vou espreitar seu blog quando tiver oportunidade. Estou certo que é um post com qualidade dada a sensibilidade que tem.

Efectivamente temos que fazer um esforço para andarmos despertos, e um esforço maior, para despertar os outros.

 
At 09:40, Blogger Desambientado said...

Cristina Oliveira (Lâmina d'Àgua)

Podes crer que essa confiança é recíproca.
A consideração e respeito que tens por mim, deixa-me úm pouco encabulado.


Obrigado.

 
At 09:41, Blogger Desambientado said...

Fsilva.

Apesar de um simples olá, podes crer que é um olá reconfortante.

Beijinhos.

 
At 09:45, Blogger Desambientado said...

adesenhar.

Caro amigo. Até certo ponto tens razão, mas não creio que seja efectivamente a única causa da pobreza.
Deixamos que algumas pessoas se "assenhorassem" ou melhor "se tornassem senhores" da nossa vida pública e se esquecessem que aquilo que nos prometeram foi "servir". Em vez de servir, servem-se..e é por aí que tem caminhado a democracia.

Temos que também repensar a nossa representatividade na vida pública. O melhor representante de mim mesmo, continua a ser "eu próprio".

 
At 09:48, Blogger Desambientado said...

Saramar

O seu comentário é muito simpático. Obrigado.

A minha terra aparenta ser o paraíso, e até poderia sê-lo, se não fosse ponto de passagem do bom, mas também do mau, que liga a Europa à América.

 
At 10:03, Blogger Desambientado said...

Nancy Moisés.

Muito obrigado pela simpática visita e simpática atribuição do "Award".
Será um prazer vê-la por aqui.

Cumprimentos.

 
At 10:16, Blogger Desambientado said...

Teresa.

Percebi perfeitamente o termo que utilizaste e o respectivo sentido, no entanto, gosto de provocar. O meu comentário foi uma provocação no sentido de explorares melhor o conceito....e foi exactamente o que fizeste, e muito bem.

Um beijinho.

 
At 10:18, Blogger Desambientado said...

Carmem.


Eternamente a distribuidora de sorrisos.

Obrigado pela simpática perspectiva.

 
At 10:20, Blogger Desambientado said...

Paulo Ribeiro


Eu diria que não é uma visão pessimista, mas sim derrotista, contrária aquela que normalmente nos habituaste. Creio que com este comentário queres-nos dizer que a tarefa é dificil, ou talvez muito difícil. O impossível só se impõe, se formos incapazes de sonhar.

 
At 10:30, Blogger Desambientado said...

Tanny

Muito obrigado pela simpática visita e comentário.

Agradeço e rertibuo os votos de uma óptima semana.

 
At 10:43, Blogger Desambientado said...

Amiga Caritas Souzza
da Gazeta dos Blogueiros.

Muito obrigado mais uma vez pelo destaque na Gazeta, pela vossa atenção e consideração.

Volto a reafirmar que é uma honra estar lado a lado com os melhores blog da Bglogosfera quiçá Blogolândia.

 
At 10:53, Blogger Desambientado said...

Elsa.

Muito obrigado pelas suas cinsiderações e visita.

Faça desta também a sua casa.


Obrigado.

 
At 10:53, Blogger Desambientado said...

Cidinha.

Muito obrigado pelo comentário e visita.

Volte sempre.

 
At 10:54, Blogger Desambientado said...

smareis


Muito obrigado por ter entrado e comentado. Foi muito simpático da sua parte. Volte sempre. Será bem recebido(a).

 
At 12:23, Blogger Desambientado said...

Amiga Águas da Vida.

Estou completamente de acordo. Fico à espera de que vendo com mais claridade sejamos capazes de agir com mais energia.

 
At 12:26, Blogger Desambientado said...

Louie

Já me tinha apercebido do vosso voo sobre este blog. O desambientado está de portas escancaradas para vocês.

 
At 12:29, Blogger Desambientado said...

Nicinha

Mais uma vez obrigado pela sua visita. Já estive várias vezes no seu blog, não sei se comentei. Tenho alguma dificuldade em entrar lá.

Quanto à erradicação da pobreza, estou completamente de acordo que deveremos continuar a tentar, pode ser que um dia, quem sabe, se consiga.

 
At 23:16, Blogger CANÁRIO DA TERRA said...

http://canariodaterra.blogspot.com/

 

Enviar um comentário

<< Home