Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2006-04-22

Santuários de Altura



Não encontrei os teus pilares
Em nenhum dos sete mares.
.
Então toquei-te, porque me provocaste.
Escalei-te, porque me desafiaste.
.
Pensei que as nuvens te seguravam.
Mas não, só te beijavam.
.
Senti-te quente,
Senti-te gente.
.
Foi lendo a tua sina,
Nas pedras de bagacina,
Que percebi, porque Deus te fez,
Sem um pingo de sensatez.
.
Queria que fosses templo,
Queria que fosses exemplo.
Um santuário de altura
De enorme formosura.
.
Félix Rodrigues
O que é que constantemente te desafia?
.
Nota - Este poste é dedicado à Fernanda Silva.

76 Comments:

At 16:29, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

A vida!!!

Viver é sem dúvida um enorme desafio...

Parece fácil, mas não é. Definitivamente!!! E isso piora especialmente e consideravente, quando buscamos ser coerentes. Quando somos exigentes... Quando desejamos muito, ser apenas gente...

Um lindo final de semana meu querido!!!
ò,ó

 
At 16:59, Blogger Isabel José António said...

Amigo (meu querido amigo da Alma, da Vida e da Paz),

O que me desafia é o SER! Integralmente. Coração, razão, Espírito e Alma.

Para que tal se realize é preciso, como dizia a Lâmina d'água, VIVER!

Viver é o maior desafio. Para poder SER. Ser um SER pleno, completo atento e lúcido e actuante. Consciente de que a mudança é uma constante da vida e começa em nós mesmos.

Que todos os níveis de vibração da energia (desde os mais densos como as medras, os minerais, até aos mais subtis, como o éter) são a própria vida, são o próprio SER.

Andamos tão distraídos, tão "condicionados" que não damos que NÓS somos a Própria VIDA e o Próprio SER.

Tudo quanto me motiva é tudo aquilo que pode SER e que entra em relação comigo a qualquer nível.

Fazes-me uma pergunta especial
Ttodo o meu Ser fica a vibrar
Porque ela provem do essencial
Que faz o Mundo inteiro girar

Uma pergunta assim é de quem
Não anda distraído por cá
Porque a Lei conhece tão bem
Tudo transmutando de cá e de lá

Abraço-te meu amigo do coração
Talvez nos tenhamos já encontrado
Num vislumbre de outra visão
Dessa que está em todo o lado

Um grande abraço

José António

 
At 17:00, Blogger Fátima Silva said...

O que mais me desafia é o amor, nas suas mais diversas explanações.

O post é lindíssimo um hino à ilha...
ao Pico que tanto conheço
e por ele desfaleço.
Em suas entranhas repousei
e desalmadamente desesperei.

Numa das minha estadias nesta ilha, subi à montanha e lá passei a noite. Uma experiência que jamais esquecerei pela beleza do isolamento, magnificência da paisagem... por ter-me sentido próxima de mim própria e também pelo susto que passei.
Mal acabaramos de subir, fomos surpreendidos pelo mau tempo e tivemos de nos abrigar em grutas minúsculas, no cimo da montanha.
Toda a noite choveu e
pensei que a minha vida tinha chegado ao fim.
Era cedo, quando empreendemos a penosa descida. Queríamos regressar depressa, pois a noite fora sofrida.
Mas, aos poucos, as nuvens foram-se dissipando e o sol foi-se instalando quente e apaziguador. Embrenhei-me na minha própria dimensão e agradeci aqueles momentos.

 
At 17:40, Blogger Paulo J. Ribeiro said...

O futuro e a vontade de ser mais eu. De crescer. De ser melhor. De acreditar. De procurar a verdade... De viver.

De vencer a inércia que se apodera de nós...

 
At 19:48, Blogger TRILHAS&TERRAS = Homem em Movimento said...

Está postado!!!

Não pude esperar por ti!!!
Beijinhos!!!
ò,ó

 
At 20:47, Blogger Fátima Silva said...

Enviei uma mensagem e precisava de uma resposta.
Um beijinho

 
At 08:31, Blogger aprendiz de viajante said...

A vida!!!

As decisões do presente, o medo do futuro...

Engraçado, foi a primeira resposta que me ocorreu, reparei que não fui a única...

 
At 08:31, Blogger aprendiz de viajante said...

Um bom Domingo para ti...

 
At 10:16, Blogger Desambientado said...

Cristina Oliveira

Será que a vida é que é um desafio ou os desafios existem porque vivemos.
A vida seria um desafio se houvesse alternativas à própria vida. Essa é única, concedida unilateralmente. Com essa vida, concordo que o grande desafio seja

ser coerente,
ou tão somente,
rimando como boa gente,
exigente,
o faz.

como por exemplo:

"E isso piora especialmente,
e consideravelmente,
quando buscamos ser coerentes. Quando somos exigentes,
Quando desejamos muito, ser apenas gente."

Bom Domingo.

Beijos.

 
At 10:20, Blogger Desambientado said...

José António,
Caro amigo.

Viver constantemente lúcido é difícil, porque até a própria natureza, o próprio Ser, se apodera de ilusões.
Não esqueçamos que a realidade acaba por ser a leitura que cada um faz dela. SER, convergindo para a perfeição, poderá ser um enorme desafio.

A vida é, e sempre será desafiadora.

Bom Domingo.

 
At 10:23, Blogger Desambientado said...

Fátima Silva.

Sei-te eternamente apaixonada pela Montanha-ilha.
Também passei, sem querer, uma noite atrapado no cimo, pelo nevoeiro instantâneo.
A noite foi magnífica, porque não choveu, mas o frio foi atroz.

A Montanha Mágica Açoriana parece que pretende testar-nos físicamente, fazendo de uma caminha de dois ou três quilómetros, um marco para toda a vida, onde possamos dizer com orgulho: Também já subi a Montanha do Pico.

Bom Domingo.

 
At 10:30, Blogger Desambientado said...

Paulo Ribeiro

Senteste provocado pelo advir!?
Então certamente não acredistas no destino!?

 
At 10:31, Blogger Desambientado said...

Wicca

As decisões do presente certamente condicionarão o futuro. Mas o que seria da vida sem a adrenalina da incerteza?

Beijinhos

Bom Domingo.

 
At 13:09, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Olhe Desambientado bem querido..

Tuas palavras até que estão certas, mas já experimentou viver no sub??? Esqueceu que isso aqui é um país considerado de terceira???
Sabes o que isso significa, na prática??? É uma luta constante para que a vida não seja interrompida abruptamente... os desfios podem serentendido apenas por estarmos vivos, mas há modos e modos de permanecermos de pé... Talvez se a pergunta for feita para um desses países africanos, um tanto pior politicamente e socialmente do que o meu, a resposta obtida deve ser consideravelmente piorada, mas a verdade é que cansa... Que cansa, não tenha a menor dúvida!!! É uma luta constante e o pior, nem sempre IN'Glória...

Mas de todo, me referia à vida, não pelo ato em si e sim, pelas adversidades que ela por vezes impõe e nos apresenta friamente e sem outras opções... E eu sei que tu me entendeu direitinho!!!

Beijinhos para teu domingo e já deixei lá a resposta ao teu comentário.

ò,ó

 
At 13:11, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

E por falar e adrenalinas... Tu fez o passeio atrevido na Ferrari, pela noite parisiense???

Vá lá ver de perto, pois aquele é um atrevimento bem interessante, pela segurança que oferece ao passageiro....

Outro beijo!!!
ò,ó

 
At 13:20, Blogger Maria Costa said...

Imenso santuário este.

Beijinhos.

 
At 13:31, Blogger FSilva said...

Linda homenagem à ilha que elegi para viver.
Fico muito contente...

Pico


Pode escrever-se um poema com basalto
com pedra negra e vinha sobre a lava
com incenso mistérios criptomérias
e um grande pico dentro da palavra.

Ou talvez com gaivotas e cigarras
cigarras do silêncio que se trilha
sílaba a sílaba até ao poema que está escrito
lá em cima no Pico sobre a ilha.


12/4/97, in "Pico", Manuel Alegre


Bjs

 
At 13:41, Blogger FSilva said...

Passada a emoção, vou à questão. O que mais me desafia ? A família, que os filhos consigam organizar a sua vida, o que não é fácil nos dias de hoje.

Um mundo melhor para todos,preservando os recursos naturais, o ambiente, a igualdade, a fraternidade, a cultura, os direito humanos,os valores, o respeito, a integridade física....

São desafios muito díficeis, tento dentro das minhas possibilidades dar o meu contributo, é isso que estou fazendo neste momento.

Bom domingo

 
At 13:53, Blogger Rose said...

O dia nasceu lindo, com o sol explndoroso e uma suave brisa quase doce.

E aí vim aqui e li e vi que Deus se esmerou em produzir belezas naturais e você em produzir belezas escritas.

Meu maior desafio é não julgar.

grande abraço

 
At 14:22, Blogger Jardineira aprendiz said...

Pois, já foi respondido pelos outros comentadores, viver é um desafio!

Estes santuários de altura são muitas vezes santuários profanados pela necessidade do homem em responder aos desafios da vida pelo 'lado de fora' (estou a pensar por exemplo nos Himalaias cheios de lixo dos alpinistas).

Um desafio interessante seria aprender a respeitar estes locais (e outros quase intocados pelo homem) pelo valor que tem a sua beleza selvagem.

Bom Domingo (ou resto dele!)

 
At 17:10, Blogger Era uma vez um Girassol said...

O amor, sem dúvida, é o grande desafio...E quando sentimos esse amor, envolvemos tudo com ele, atingindo a paz e o equilíbrio tão necessários a uma vida cheia.
Post fantástico, que nos leva a pensar...
Bjinhos

 
At 19:22, Blogger Caiê said...

Bonitas imagens da ilha minha vizinha. :)
Desafia-me viver... E isso já é muito.

 
At 22:00, Blogger a lice said...

Linda terra!:)

 
At 22:05, Blogger Jorge Moreira said...

Querido Amigo,
Aquilo que constantente me desafia é a procura da Verdade.

Desculpa utilizar este meio para comunicar contigo, pois não tenho o teu e-mail. Podes apagar este “comentário” depois de o leres, se assim o entenderes.
Não sou pessoa de impingir seja o que for.
Sou a favor de que só cada um pode e deve descobrir o mundo e a Verdade por si.
Certezas?
Será que com este equipamento biológico ou tecnológico que possuímos conseguiremos almejar a Verdade em última estância?
Não será a ciência moderna e o seu método científico, redutor, uma constante ilusão?
A verdade cientifica do passado não é a de hoje e, certamente, muito do que é verdade cientifica hoje, não o será amanhã… No entanto, existe uma Sabedoria transpessoal, intemporal que não tem alterado desde tempos imemoriais e que ultimamente, a própria ciência, especialmente a Física, tem “confirmado” e descobrido o seu mundo. Isto não quer dizer, que se deva cegamente aderir a uma visão do cosmos. Muito pelo contrário. Deve-se equacionar sempre a nossa visão ou a de outro, do Universo e tentar descobrir, sem qualquer dogma religioso, científico ou filosófico a Verdade, por nós próprios.
O que acontece em alguns meios científicos, dogmáticos, é que se têm perseguido investigadores sérios, em áreas difíceis do conhecimento humano. Conheço alguns. Por exemplo, uma médica no hospital de Coimbra, que há alguns anos atrás, elaborou um estudo muito credível sobre a NDEs (Near Dead Experience) e por ter chegado a determinadas conclusões e padrões comuns, foi perseguida pela comunidade científica e pelo próprio hospital.
No entanto, as coisas vão melhorando, e hoje, já se fazem investigações de milhares de casos, por algumas universidades americanas, e outras, de NDEs e pessoas que se lembram de outras vidas, e que ao serem investigadas, acabam por ser confirmados os seus relatos. Claro que muitos casos são falsos. Mas existem já milhares de veredictos estudados e comprovados pelo redutor método científico.

Quanto ao aumento da população… no universo tudo está em evolução. Não vamos esperar que um cão ou um gato, que muitas vezes, já possui alguns comportamentos humanos, que a sua consciência irá desaparecer com a desintegração do seu veículo físico e que essa consciência, a existir, fique sempre aprisionada na mesma espécie de animal, redutora para a sua evolução… Mas muitas mais explicações existem para esse facto, que certamente não caberiam aqui. Mas devemos sempre, colocar estas ideias como hipótese de trabalho, nunca como verdades últimas… Mas também, não será correcto descartá-las de imediato, só porque à partida fogem aos nossos padrões comuns.
A população aumentará até um determinado número, depois cessará nesta Ronda.

Quanto à memória, não disse que ela não seria necessária, muito pelo contrário. O que não concordo é na memorização pura e simples, que muitas vezes não se traduz numa compreensão. Conheço muita gente, à qual diariamente lido, que são excelentes a decorarem e a memorizarem e quando chegam aos testes descarregam aquilo que decoraram e por isso, tiram excelentes notas. Mas, no final, quando se tenta “discutir” a ideia… é um fracasso total… Outros, não têm essa capacidade de memorização, e tiram piores notas a algumas disciplinas, no entanto, podemos construir ideias melhores com essas pessoas. Para além disso, o mais importante é compreender, não decorar. Essa é uma outra Memória…

Caro Amigo, o meu humilde trabalho, não pretende traduzir ideias dogmáticas e cristalizadas, mas tentar abrir novos caminhos e incentivar a uma observação diferente do Universo e do que eu acho que é a Regeneração Humana. No entanto, guiei-me por alguns autores, investigadores sérios, que também eles, não são dogmáticos, mas que servem de Inspiração.

 
At 01:46, Blogger Isabel José António said...

Querido Amigo,

Uma das coisas que constantemente me desafiam, é a PARTILHA da Beleza e do Respeito pela Natureza.

Ambas as coisas posso encontrar em profusão no seu blog!!!

Por também ter muito a ver com a Natureza, embora muito pouco visitado ainda, por ser recenete, está o blog da amiga Liliana.

Não se esqueçam de o ir ver: Tem coisas tão bonitas, contos com um tom de voz melódico e sereno e tão próximo da natureza, acho que iriam gostar! E ainda é pouco conhecida, vale bem a visita!

O blog é o Cidade do Esquecimento:

http://cidadedoesquecimento.blogspot.com

Isabel

 
At 09:32, Blogger Desambientado said...

Cristina Oliveira (Lâmina)

Não é facil imaginar o que é viver no mundo suburbano, para nós que estamos fora dele. Há gente que consegue de lá sair. Esse mundo, não é completamente alheio a regras, existem, e por vezes engolam os pouco agressivos.
A agressividade e o banditismo, não é um fenómeno exclusivo do terceiro mundo, se calhar, nem existe no terceiro mundo, somente no primeiro, como é o caso do Brasil. O Brasil é extremamente rico por um lado, logo primeirissimo mundo, e muito pobre por outro, logo terceiro mundo. Também existe nas grandes cidades europeias e americanas, estão é mais escondidos.
Quando falamos de sobrevivência, não há tempo para pensar em viver, porque é óvio que a grande tarefa, o grande objectivo, é tão só não morrer. Aí nada é inteligível, como tal é um caso à parte em toda e qualquer discussão.
Numa argumentação partimos do princípio que os argumentos são lógicos, se o não são, tão somente viver, pode ser o desafio.

Talvez se a pergunta for feita para um desses países africanos, um tanto pior politicamente e socialmente do que o meu, a resposta obtida deve ser consideravelmente piorada, mas a verdade é que cansa... Que cansa, não tenha a menor dúvida!!! É uma luta constante e o pior, nem sempre IN'Glória...

Mas de todo, me referia à vida, não pelo ato em si e sim, pelas adversidades que ela por vezes impõe e nos apresenta friamente e sem outras opções... E eu sei que tu me entendeu direitinho!!!

Beijinhos para teu domingo e já deixei lá a resposta ao teu comentário.

 
At 09:33, Blogger Desambientado said...

Cristina Oliveira.

Fiz o passeio, e imagina, senti-me enjoado.

 
At 09:34, Blogger Desambientado said...

Maria do Céu

Não é à toa que emerge das águas e se projecta contra o céu. É imenso.

Boa Semana.

 
At 09:38, Blogger Desambientado said...

Fsilva

Ainda bem que gostaste.
O poema do Manuele Alegre é muito bonito. Já conhecia, se calhar do teu blog. Não sei onde o li, mas sei que não foi em livro.

Quanto aos teus desafios,parecem ser desafios à escuteiro "deixar o mundo um pouco melhor do que aquele que encontramos". O comentário não é uma crítica, mas uma sintese.

Boa Semana.

 
At 09:41, Blogger Desambientado said...

Rose

Que bonitas palavras as suas.

Percebo o que você quer dizer com não julgar, mas poderíamos levar isso à letra e dizer:

- Não se pode julgar o que é belo ou feio;
-Não se pode julgar o que é bom ou mau;
-Não se pode julgar o que é justo ou injusto.

Creio que quando se refere a não julgar, se está a referir a preconceito ou juízo de valor à priori, sobre as pessoas. Aceitá-las como são, mas sobretudo porque são boas, justas e belas.

Boa semana.

 
At 09:47, Blogger Desambientado said...

Jardineira Aprendiz.

Infelizmente, por um lado, felizmente por outro, o homem consegue chegar ao todos os cantos do Mundo.

A Montanha do Pico está protegida, onde estão limitados um vasto conjunto de actividades. Todavia, os turistas que sobem ao cimo, chegam lá cansados e ao descer vão deitando fora o lixo que vai conspurcando sucessivamente a Montanha.
A melhor forma de remover o lixo da montanha é apanhá-lo lá em cima e transportá-lo para baixo de helicóptero. Precisava haver mais controlo, mas isso implicava quase que houvesse um fiscal por pessoa que sobe à montanha. Creio que para preservarmos santuários de altura, como esta montanha, há necessidade de formação ambiental em toda a população. Assim, aumentaria o respeito por este e outros lugares pelo mundo fora.

Boa semana.

 
At 09:50, Blogger Desambientado said...

Era uma vez um Girassol.

O amor é um desafio, sem dúvida. Mas não haverá que estar de coração aberto, ou então ser apanhado pelo Cupido, para que este passe a ser um desafio.

Amor paixão, precisará de um clik, não depende exclusivamente da vontade; amor fraterno, depende da formação, da caminhada, da construção da personalidade, e só mais tarde se torna um desafio.

O amor desafiador, não será uma ilusão?

Boa semana.

 
At 09:55, Blogger Desambientado said...

Caiê.

O meu objectivo não era despertar-te saudades, mas creio que elas surgem sempre em qualquer altura. Talvez o grande desafio de viver, fora da nossa terra natal seja poder ganhar energias para saciar as saudades.
Estou a falar um pouco por mim, cada vez que me ausento de casa por períodos superiores a um mês, as saudades começam a apertar....

Boa semana.

 
At 09:57, Blogger Desambientado said...

A lice

Então esteve cá e não disse nada!? Poderíamos ter tomado um cafezinho.

 
At 10:00, Blogger Desambientado said...

Jorge Moreira

Aì está algo que nos aproxima como força motivadora, a procura da verdade.
Aproveita sempre qualquer meio para comunicar. Aqui, lá no teu espaço, inclusivamente posso ceder-te o meu email se quiseres.
Nunca apagaria o teu post, não faz qualquer sentido.

Agora vou ter que interromper, para dar uma aula. Continuo daqui a pouco com o resto do comentário.

 
At 10:48, Blogger maat said...

É simples: a Descoberta!
Sou uma " navegadora " ,sempre a partir e sempre a chegar a novos portos...
Eeste é um deles, onde navego, agora, aqui.
é um porto de Conhecimento à descoberta.



Boa semana,

***maat

 
At 11:21, Blogger Desambientado said...

Jorge Moreira

Mais um pouco de discussão para sair de novo.
Espero acabar o comentário durante este intervalo reduzido.

Se apelarmos à nossa incapacidade biológica para pormos em causa algumas lógicas ou hipóteses, nunca conheceriamos nada. Por outro lado, toda a gente sabe que o conhecimento é relativo e e que está em constante aperfeiçoamento. É por esse princípio que me oriento, de que nada é definitivo e que me produz adrenalina suficiente para andar sempre á procura de verdades inalcançaveis. Por isso gosto de discutir, porque acredito que da discussão nasce a luz.

Há hipóteses físicas interessantes, no entanto, não passam disso mesmo de meras hipóteses. Vejamos os casos da NDE's; é uma hipótese interpretativa explicar essas sensações e experiência pela teoria da reencarnação, mas também é uma hipótese iterpretativa explicar essas sensações pela química e interpretação única dessas reacções químicas pelo cérebro. Tratam-se de "experiências" extremas e radicais e como tal poderão sair respostas extremas e radicais em termos sensoriais.
Por outro lado, poderemos sempre colocar a questão, porque razão só acedemos a vidas passadas quando estamos "inconscientes" e depois tentamos racionalizar essa experiência inconsciente?

Quanto à consciência, ou alma, que ora se liberta ora se aprisiona, creio que entra no campo da Metafísica e aí são válidas as leis da fé. Não deixa de ser interessante a tua visão universal da vida, onde a alma transita entre todas as formas de vida, assim e nesse contexto,a vida não será a consciência ela própria, única, una e múltipla, muito próxima do conceito da Santíssima Trindade Cristã, só que no teu caso mais abrangente?

Jorge não estou a criticar, não estou a doutrinar, estou a tentar aprofundar a minha visão pela discussão.

Um abraço.

Félix

 
At 12:06, Blogger Desambientado said...

Isabel

Muito obrigado pelo simpático comentário.

Passei no blog da Liliana e gostei da sensibilidade e temática. É sem dúvida um bom blog.

Um beijinho

Félix

 
At 12:11, Blogger Desambientado said...

Maat

Gosto deste teu ar florido, primaveril.

No fundo sentir-se um "Homem do Porto", não da cidade mas da função, e integrar o conhecimento global que lhe chega do mar e saber passar aos outros esse saber, é sem dúvida um grande desafio.
Neste caso a Maat sendo "Mulher dos portos" embarca e traz a mudança a partir dos pontos de contacto onde ancora.

Boa semana.

 
At 13:14, Blogger MDeus said...

Desambientado o meu grande desafio ou seja os meus três grandes desafios é conseguir proporcionar aos meus três filhos os melhores principios de vida possível, com muito amor, amizade e espaço para amanhã serem pessoas bem formadas e com respeito pelo próximo e pelo mundo que os acolheu. Os outros, porque a vida nos surpreende com muitos desafios, vão-se resolvendo...eu sou uma mulher de desafios.
Beijinhos.

 
At 17:24, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Sabe... Uma coisa que gosto em ti, é que estás sempre em sintonia...

Afinal, sempre sabemos mesmo o que o outro está querendo dizer...

Isso é bom e eu sou agradecida!!!

Também respondi ao teu comentário sobre teres feito o passeio na Ferrari, por Paris!!!
Beijinhos por tudo querido!!!
ò,ó

 
At 19:25, Blogger aprendiz de viajante said...

Meu querido e "velho" amigo

Gostei muito do teu comentário no meu blog. Não te preocupes por não me comentar sempre, eu tenho o mesmo problema face às pessoas que me visitam. Nem sempre consigo retribuir as palavras simpáticas de todos, por isso, às vezes deixo pequenas frases apenas para dizer que passei, li, gostei... e outras vezes, nem isso consigo fazer porque existe um outro mundo do lado de cá do computador e esse não deve de ser descuidado.

Chamei-te de "velho" amigo porque não sei se já percebeste mas eu sou a bitta, foste dos primeiros blogs que descobri e me viciei, tinhas tu também nascido há pouco tempo.

Infelizmente, ou felizmente, acabei com esse diário, estava associado a um momento triste da minha vida e eu achei melhor recomeçar de novo, com outra alma e outro espírito!

Um bjo e bom Feriado.

 
At 20:33, Blogger Era uma vez um Girassol said...

Estou a "ouvir" a vossa conserva (desculpem...) e a pensar: que mundo virtual é este que liga as pessoas de tal modo que quando uma se evapora...a outra fica como se fosse abandonada...
Vês, Félix, eu não me referia ao amor mais próximo de nós, mas sim a um amor universal que ultrapassa as fronteiras do mundo físico, pode ser mesmo transportado no éter! O meu desafio é criar laços de amor, amor puro, amor desinteressado, amor, amor.
Depois, tudo é resto, ou acrecento...
Beijinhos

 
At 20:34, Blogger Era uma vez um Girassol said...

Corrijo: "é acrescento..."

 
At 21:13, Blogger Rose said...

Felix,

Desculpe, estava com mita pressa.

Mas quis dizer não julgar as pessoas pelas mais diversas razões que sempre o fazemos.

Respeitar cada um como é, sem querer mudar ninguém. Procurar ver o melhor das pessoas.

Se não entender, aceitar, se não aceitar, respeitar.

abraços

 
At 21:19, Anonymous ROSA MARIA said...

OLÁ
Há um milagre chamado amizade.
Você não sabe como ela aconteceu,
ou quando começou, mas você sabe a alegria que ela traz,
e percebe que a amizade é um dos dons mais preciosos
que DEUS nos concedeu.
Amigos são jóias preciosas, realmente.
Eles nos fazem sorrir e nos encorajam para o sucesso.
Eles estão sempre ali para nos ouvir,
para nos elogiar,e estão sempre de corações abertos
para nos receber. Obrigado!
ABRAÇOS

 
At 02:23, Blogger Ruth Iara said...

Boa pergunta!
A pergunta fez-me crer que ainda devo amadurecer um pouco. Me sinto desafiada por exemplo para uma briga. Pode ser muito fácil da parte de quem provoca, mas "se um não quer dois não brigam (etc.)". Posso sentir-me desafiada em relação a alguma tarefa intelectual como desenhar algo que acho difícil. Em alguns casos sou desafiada e com o tempo estes desafios não são muito importantes para mim. O grande desafio agora é ser eu mesma, sem fazer tudo ou quase para agradar sendo o que não sou. E o desafio é tão grande que devo parar e me perguntar afinal como eu sou. Pois, eu quero ser eu mesma e agir de acordo. Sou aprendiz.

Felicidades!

 
At 12:23, Anonymous Cristina said...

Um cravo e um beijo!!!

Bom feriado...

ò,ó

 
At 14:33, Blogger TF said...

Vou repetir algumas pessoas que já comentaram mas viver é de facto um desafio, principalmente porque em cada dia, há desafios que não se antecipam e isso é, em si mesmo, desafiante.
Um bom feriado
Teresa

 
At 19:11, Blogger Ruth Iara said...

Olá!
Parabéns pelo prêmio "the best"!
Felicidades!

 
At 03:05, Anonymous SELMA said...

Com muito prazer lhe visito, é muito inteligente e belo o seu blog! Merecidamente THE BEST.

Desejo um restinho de semana maravilhoso,
um beijão
da
SELMA

 
At 03:08, Anonymous SELMA said...

MERECIDAMENTE THE BEST SEU LINDO E INTELIGENTÍSSIMO BLOG. PARABÉNS!
Beijo
da
SELMA

 
At 03:08, Anonymous SELMA said...

MERECIDAMENTE THE BEST SEU LINDO E INTELIGENTÍSSIMO BLOG. PARABÉNS!
Beijo
da
SELMA

 
At 11:35, Anonymous Ofeliazinha said...

Penso que a vida no seu todo me desafia a cada dia. Aprender sempre mais é o meu desafio constante.

 
At 12:09, Blogger antonior said...

Olá, amigo...

Vida e lucidez....
estar, sentir, amar, respirar, tocar, amar, olhar...
realidade....
conceitos de realidade...
a minha realidade...
a tua realidade...
aquela realidade...esta...
que existe mais que a UNIDADE que está para além de tudo isto e que não se rala com nada disto, porque pura e simplesmente não tem de se ralar, está para além de conceitos...
A propósito, tenho o privilégio de partilhar a minha vida com um verdadeiro imortal. O meu cão. É-o por não ter consciência de que a carne se transformará em pó. Vou fazer um post acerca dele. Faz hoje onze anos que o recolhi, da peregrinação pelos caixotes do lixo...
Um abraço

 
At 12:38, Blogger Desambientado said...

Amigos.

Peço desculpa de não vos comentar, mas estou com um virus no computador, que levará algum tempo a reinstalar tudo.

respondervos-ei, a um ritmo muito mais lento.

 
At 15:14, Blogger Ana Isabel Godinho said...

Boa questão! Qual o maior desafio...perceber a vida, qual a nossa função neste mundo...porque estamos aqui e para onde vamos ... será que conduzimos ou somos conduzidos? Será que nós fazemos o destino ou é ele que nos está predestinado ...
Perceber o sentido da vida e da morte ....acho que é um dos maiores desafios...pelo menos para mim!!!

PS: Tem andado desaparecido últimamente!

Ana Isabel

 
At 16:39, Blogger Ana Pinheiro said...

Sem a menor dúvida a VIDA!
Com a vida, as pessoas, com as pessoas, as relações, sejam elas amorosas, de amizade e profissionais.
Beijo ternurento.

 
At 11:31, Blogger Desambientado said...

MDeus.
Tenho que ser rápido nas respostas porque estpu a utilizar um computador que não é meu.

Grande desafio. Sinto o mesmo relativamente aos meus filhos.

 
At 11:32, Blogger Desambientado said...

Cristina (Lâmina d'água)

É verdade. Estamos sempre em sintonia. Por vezes, tanto em sintonia que até te deixo parte da tua resposta por comentar, que até parece ser um comentário meu.
Tive que interromper a meio e quando voltei, não percebi que ainda faltava dar resposta a uma parte.

Um beijinho.

 
At 11:34, Blogger Desambientado said...

Wicca.

Sabes que fiquei na dúvida durante algum tempo. E depois apercebi-me com uma foto que colocaste: uma onde aparece a tua sombra. Aí reconheci-te. Apesar disso, já me tinha habituado à tua nova identidade.


Um beijinho.

 
At 11:37, Blogger Desambientado said...

Era uma vez um girassol.

E há um amor Universal?
Não é unica e simplesmente Deus, o guardião desse amor Universal?

Entendo que o nosso amor, possa tender para um amor universal, mas será sempre muito particular e subjectivo.

Um beijinho

 
At 11:38, Blogger Desambientado said...

Rose


Percebi perfeitamente que era a esse tipo de julgamento que referias. Apenas quiz precisar o que expunhas.

Beijinhos.

 
At 11:39, Blogger Desambientado said...

Rosa Maria.

É bonita esta tua prelecção pela amizade. Se não for carnal, poderá ser amor fraterno.

 
At 11:41, Blogger Desambientado said...

Ruth

Amiga. De facto é um grande desafio sermos coerentes: connosco e com os outros. Poucos o conseguem.
Creio que é este o desafio a que te referes?

Um beijinho.

 
At 11:42, Blogger Desambientado said...

Cristina Oliveira.

Só agora foi possível agradecer-te o cravo e o beijo.

Um beijo é sempre possível retribuir, e um cravo de oportunidades, é sempre possível desejar-te.

 
At 11:43, Blogger Desambientado said...

Teresa

O acaso da vida é por acaso o desafio?

Um beijinho.

 
At 11:49, Blogger Desambientado said...

Selma.

Muito obrigado pela visita e pelo simpático comentário.

 
At 11:51, Blogger Desambientado said...

Ofeliazinha.

O conhecimento nem sempre é encarado como um desafio.
Hoje em dia pensa-se que os jovens devem ser constantemente motivados a aprender, porque o conhecimento deixou de ser um desafio.
Se o conhecimento não é desafio, o que constitui desafio para um jovem destes nossos dias?

 
At 11:53, Blogger Desambientado said...

Antonior.

Obrigado pelo excelente comentário e parabéns pelo aniversário do cãozinho imortal.

De facto aspirar a lucidez é uma aspiração muito "lúcida".

Um abraço.

 
At 11:54, Blogger Desambientado said...

Ana Isabel.

De facto o desafio de viver pode ser o de tentar perceber qual será a nossa sina. Mais uma vez, voltamos à questão do conhecimento que comentava com a Ofeliazinha.

 
At 11:56, Blogger Desambientado said...

Ana Pinheiro.

Tal como comentava com a Lâmina De água:
Será que a vida é que é um desafio ou os desafios existem porque vivemos?
Para mim, a vida será um desafio se houver alternativas à própria vida. Há quem acredita que sim.

 
At 15:44, Anonymous ANA LEAL said...

Olá professor Félix!

Adorei as fotos do Pico !
Isto sem desprimor para o seu texto;mas nada se compara a esta ilha que é de facto mágica.
Após seis anos de Terceira regressar aqui é de facto regressar a casa(depois de ter feito macânica, claro)

 
At 18:30, Blogger Ana Pinheiro said...

Bela questão me doce Félix..
A vida poderá ser um desafio para aqueles que a vivem :)
Quanto ao facto de haverem ou não alternativas à própria vida, não sei...Acho que o assunto merece um post...Haverá alternativas à própria vida?
Um beijo e as melhoras.

 
At 11:52, Blogger Desambientado said...

Olá Ana Leal.

O Pico é uma ilha Mágica. Não há nada que se lhe compare, o que não quer dizer que conseguisse viver aí. Para isso precisava de ter a minha vida organizada de outro modo.

Obrigado por comentares.

 
At 11:54, Blogger Desambientado said...

Ana Pinheiro.

Parece dificil encontrar alternativas à vida, parece-me que só existem alternativas aos vários modos de vida.


Um beijinho.

 

Enviar um comentário

<< Home