Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2006-04-19

Crianças Pobres

Dizem que ajudar um pobre,
É um acto nobre,
E praticar caridade,
Um acto de piedade.
.

.
Com base em tais premissas:

Será nobre quem é rico,
E caridoso quem é pio.
.


.
Se ajudar uma criança

Que é pobre na sua infância,

Tenho a plena certeza,

Que a sua alma tem nobreza.

.

Se clicar sobre a esta foto, acederá ao site da Campanha que pretende livrar as Crianças da Pobreza.

Félix Rodrigues

.

O que é para ti nobreza?

Nota- Este post foi sugestão da Cruzeiro do Tejo, a quem o dedico.

Este post foi um desafio e é um desafio, consiste na divulgação, através de um post, de uma associação humanitária ou de solidariedade social, nacional ou internacional, à nossa escolha. Eu escolhi "Free the Children-Children Helping Children through Education".

Desafio os próximos cinco blogs:

Lâmina D'Água

Bordados de Murmúrios

Miauu girls

Azoriana

Ideias e Ideais

79 Comments:

At 22:42, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Minha avó, uma portuguesa nascida em Coimbra dizia:

Se você ajuda um pobre que é são, ou lhe mata de vergonha, ou vicia o cidadão...

Diante da pobreza, me rendo. Nunca sei ao certo o que devo fazer para o melhor, mas sempre faço alguma coisa e deixei de me preocupar com o que poderei estar fazendo de errado, com a ajuda nem ssempre ideal, mas certamente a que possuo no momento. A pobreza na infância me doi muito e me emociona também. Se não posso ajudar devidamente, sempre ofoerço um carinho, um afago e especialmente um elogio com sorrisos. É muito triste ser pobre e pobreza na infância, é uma dor priorada e que deixa sequelas. Quando falo pobreza, falo dessas que colocam as crianças na rua, na amargura, na berlinda...

Há um documentário que foi exibido muito recentemente aqui no Brasil, que trata dos Falções, os meninos do tráfico... É uma pobreza de causar arrepios!!! Estou preparando algo para postar, mas o documentário é sem dúvido muito explicativo e acho mesmo que não há nada que possas surgir melhor efeito na pobreza, do que a educação e o estímulo, como gerador para auto estima construtiva...

Beijinhos e parabéns Desambientado querido!!!

Engraçado que ontem estava pensando em falar contigo para postarmos no trilha sobre os meninos falções...

ò,ó

 
At 22:53, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Esqueci de comentar o que é para mim, NOBREZA...

Nobre é o ato!!! De fato!!! Aquele que surte efeito, que gera entusiamo... Nobre é quem faz pelo outro, de um modo quase invisível, com que ele se sinta confortavelmente necessário... Que se sinta amado, útil e que sua existência não seja apenas mais um número na balança e escalada demográfica... Ao invés de contarmos tristes números de pobres, deveríamos estar contando quase que em silêncio absoluto, quantos desses já foram resgatados dessa condição de tristeza. Poucos são os nobres de fato, mas felizmente esses existem... Gostaria de poder fazer mais e acho que todos sempre desejamos isso, mas vamos sempre protelando e protelando nossos gestos nobres, para um pouquinho mais além... Enquanto isso, alguém padece... Espera... Sofre...

Sabemos que não poderemos mudar as condições sociais, com atitudes nobres isoladas, mas a soma, certamente que produzirá um novo destino aos súditos que aguardam resignadamente por uma vida resultande das somas dos gestos desses muitos nobres que certamente poderemos ser...

Beijos!!!

 
At 23:49, Blogger Caiê said...

Muito interessante o site sobre os factos da pobreza nos que se denominam Países Ricos. A pobreza escondida tem muito que se lhe diga... Aquela que os media se recusam a mostrar! Essas coisas têm de ser denunciadas.

Quanto à nobreza, será um misto de lealdade e coragem.
Abraço.

 
At 00:42, Blogger Fátima Silva said...

Para mim ser nobre...
é despir-se de vaidade ao ajudar quem precisa, semeando afectos onde o desespero se instalou.

 
At 07:46, Blogger frosado said...

Até quando?
(...)
Escola, esmola
Favela, cadeia
Sem terra, enterra
Sem renda, se renda. Não, não

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ser saco de pancada?

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ser saco de pancada?

Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente
E quando a mente muda a gente anda pra frente
E quando a gente manda ninguém manda na gente

Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doeça sem cura
Na mudança de postura a gente fica mais seguro
Na mudança do presente a gente molda o futuro

Até quando você vai levando porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai ficar de saco de pancada?
Até quando você vai levando?

Gabriel o pensador

 
At 07:49, Blogger frosado said...

Um beijo tb para a lâmina d'água, cuja avó era uma portuguesa nascida em Coimbra, qd quiseres vir ver a Coimbra da tua avó, diz qq coisa!

 
At 08:47, Blogger HatA/mãe said...

Um post que ficou muito bonito, ou não fosse o sr. um profisional...
Para alem da beleza a intenção é que conta...ela tambem me desafiou, mas fiquei-me pelo link, que vou pedir para mo colocarem.
Foi um apelo muito bonito da Cruzeiro.
O seu post está lindissimo como ja lhe disse.
Um abraço

 
At 11:46, Blogger Maria Costa said...

Nobreza é não dizê-lo, e tão somente fazê-lo.
Nobreza é um acto silêncioso de grandeza que se percorre no Amor e chega no acto da entrega ao nosso próximo.

Dia feliz.

Beijinhos.

 
At 12:06, Blogger sa.ra said...

Bom dia!
parabéns pela campanha... ando a ver se engendro uma maneira de fazê-lo também!

beijo!
tem um dia muito feliz!

 
At 13:41, Blogger Desambientado said...

Amiga Cristina Oliveira (Lâmina D'Água)

Há diferentes formas de pobreza: a mental, a abusiva, a de falta de oportunidades, a de esquecimento, etc.
Por vezes somos levados a pensar que os pobres (todos aqueles que não tem o nosso estilo de vida) são infelizes. Não é verdade. Hé gente que vive desprendida das coisas.
As crianças pobres é um estádio latente de pobreza que sem oportunidades, sem carinho, com esquecimento, facilmente se transforma numa situação crónica de pobreza.
É tão triste ver uma criança com fome.
É tão triste ver uma crinaça com frio.
É tão triste ver uma criança analfabeta.

Tocam-me muito mais as crianças do que os adultos.
No meio pequeno onde estou, percebo que há alguns cidadãos, como lhes chamava a tua avó, viciados. Viciados em tudo, até na pobreza.
Concordo com a tua definição de nobreza, porque há gente, que ainda pensa que ser nobre é somente ter vassalos...Tantos políticos que deveriam ser nobres, no entanto o que eles querem é título de nobre, porque de nobreza não há nas suas acções.
Quantos políticos apelam à nobreza da alma, à nobreza dos princípios, para se elegerem, e depois, não agem de acordo com os tais nobres princípios.
A Idade Média ainda existe na mentalidade de muita gente.

 
At 13:43, Blogger Desambientado said...

Caiê.

Muitas vezes pensamos que a pobreza está lá longe num dos países ditos do terceiro mundo. No primeiro mundo, como é o caso do Canadá, a pobreza está ali mesmo, ao virar da esquina. Nós é que temos dificuldades em ver, porque a pobreza se esconde ou porque alguém exige que ela se esconda por ser incomodativa.

 
At 13:43, Blogger Desambientado said...

Fátima Silva

Excelente definição de nobreza.

Beijinhos.

 
At 13:45, Blogger Desambientado said...

FRosado.

Apesar de gostar do Gabriel o Pensador, não me lembro de ter ouvido essa canção e ter prestado atenção a esse poema. Para ti parece tão fácil arranjar o poema certo...
Fátima qual é a tua formação básica?

 
At 13:48, Blogger Desambientado said...

Noite Estrelada.

Muito obrigado pelo elogio, mas profissional? Eu não sou nada profissional....sou muito mais amador do que muitos dos meus comentaristas...
Quanto aos sr, não me trate assim, que faz com que este trintão-quarentinha, se sinta mal.

 
At 13:49, Blogger Desambientado said...

Maria do Céu.

Dão-me cada definição de nobreza, que eu fico de "boca aberta".

Lindo.

Obrigado.

Um beijinho.

 
At 13:52, Blogger Desambientado said...

Sa.ra

Tenho a certeza que encontrará uma forma muito original de o fazer.

Um beijinho.

 
At 14:06, Blogger Cruzeiro said...

A nobreza é algo que fazemos de livre vontade, sem esperar reconhecimento ou agradecimento por parte de alguém e sem anunciar aos quatro ventos que o fizemos...
Obrigada por teres aceite o meu desafio...tinha a certeza que só não o farias se não pudesses...:)
Beijo

 
At 14:43, Blogger melena said...

este vai em topicos:

- a nobreza é algo em vias de extinção.

- mas ela está sem dúvida no criar da igualdade de oportunidades.

- por cá não temos a pobreza material que temos em áfrica por ex., mas temos mta pobreza de espírito

como sempre boa forma de abordar o mundo que nos rodeia

 
At 14:44, Blogger sa.ra said...

Querido Félix,
A questão não é ser original, é sobretudo, ser eficaz...
Ressoar!

Estive sentada à beira do Rio Tejo e acho que encontrei um qq ponto de partida!

beijinhos!

 
At 14:49, Anonymous Solange Sieuve de Menezes said...

Para mim a nobreza é de espírito e de atitude! Nobreza não rima (nem encosta) com poder económico!
Ajudar seja quem for, como for e em que circunstâncias for é um acto de nobreza. A ajuda até pode vir simplesmente por meio de um sorriso.

 
At 16:25, Blogger frosado said...

A minha formação básica é a 4ª classe:)!!! depois tirei um curso de análises clínicas, e com isso fui trabalhando e estudando e com muita dificuldade, licenciei-me em Filosofia e tenho um mestrado em Pedagogia da Saúde... mas agora já não faço mais nada sou mesmo uma diletante, já não faço nada, ou quase - vejo cinema, televisão, leio, jornais, "interneto", enfim, cometo todos aqueles pecados modernos!!!

 
At 16:33, Blogger Nuno Guronsan said...

Nobreza pode ser desviarmos por uns momentos o olhar do nosso próprio umbigo e pensarmos nos outros que nos "rodeiam" (perto ou longe) e, nesses breves momentos que deixamos de pensar em nós próprios, fazermos de facto alguma coisa por aqueles que infelizmente não se podem dar ao luxo de pensar a que cinema é que vão, ou que livro é que vão ler, ou que concerto é que vão ver.

Deixo aqui uma sugestão na qual estou a envolver-me:
Centro para a Cooperação e Desenvolvimento - Apadrinhamento à Distância (http://www.ccspt.org/index.htm)

Obrigado, Félix, por continuares o meu processo de "abertura de olhos"!

 
At 16:34, Blogger azoriana said...

O que é para mim nobreza?

Quero responder com clareza
Num acto de maior nobreza
Que nada tem a ver com riqueza
Mas que salve qualquer pobreza.

No tempo que ora vivemos
Os ricos nem sempre são nobres
Os nobres só reconhecemos
Na mão que até dão aos pobres.

Avance o desafio.

 
At 17:30, Blogger Cândida Neves said...

Um desafio muito complexo este. A nobreza é um conceito que foi subvertido ao longo do tempo. Mas na sua essência ,a nobreza, para mim e como já aqui foi dito, são os actos, é a acção. E como tudo na vida, tornamo-nos nobre pelas acções que fazemos no nosso dia a dia, quer em relação a nós quer em relação aos outros. Pois se somos nobres com nós próprios essa característica faz parte de nós, logo fluí para os outros naturalmente

 
At 18:30, Blogger aprendiz de viajante said...

A nobreza está em oferecer sem pensar na recompensa!!! Quem ajuda no silêncio ou na sombra, só pela vontade de ajudar, é NOBRE!

Este desafio é o melhor que já vi!

Fica bem.

 
At 18:53, Anonymous Bernardete Dinis said...

Hoje decidi deixar aqui a minha mensagem, apesar de regularmente visitar o seu blog...
Talvez porque sou muito sensível á pobreza e de forma especial à pobreza nas crianças.
O ano de 2004 passei-o em Missão em Moçambique e a verdade é que a pobreza lá e demais e ainda mais quando se é criança, porque é um facto cultural... mas não posso deixar de afirmar que muitas vezes a "pobreza" é um estado que ajuda-as a obter coisas sem grande esforço... daí que pense que a grande luta que temos de travar contra a pobreza é dar instrumentos para que estas crianças possam auferir de meios para estudarem e poderem aprender só assim se poderá irradicar a pobreza...
mas quem poderá fazer isso???? Tantas organizações que em vez de ensinar - dão, mantendo os pobres mais pobres porque dependentes... enfim hoje recordei um pouco os meus dias dolorosos em Maputo...

 
At 19:36, Blogger Jardineira aprendiz said...

Esta é uma ideia muito boa Desambientado. Espero que continue por muitos blogs. (eu também a vou continuar um dia destes, mesmo que não 'caia' na corrente) E quanto à pergunta do post lembrou-me uns versos que gosto muito e ontem lembrei:
'Se vivendo entre o povo és virtuoso e nobre
Se vivendo entre os reis conservas a humildade
Se amigo ou inimigo, o poderoso e o pobre
São para ti iguais à luz da eternidade' (Kipling)

 
At 22:22, Blogger Paulo J. Ribeiro said...

Ajudar um pobre ou ajudar um rico, que diferença faz? Se ambos precisam de ajuda, é ajudá-los. Se ambos têm fome, é alimentá-los. Se ambos têm sede, é saciá-los. Se ambos se sentem sós, é acompanhá-los. Se ambos estão carentes, é acarinhá-los. É preciso é ajudar, partilhar. Não olhar à condição social. Atrás de muita riqueza, existe uma pobreza imensa. Há que combater a pobreza... Há que amar o próximo... Não interessa o ouro ou as rendas, ser nobre é amar o próximo...

 
At 22:46, Blogger Desambientado said...

Cruzeiro.

Gostei da tua definição de nobreza.

Quanto ao desafio, é pertinente, e pelo que vejo, está a sumir grandes proporções.

Um beijinho.

 
At 22:48, Blogger Desambientado said...

Emanuel (Melena)

Por aqui temos de facto pobreza de espírito, mas também temos alguma pobreza escondida, que não se revela, que acha que é uma desonra ser pobre.

Obrigado pelo comentário.
Um abraço
Félix

 
At 22:54, Blogger Desambientado said...

Sa.ra

Claro que saberás ressoar condignamente a Paz, ou ampliá-la.

Um beijinho.

 
At 22:56, Blogger Desambientado said...

Olá Solange.

Como está a América?
Estou completamente de acordo contigo, não poderia de forma alguma discordar.

Um beijinho.

 
At 22:57, Blogger Desambientado said...

Frosado

Dei umas boas gargalhadas com a tua resposta.
A forma como perguntei revela deformação profissional. Desculpa.

Pensei que eras das áreas das literaturas, para ter um baú tão recheado de poemas.

 
At 23:01, Blogger Desambientado said...

Nuno Guronsan

Já tinha ouvido falar, nesse Centro, parece ser sem qualquer dúvida uma actividade de grande valor.
Um bem haja para todos os que participam ou colaboram com tais instituições.

Um abraço.

 
At 23:02, Blogger Desambientado said...

Azoriana.

Assim diriamos que ser nobre é ter a capacidade de caminhar lado a lado, sem dizer que está ali para ajudar?

 
At 23:04, Blogger Desambientado said...

Cândida

Mui nobre menina, gostei dessa definição pragmática e operacional.

Ser nobre talvez seja isso mesmo.

Um beijinho.

 
At 23:06, Blogger Desambientado said...

Wicca.

São tantas as boas definições de nobreza que até dava para reescrever o conceito. Esta é uma das que merecia ser entrada de enciclopédia.

 
At 23:08, Blogger Desambientado said...

Bernardete

Gostei muito do teu comentário e da tua partilha de experiências.
Os chineses dizem e com razão que é melhor ensinar a pescar do que dar a um peixe a um pobre. Não é exactamente assim o ditado, mas o que interessa é a intenção.
Gerir a pobreza tem em muitos lados mais valias.
A hipocresia humana chega a esse ponto..

Um beijinho.

 
At 23:10, Blogger Desambientado said...

Jardineira Aprendiz

Acabaste de ser nomeada para a corrente, por isso, podes começar já.

Gostei muito dos versos que citas. São profundos e apropriados.

Um beijinho.

 
At 23:13, Blogger Desambientado said...

Olá Paulo Ribeiro.

Bem Vindo.

Então como foram as férias? Sempre tiveste malas?
Já tinha pasado no teu blog para ver se tinha ressuscitado. Pelos vistos acabou de sê-lo.

Tenho o teu filme para te devolver. Qual é a melhor forma?

Quanto ao comentário:
o amor vale tudo, mas nem tudo é válido por amor.

 
At 23:46, Blogger azoriana said...

Félix

Digamos que é a melhor táctica. Concordo com a "wicca" quando escreve - "Quem ajuda no silêncio ou na sombra, só pela vontade de ajudar, é NOBRE!"

 
At 00:04, Blogger FSilva said...

Segundo o PNUD, a pobreza define-se pela negação das escolhas e oportunidades básicas para o desenvolvimento humano, reflectida em vida curta, falta de educação elementar, falta de meios materiais, exclusão e falta de liberdade e dignidade. Desta forma a pobreza humana é multidimensional e não unidimensional; centrada nas pessoas, privilegiando a qualidade d vida humana, e não as posses materiais.

São 1300 milhões as pessoas que vivem no Mundo com um rendimento diário inferior a um dólar, ou seja,cerca de 1/3 da Humanidade....

PNUD


São vários os grupos a incluir:os idosos,as mulheres e as crianças.A pobreza é a "nova ameaça Mudial", as consequências serão imparáveis e não existirão fronteiras.

A resolução deste flagelo, ou seja o cerne da questão, continua nas relações Norte/Sul e nas opções políticas e económicas no que respeita à distribuição de riqueza.

É necessário políticos e governantes com nobreza para se irradiar a pobreza.

 
At 00:52, Blogger Armando said...

Desambientado...estive aqui..li alguns posts (Gostei é claro)(e olha que não estou a ser simpactico, pois gostei mesmo) já cá tinha estado em outras vezes e penso ate que já aqui tinha comentado! Obrigado pelas tuas palavras de conforto...nem imaginas ao que se referem as que escrevi!!! Muito Obrigado!! E...antes de me ir, deixa-me dizer-te que foi um prazer poder reencontrar aqui a AZORIANA uma velha "amiga" Blogueira atraves de um link teu!!!

 
At 02:06, Blogger *DJ* said...

Olá amigo, muito legal suas postagens... Aproveito para lhe informar que postei o Desambientdo no Blog for Blog...
Um abraço....

 
At 04:40, Anonymous Marinho said...

Não seria a miséria a mais cruel das conspirações? Mas onde os conspiradores? Nós, as alas caridosas!!!!???

 
At 11:47, Blogger nicinha said...

Olá,
Vim aqui lhe parabenisar pelo prêmio The best. O seu post é ótimo. Gostei do poema. É um poema, não é? Uma causa nobre. Nunca é demais o que fazermos para ajudar as crianças, que seja materialmente ou simplesmente calor humano, amor.

Versículo para hoje: Thiago 1:17 Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.

Tenha um ótimo fim de semana.
Beijos,
Eunice

 
At 13:19, Anonymous ilhas said...

Procuras Pão

Miolo…

Côdea …

Refeição!



Reviras Tijolo

Esperançado…



-Bife, Peixe ou Bolo?

Mas nem nódoa…

Somente Esquecimento

Ficou, para ti, plantado!

Vives preso,

Em grilhões de pobreza

… Sofrimento?...

Desconheces.

Sofres-te tudo de uma vez!



Com peso

Não te preocupas

Tomara teres mais uns quilitos!

Já nada te causa estranheza…

Nem tão pouco Pele e Osso.

Será isso que Mereces?

A Quem Culpas?

parte da minha resposta ao desafio. obrigado pela ideia. cumprimentos

 
At 13:25, Blogger Paulo said...

Como sempre, grandes artigos e belos.

 
At 15:39, Anonymous Rodrigo Carvalho said...

Oi amigo! Ser caridoso para com os necessitados nos dá a certeza de ter uma boa recompensa por parte de nosso criador.
Olha tenho novidades: reativei o concurso de destaques do meu blog e agora vou atualizá-lo apenas uma vez por semana, mais com qualidade, passe por lá Ok?

 
At 16:07, Blogger Ana Pinheiro said...

Nobre é ajudarmos quem precisa sem que nos peçam... Nobre é sermos solidários sem esperarmos algo em troca... Nobre é estendermos a mão... Não sermos indiferentes...
Meu doce Félix, quanto o que é a Nobreza para mim, concordo com a definição que vem no dicionário...quer com a definição associadade a uma classe social...quer com a definição onde a generosidade se eleva... Agora, sem pensar duas vezes, valorizo muito mais a generosidade...o sentimento, do que um estatuto social...
Há um aspecto que também quero referir... É que hoje em dia, o conceito de Nobreza, associado à classe social, está deturpado. A nossa sociedade hoje em dia associa a Nobreza a dinheiro...Como estão errados... Como costumo dizer, a sociedade actual para além de viver uma grave crise econimico-financeira, vive acime de tudo uma crise de valores...Onde vão os valores nobres?!? Não me refiro ao politicamente correcto...Não, referi-mo a valores como o que referiste, e muito bem no teu post. Hoje, as pessoas, passam por cima de tudo e todos, em rpol do Hedonismo... Enfim...
Acho que já divaguei...ou talvez não...Ou melhor, acho que não divaguei...Uma das coisas que as tuas postagens perimitem é divagarmos sem divagarmos...Percebeste?
Beijo ternurento para ti.

 
At 20:42, Blogger Isabel José António said...

Amigo Féliz Desambientado,

O teu post está muito motivador para pessoas como as que vão visitando o teu blog. São generosos. São puros e gostariam de fazer alguma coisa para que tudo isto acabasse à face da Terra.

Nobre é todo aquele que pensa em si mesmo como podendo fazer algo que mude toda esta "cena". Terá que mudar-se a si, e tentar como o seu exemplo influenciar os outros para que vejam o que estão a fazer. Nobre é aquele que a única ambição que tem é ultrapassar as suas lacunas e deficiências.

Nobre será também aquele que, mesmo pouco que tenha (ou seja), o põe ao serviço da comunidade.

Quando Jesus disse: "Amai o próximo como a vós mesmos ou como eu vos amei" sabia perfeitamente o que estava a dizer. Sabia a lei da Natureza que diz que " na Natureza não há nada que não tenha uma causa e toda a causa produz um efeito". Podemos denominá-la como a "Lei da Causa e Efeito".

Ignorantes que querem ser desta lei, vão pavoneando-se por esta Terra julgando que são seus donos.

Mais cedo ou mais tarde terão o efeito daquilo que provocaram a recair sobre eles mesmos.

O grande problema é que HÁ QUEM LUCRE COM A MISÉRIA. Se ninguém lucrasse com isto já ela, a miséria, tinha acabado.

Todos colherão aquilo que semearam.

Todas as coisas que forem pensadas, estudadas ou realizadas pelo impulso do coração e benignamente, é que poderão mudar a vida, o mundo.

Só há possibilidade de mudança quando esta começa pelo próprio sujeito, dentro de si.

Se se todos começassem por si mesmos, cada um por si? Seriam simples mudanças (não falar mal dos outros; ser mais fraterno; não poluir mentalmente ou fisicamente; ouvir os outros e prestar-lhes toda a nossa atenção; serenar a mente para pensar correctamente... e sorrir, sorrir é um agente despoluidor poderoso).

Se cada um ao seu nível experimentasse?

Parabéns por mais este post tão belo.

Bom fim de semana.

Um abraço

José António

 
At 20:42, Blogger Jubal Cabral Filho said...

Meu Nobre Amigo,
obrigado pelo incentivo,
Era um "pobre". Fiquei mais rico com o vosso convívio.

 
At 22:01, Blogger Micas said...

Nobreza não se diz, faz-se.

Este texto tocou-me particularmente, sou voluntária numa organização de apoio a mães adolescentes e sei o que é a pobreza infantil, e qd digo pobreza não me refiro sequer a não ter que comer ou vestir, essa pobreza é fácil de remediar, falo da pobreza de afectos, de amor e tanto, tanto mais...crianças a quem lhes roubaram a dignidade e o direito de serem crianças...

Um grande Bem Haja a si

 
At 22:18, Blogger Era uma vez um Girassol said...

Félix, este teu post por abordar as crianças e a pobreza toca-me muito... Motiva os teus leitores a comentar, a acrescentar.
Não sei porquê, fico calada.
E concordo com o Paulo Ribeiro.
Importa ajudar, seja de que maneira for, seja a quem for...
De coração inteiro.
Bjinhos

 
At 22:43, Blogger frosado said...

Apesar de estar aflita com falta de tempo, já respondi ao teu desafio...espero que gostes.

 
At 23:43, Blogger a lice said...

A mesma qualidade de sempre neste post!:)

 
At 09:17, Blogger Desambientado said...

Azoriana.

Já vi que aceitou o desafio.

A Cáritas é uma instituição meritória.

Compreendo a sua resposta.

Um beijinho

 
At 09:22, Blogger Desambientado said...

Fsilva

É necessário um combate global à pobreza.

Como eu comentava com alguém noutro post, precisamos globalizar a riqueza e não a pobreza neste mercado global.
Quando se compra peças muito baratas, construídas com mão de obra infantil, o que estou a afzer é a globalizar a pobreza.

Estive num sítio onde o ordenado de uma mulher a dias era 50 dolarrs mensal e a pessoa que a contratava e que ganhava 4000 dollars mensal, achava que era muito!??

Quanta hipocresia há por este mundo fora.

 
At 10:27, Blogger Desambientado said...

Armando.

Muito obrigado pelo simpático comentário e desabafo.
Faz deste espaço também um espaço teu.
Quanto à Azoriana, é pessoalmente e virtualmente muito simpática.


Um abraço.

 
At 10:28, Blogger Desambientado said...

Dj

Muito obrigado pela visita e pela publicitação deste blog no Blog for Blog.

Obrigado. Volte sempre, será um prazer vê-lo por aqui.

 
At 10:30, Blogger Desambientado said...

Marinho.

Muito obrigado pela sua simpática visita.

Sim, a pobreza é uma conspiração contra a dignidade humana. A pobreza é uma conspiração contra a saúde da alma de qualquer homem sensível. Ela poderá ser a conspiração mais desumana que existe.

Volte sempre que lhe apetecer.

 
At 10:31, Blogger Desambientado said...

Nicinha

Obrigado pela visita e cumprimento.

o Escrito pretendia ser um poema, mas precisa ser trabalhado.

Faça desta uma sua casa, um seu cantinho.

Volte sempre.

 
At 10:33, Blogger Desambientado said...

Luis (Ilhas)

Gostei imenso do teu belo poema. Simples e pesado ao mesmo tempo.
Bonito e cruel.

Foi uma excelente resposta ao desafio

 
At 10:33, Blogger Desambientado said...

Fernão.

Muito obrigado mais uma vez pelo simpático comentário.

Bom fim de semana.

 
At 10:35, Blogger Desambientado said...

Rodrigo Carvalho.

Amigo. Obrigado pelo comentário.
Por lá passarei, apesar do pouco tempo que tenho tido ultimamente.

Bom final de semana.

 
At 10:37, Blogger Desambientado said...

Ana Pinheiro.

Como já sabes, aqui é local de divagação, por isso divaga à vontade, porque o objectivo é sairmos todos daqui mais ricos com as experiências e comentários uns dos outros.

O debate sobre a pobreza, sobre as crianças, sobre os vários tipos de pobreza e os vários tipos de crianças, não se esgota.
O que se poderá esgotar ser´+a talvez a nossa sensibilidade para essas questões. Também acredito se as discutirmos convenientemente que a "vacinação" ou o fechar os olhos aos poblemas que nos rodeiam , tenderá a desaparecer.

Bom fim de semana.

 
At 10:40, Blogger Desambientado said...

José António

É um comentário que parece post. O que é colocado aqui deste lado, é mais precioso do que aparece na frente. Até dá para dizer que quem vê caras não vê corações.

Caro amigo, poderiamos somente dizer, resumindo aquilo que defendes que Nobre é todo aquele que se dá sem pejo ou esperançado de retribuição.


Bom fim de semana para vocês.

 
At 10:42, Blogger Desambientado said...

Jubal.

Não és o único que é pobre, todos nós o somos, faz parte da nossa humanidade. Por outro lado também aqui aprendemos contigo.

Um abraço.

 
At 10:44, Blogger Desambientado said...

Micas.

Grande trabalho o teu, grande doação.

Precisamos todos de nos dar um pouco, para poupar também um pouco aqueles que se dão na totalidade.

Um bem haja para si também.

Bom fim de semana.

 
At 10:46, Blogger Desambientado said...

Era uma vez um girassol.

Em certas circunstâncias ficamos calados porque os sentimentos são tão fortes que pensamos que toda a gente os têm.
Por vezes ficamos calados porque o choque é tão grande que a voz foge-nos.

Por vezes calamo-nos porque não queremos sofrer.

Há tantas razões para comentar como para ficar calados.

Bom fim de semana.

 
At 10:47, Blogger Desambientado said...

Frosado

Já vi.

Ficou fenomenal. Parabéns.

Da minha parte obrigado.

Bom fim de semana.

 
At 10:48, Blogger Desambientado said...

A lice.

Que tal foram as férias?
Não me digas que as passaste aqui na Terceira?

Obrigado pelo simpático comentário.

Bom fim de semana.

 
At 13:37, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Querido...

Um lindo final de semana!!!
Estou te enviando uma mensagem para teu endereço... Se puderes, vá até!!!

Beijinhos!!!

 
At 08:30, Blogger Desambientado said...

Lâmina

Já vi e já te respondi

 
At 16:29, Anonymous Solange Sieuve de Menezes said...

Olá Professor.
(Espero que não se importe de o trate assim.)
Por cá está tudo bem. Estou a gostar, a aprender e a crescer! Mas o meu coração já está a ficar apertadinho de saudades.
Beijinhos

 
At 21:27, Blogger Desambientado said...

Olá Solange.

Acredito que as saudades apertem, mas é muito importante que faças desse esforço uma grande mais valia em termos pessoais, profissionais e humanos.

Daqui a meia duzia de anos vais perceber que esse tempo passou muito depressa.

Um beijinho.

 
At 00:48, Anonymous Anónimo said...

Acho que o Sr.Dr. devia se tratar em São Rafael (ahahahaha).
Tá quase preso, já da cadeia o Dr.
Mas ta original e o bibi começou assim portanto CUIDADO...
Um abraço M.A.P.S.

 
At 11:55, Blogger Desambientado said...

M.A.P.S.

AH, AH, AH.

Seu brincalhãozinho....

 
At 11:56, Anonymous Cristiane said...

Amei a matéria "crianças pobres", pois me ajudou muito na monografia que estou fazendo sobre o Trabalho Infantil, ser pobre ou rico quem é? Espero que no futuro próximo possamos perceber que ser rico signifique respeito, amor, consideração, ajuda, ouvir, enxergar não somente ver, todos sem exceção como iguais independente da raça, do credo, da distância e da condição social.

 

Enviar um comentário

<< Home