Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2006-03-26

Sete Céus


Meu Céu vermelho,
De quando os lábios dos anjos,
Que beijam a terra
Se colam nas nuvens.
.

Meu Céu Laranja.
Virtualmente cansado,
Que não se decide:
Se vermelho ou amarelado.
.

Meu céu amarelo,
Simples,
Singelo.
.
Meu Céu verde,
Que não conta a verdade.
Há que ter cuidado,
De um céu verde assim.
Por outros gases corrompido.
És o meu céu poluído.
.
Meu Céu azul da verdade.
Azul,
Azul......,
Mesmo da cor do Céu.
.
Meu Céu anil,
Com perfil,
De Azul.
Anil, azulado,
Escarrapachado
Em todo o lado,
Mesmo no fim do espectro,
Ou próximo da alma.
.
Meu Céu Violeta,
Perfumado do suor dos amantes,
Distante dos restantes.
És tu.
O início de um céu preto sem fim.
.
Meu Céu,
Sem fim,
Do teu amado,
Newton.
Para onde vais?
Félix Rodrigues
Como é o teu Céu?
.
Nota- Este post foi inspirado pelo José António do blog Poesia Viva.
Links muito simpáticos:

117 Comments:

At 17:55, Blogger O Restaurador said...

I Encontro de Blogues em Vila Viçosa

Participe e divulgue! Saiba mais em http://encontrodeblogues.pt.vu/ e no Restaurador da Independência.

Saudações!

 
At 17:57, Blogger a lice said...

Os meus céus têm cores variadas...:))

Mas os mais bonitos que já vi são açorianos!:))

 
At 18:03, Anonymous Alexandra said...

Sete... é simbólico! Das imagens à escrita que mais se pode dizer senão q estamos perante algo de profundo e sentido... ao ver este post, lembrei-me de algo q já não ouvia há muito tempo...

"Sete ondas se noivaram
Ao luar de sete praias"
.....
"Sete estrelas se apagaram
Sete-que-pena chorai-as
Sete segredos contaram
Menina das sete saias"

( Balada das Sete saias, Trovante, letra de Francisco Viana)

Um excelente fim de Domingo!

 
At 18:32, Blogger Maresia said...

Magnífico! Tenho que lhe dar os meus parabéns pelo excelente post e pelas fotografias lindíssimas.

 
At 18:33, Blogger Maresia said...

A natureza tem coisas divinais!

 
At 18:51, Blogger deep said...

Gosto de olhar o céu, tenha ele a cor que tiver: estrelado, azul intenso, avermelhado, rosa... até, por vezes, o céu cinzento-escuro a anunciar tempestade...
Boa semana!

 
At 20:01, Blogger Desambientado said...

A lice.

Acredito. O Céu dos Açores é único, mesmo cinzento. É um Céu que nos marca. Nunca está completamente limpo, há sempre umas núvens que o compõe.

 
At 20:02, Blogger Desambientado said...

Restaurador.

Retribuo as saudações

 
At 20:05, Blogger FSilva said...

O meu céu é muito azul de dia, negro de noite, com muitos corpos celestes a cintilar.

Quando o tempo está bom, tenho esse privilégio.

Muito poético este post

 
At 20:07, Blogger Desambientado said...

Alexandra.

Pretendi que o sete se confundisse entre o simbolismo e o real.
O sete é um número sagrado, que encaixa perfeitamente no Céu. Assim o simbolismo existe, mas neste post ele é essencialmente as sete cores do arco-íris: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta.

Aqui os Céus são as cores que compõe a luz branca do Sol, daí a alusão final a Newton que estudou a decomposição da luz branca.

A Balada das sete saias, encaixa-se também aqui, na mistura de significados.
Por acaso gosto muito dessa canção.

 
At 20:10, Blogger Jardineira aprendiz said...

Infinito, profundo... e inacessível...

 
At 20:10, Blogger Desambientado said...

Maresia.

Obrigado pelo cumprimento simpático.
Eu sou um homem rural, por isso sou apaixonado pela natureza.
Você também é uma apaixonada pela natureza, que eu bem sei.

 
At 20:13, Blogger Desambientado said...

Deep.

Também adoro o Céu em qualquer estado, principalmente com umas pinceladas de núvens brancas.

Boa semana para si também.

 
At 20:15, Blogger Desambientado said...

Fsilva.

Temos o previlégio de viver em zonas onda a poluição atmosférica e a poluição luminosa ainda não nos impede de ver as estrelas.
Teremos sim que esperar que estejam poucas núvens no Céu.

Boa Semana.

 
At 20:16, Blogger Desambientado said...

Amiga Jardineira Aprendiz.


Porquê inacessível?

 
At 20:23, Blogger Era uma vez um Girassol said...

Que post lindíssimo...Quem se lembraria???? As cores do céu, as palavras, inspiram-nos!
Gostei imenso! O nº 7 tem magia...
Bjs

 
At 20:32, Blogger azoriana said...

Gosto sempre de todos os artigos que o Félix publica... mas este estremece com qualquer céu...

Eu prefiro o azul, sempre a minha cor predilecta...

Nascida do azul
Esculpida no azul
Encantada pelo azul

Um olhar
para um céu
que se quer azul
com nuances de vida.

 
At 20:35, Blogger Paulo J. Ribeiro said...

Talvez um céu estrelado com a cortina de cores de uma aurora boreal.

O cintilar das estrelas que transmitem alegria e excitação sobre o negro da incerteza e o mistério do que há-de vir.

A aurora boreal que dá cor ao silêncio da noite e nuances diversas à monotonia do negro.

Eu quero um céu assim, com mistério, excitação e cor...

 
At 20:53, Blogger Isabel José António said...

Caro Félix Desambientado,

Muito obrigado pelo post que está ... mas haverá mais palavras para definir o que se sente? E para quê definir o que se sent?

Dás-me o infino em imagens
Ofereço-te a minha viva poesia
Não! Não se tratam de miragens
Mas apenas duma profunda alegria

Alegria que nos brota da alma
Quando se reconhecem duas energias
Sopradas pela brisa tão calma
Mãe e pai de todas as sintonias

Não consigo respirar com a emoção que as tuas imagens e palavras me provocaram.

Sê simples e "rural" como respondes a alguém, porque estás tão perto de Tudo

Um grande abraço do coração, sejas quem fores. Conheço-te pelas imagens, pela poesia que delas escorrem, pelas palavras e pelo desejo de voar para o infinito e da descoberta. Como vês...são coisas muito simples de realizar e nem, requerem grandes tecnologias.

José António

 
At 21:04, Blogger Cidalia said...

Nunca pensei que pudessemos ter tantos "céus"!
É incrível como de uma coisa tão simples e pura, o Desambientado consegue fazer isso... !
Tava aqui pesquisando umas coisas e passei por aqui e valeu porque neste Domingo, que já tá quase a acabar e sem grandes resultados, diga-se, que eu estou irritadíssima, fez-me sorrir.

Quanto ao céu, eu quero o anil, não por achar ser o mais bonito mas, por aquilo que escreveu, para descrevê-lo.

Bem... vou-me para mais um pouco de pesquisa.

Fique bem, na graça de Deus e dos Céus.

 
At 21:34, Blogger amadis / pintoribeiro said...

Fabulosas!!!
Parabéns Desambientado.
Boa noite. Beijo.

 
At 21:49, Blogger frosado said...

Amigo Félix, o meu céu tem dias,(ou seja, uns dias está cinzento, outros está azul, outros está enevoado) como creio, o de toda a gente, mas gosto deste céu da Maria Betânia:

"Gostoso Demais
Tô com saudade de tu, meu desejo
Tô com saudade do beijo e do mel
Do teu olhar carinhoso
Do teu abraço gostoso
De passear no teu CÉU
É tão difícil ficar sem você
O teu amor é gostoso demais
Teu cheiro me dá prazer
Quando estou com você
Estou nos braços da paz
Pensamento viaja
E vai buscar meu bem-querer
Não posso ser feliz, assim
Tem dó de mim
O que é que eu posso fazer?"

Boa semana para todos vocês trabalhadores!

 
At 21:58, Blogger Nuno Guronsan said...

Eu normalmente sou uma pessoa de céus azuis, limpos, claros até ao horizonte... Mas também tenho os meus devaneios, como aqueles que acabei de publicar. Acho que, mesmo relacionando-se com algo diferente, também pode "colar-se" a esta colecção.

As palavras são belíssimas, como de costume...

 
At 22:06, Blogger Jardineira aprendiz said...

Porque nós somos criaturas ligadas à Terra! Nos vários sentidos. Mas é verdade que algumas pessoas parecem ter asas. E eu invejo-as. Nesta blogosfera encontram-se algumas delas e este é um desses posts. Mas se o Céu é infinito poderá ser acessível a criaturas limitadas? Talvez seja a Terra o nosso lugar, e o Céu apenas para contemplar.

 
At 22:11, Blogger Jardineira aprendiz said...

P.S. Também tenho inveja do vosso céu sem poluição luminosa! Por aqui é muito raro.

 
At 22:20, Blogger TF said...

Também gosto muito de olhar o céu.
Gosto do céu azul dos dias de Primavera ou de Outono ou dos dias frios mas secos do Inverno no Ribatejo. Um azul intenso mas límpido que, nos dias quentes, se torna rosado ou mesmo vermelho ao pôr do sol e também ao amanhecer.
Gosto do céu nocturno limpído e negro mas pejado de estrelas nas noites calmas e serenas. Não sei porquê quando o observo sinto sempre uma espécie de magia e um arrepio pela minha pequenez a tentar perscrutar e projectar-me na imensidão do universo.
Gosto também muito do céu cinzento côr de chumbo, de preferência quando existem nuvens negras misturadas com algumas com côr e aspecto de algodão. Aquele céu que indica aguaceiros e trovoadas e onde de vez em quando o sol dá um ar da sua graça e faz aparecer arco-íris lindíssimos e quase perfeitos. Há algumas semanas pude observar um destes céus e não resisti a fotografá-lo.
Boa semana
Teresa

 
At 22:20, Blogger vidal said...

Desambientado

Tem sempre muitas surpresas à nossa espera. Desta vez não só na Terra, mas também no lindo céu.
Gostaria de ser uma guardiã de arco-íris.
Com um abraço amigo,
Eva

 
At 22:55, Blogger Fátima Silva said...

Uma surpresa de céus.
o céu acizentado é fonte de brincadeira quando se o observa e imaginam-se contornos: "Olha lá está um gigante, adamastor, por sinal, pois é agigantado";
o céu escuro é cobertor de meiguices e introspecção: "tantas estrelas no céu, tanta escuridão, tantos pensamentos em devaneio";
O céu alaranjado fornece-me energia e intensa vontade de voar;
Ó meu céu é misto, múltiplo, inspirador, companheiro, amigo... até meu confessor.
Os céus que cá estão e o texto que dá asas ao autor são expressão da sua intensa ligação e preocupação pela mãe Natureza.
Adorei e deliciei-me com o descortinar destes céus.
É preciso não esquecer de tratar do céu verde.

 
At 23:35, Anonymous Anónimo said...

Ainda procuro o meu Céu! Tenho dúvidas se o encontrarei alguma vez! Se o encontar serão oito! Boa noite! Nicósia a Rapariga das Laranjas

 
At 01:36, Blogger Ruth Iara said...

Secreto e ao mesmo tempo evidente. Sem explicação racional... Assim é meu céu. Nele há amor e paz.

Beijos!

 
At 02:19, Blogger Janelas da Alma said...

Amigo Desambientado,

As fotos são excelentes, assim como mais um tópico muito interessante!...
O anterior deu água pelas barbas, e continuaria decerto!...Adorei a discussáo de café virtual, como tu lhe chamaste!
Aqui, olhando para o céu, observamos todas as Leis Universais e Físicas numa dança contínua!...
A última foto é, com certeza, tirada um pouco mais ao Norte daqui, onde eu estou, e representa o que nós chamamos 'As Luzes do Norte' - Northern Lights.
Um Abraço,

Nuno Osvaldo

 
At 09:27, Blogger Desambientado said...

Era uma vez um Girassol.

Cara amiga. São as cores do Céu vistas como se fossem um arco-íris. Nada de especial. Passamos por elas e não ligamos. Quando as colecionamos a colecção acaba por ser muito interessante.

Obrigado pelo comentário.

 
At 09:30, Blogger Desambientado said...

Azoriana.

Amiga.
Este seu poema é muito bonito. Dá para ver que também é uma pessoa apaixonada pelas nuances dos céus.
O azul e o verde saturam o olhar dos ilhéus. É normal que se apaixonem pelo azul e pelo verde.

 
At 09:32, Blogger Desambientado said...

Paulo Ribeiro.

Um Céu estrelado,
não é preto, é dourado.

Um Céu estrelado é uma via, não lactea, mas para a eternidade. É um céu de mistério sem dúvida.

Também gostaria de um dia vislumbrar uma imponente aurora boreal.

 
At 09:36, Blogger Desambientado said...

Amigo José António.

Mais uma vez obrigado pelos simpáticos e calorosos versos, sempre acompanhados de incentivadoras palavras.

Não nos conhecemos fisicamente, se calhar até já nos cruzamos,mas trocamos valores que são muito mais importantes do que uma troca de olhares vagos.

 
At 09:40, Blogger Desambientado said...

Cidália.

Espero que tenhas tido um bom recomeço de semana e que o mau humor, tenha sido mesmo só coisa de um simples Domingo.

Há tantos céu quanto os olhos que o Vêem. Podemos ter Céu azul-alaranjados, verde-azulados e todas as combinações possíveis. Um Céu pode ser só cor, mas também pode ser paixão.


Obrigado pelo simpático elogio.

 
At 09:41, Blogger Desambientado said...

Beatriz.

Obrigado pela visita e simpático comentário.
Apareça sempre que lhe apetecer.
O seu blog promete.

 
At 09:44, Blogger Desambientado said...

Frosado.

Por vezes pensamos que há pessoas que nunca tem Céus cinzentos. Eu pensaria que a Fátima seria uma delas.
Por outro lado, ponho-me a pensar que, ser humano, é exactamente isto, ter vários tipos de céus para poder valorizar alguns deles. O da Maria Betânia é fabuloso, também gosto.

Boa Semana.

 
At 09:46, Blogger Desambientado said...

Amigo Nuno.

O Céu que apresentas é fabuloso.
Apesar de a vida ser cinzenta, há momentos incríveis de explosão de cor e de coimcidências. Não é assim?

 
At 09:50, Blogger Desambientado said...

Jardineira Aprendiz.

O Sol quando nasce é para todos e o Céu a aspiração de qualquer um.
Qualquer pessoa pode voar,por vezes pode necessitar de um pouco de treino, mas nunca deverá ter medo de cair.

Quanto ao elogio do post, não é mesmo nada de especial, e eu, só tão voador como outra pessoa qualquer.

 
At 09:53, Blogger Desambientado said...

Teresa.

É a nossa vocação, o que nos faz olhar o Céu.

Ver nas estrelas a Lei da Atracção Universal. A primeira e segunda lei da termodinânica.
Ver nas nuvens as soluções homgéneas e as partículas higroscópicas.
Ver no céu azul a difracção da luz.

A ciência também poderá ser poesia, ou então , uma forma diferente de escrever poesia.

Boa semana.

 
At 09:54, Blogger Desambientado said...

Vidal.

Tu és guardiã de arco-íris.
Olha para as tuas crianças.

 
At 09:57, Blogger Desambientado said...

Fátima Silva.

É interessante esse aspecto de ver o Céu como confessor da espécie humana, ou de um simples ser humano. Deixar as palavras voarem até a um estrela, que certamente um dia explodirá de tanta comoção, ou então implodirá de tanto sofrimento.

Lindo esse teu céu.

 
At 09:59, Blogger Desambientado said...

Rapariga das Laranjas.

Os céus, são, como dizia anteriormente à Cidália, uma infinidade, porque combinam as cores que decompoem a luz do astro Rei.
O seu céu será certamente único, tão único, como é cada um de nós.

Boa Semana

 
At 10:00, Blogger Desambientado said...

Ruth.


É mais um céu único e certamente avassalador que anda por aí.
Todos os céus de paz são excelentes céus.

Um beijinho.

 
At 10:02, Blogger Desambientado said...

Nuno Osvaldo.

São de novo as leis da Física em acção.

Há gente sortuda que consegue ver a dança da luz, com toda a magia e toda a Física no "Northern Lights".

Um abraço.

 
At 10:40, Blogger sa.ra said...

:)
Que post fantástico!
o meu céu... é também assim... tem sete portas/degraus... tem sete cores, as do espectrum... as dos shakhas... tem sete notas, as da música ... tem sete dias, as de cada fase da lua...
daqui até ao sétimo ceu, são sete graus... vigens, caminhos, passos, etapas, aventuras pelos setes planetas do sistema solar interior... uma sinfonia com todas as notas, um quadro de todas as cores, um caminho por todos os corpos!
beijos e um dia feliz!
(deixei-te um pergunta/desafio no post da "água"...)

 
At 11:17, Blogger TF said...

Podes crer Félix, gostar de ciência é um privilégio, uma benção e olhá-la como poesia é magnífico!!
É este olhar que, sempre que posso, tento passar aos meus alunos!!...
Teresa

 
At 12:29, Blogger MDeus said...

Experimente um dia ver o céu nas Sete Cidades numa noite sem nuvens e de lua nova, não tem explicação, é o meu céu preferido...as estrelas são tantas que o céu fica prateado.
Uma boa semana para si e parabéns por estes céus fantásticos.

 
At 13:22, Blogger azoriana said...

Não é sobre o céu mas sobre uma dúvida no nome da árvore do araça: eu conhecia pelo nome de araçaleiro. Fui aos dicionários e encontrei araçazeiro. Procurei na net e encontrei as duas versões. Pode ajudar-me a esclarecer esta dúvida pois o meu artigo sobre o assunto está a levantar mais dúvidas ainda. Acho que fui "mexer" num terreno complicado.

 
At 13:40, Blogger Jorge Moreira said...

Que belas imagens... mais uma vez.

Céus de cores que os nossos olhos conseguem captar.
Do espectro violeta ao Vermelho.
O verdadeiro céu está para lá dessas cores visíveis.
Está numa dimensão onde só as cores do Amor, da Beleza, da Sabedoria e da Bondade imperam.
Estas são realmente as Cores do Céu!
As outras cores podem nos inspirar a colorir ou não as verdadeiras cores.
Grande Abraço,

 
At 14:38, Blogger maat said...

o meu céu é um prisma que vai reflectindo todas as cores...
mas, Céu, céu a valer, é o da alma.

beijinhos,


***maat

 
At 14:47, Blogger Janelas da Alma said...

Amigo Félix (Desambientado),

Este teu novo tópico inspirou-me para o meu novo 'Janelas do Céu...', que está lá nas minhas Janelas, com o devido crédito para o teu excelente trabalho. A última foto é de uma Teepee (Tenda Índia) Cree em contraste com as Luzes que Dançam no Céu, em James Bay.
Abraços, e obrigado pela inspiração!

Nuno Osvaldo

 
At 15:15, Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Bom Dia!!!
Cá estou eu numa breve passagem e não tenho tempo para falar com9o gostaria, mas...

Amo céu...
Já vi muitos e são sempre como grandiosos espetáculos, mas uma das coisas mais lindas que vi até hoje, foi o céu do ártico!!! Adoro o céu da região sul, rumando para a pPatagônia, mas ver a dança das cores apresentadas pela aurora boreal... Isso não tem como exemplificar em palavras... Sou excessiva e todos sabem disso, mas como não ser diante de tamanha beleza??? Há coisas marcante e que não servem como parâmetro e o céu do ártico no inverno, é uma delas e a outra, que me emocionou demais, também, foi o ruído do degelo de um grande iceberger, no Alaska... Há coisas que somente vivendo e sabendo aprecisar o que nos é dado assim, de presente...
Mas a resposta te darei mais tarde...
Beijinhos e parabéns pelo post!!!
ò,ó

 
At 16:30, Anonymous Ofeliazinha said...

Nunca tinha pensado no céu com tanta cor. Realmente por vezes parece que o céu te todas as cores do nosso imaginário. Penso que o meu céu é da cor do meu estado de espírito. Julgo que hoje amanheceu azul claro, muito alegre e bem disposto.
Abraço.

 
At 17:49, Blogger Cidalia said...

O meu humor vai melhorar, TEM que melhorar!

Obrigada pela atenção.

Cidália.

 
At 19:36, Blogger Desambientado said...

Sa.ra.

O teu comentário torna o número sete, mágico, o tal sete simbólico que a Alexandra comentava.

 
At 19:38, Blogger Desambientado said...

Teresa.

Pena é que os alunos, hoje em dia, estejam cada vez mais afastados da poesia e mais afastados da ciência.
Temos alguma dificuldade em educar convenientemente a geração actual. Não sentes isso?

 
At 19:40, Blogger Desambientado said...

MDeus.

Nunca tive o previlégio de ver o Céu das Sete Cidades, mas já tive o previlégio de ver o Céu aberto, desde o cimo da Montanha do Pico (durante uma longa e fria noite).
Nessa noite, achei que estava no topo do Mundo.

 
At 19:40, Blogger Desambientado said...

Azoriana.

Já lhe respondi no seu blog.

 
At 19:44, Blogger Desambientado said...

Jorge Moreira.

São as cores com que produzes as tuas belas imagens, mas diferentes daquelas com que sonhamos (dizem que o fazemos a preto e branco) cada foto que fazes , parece resultar de um sonho teu, e só teu. Parece que faz parte do teu sétimo céu.

 
At 19:46, Blogger Desambientado said...

Maat.

Do teu prisma saiem sempre coisas bonitas, sejam elas sobre a luz ou sobre a alma, mas também sinto, que é a alma que resplandece no teu prisma.

 
At 19:47, Blogger Desambientado said...

Nuno Osvaldo.

O teu post está fabuloso e a tua foto da tenda ìndia, é um autentico Céu.

 
At 19:48, Blogger Desambientado said...

Cristina Oliveira.

Ainda bem que és obcessiva, porque assim tornaste contagiante e contagias-nos a todos com coisas boas.

Sem sombra de dúvida que és uma apaixonada por tudo.

Beijinhos.

 
At 19:50, Blogger Desambientado said...

Ofeliazinha.

Sem dúvida que o nosso Céu é da cor do nosso estado de Espírito. E será tão bonito como um bom estado de espírito.
Há dias que parece que a felecidade desce dos céus.

 
At 19:51, Blogger Desambientado said...

Cidália.

Deixa-te levar somente pelos bons pensamentos.

Boa semana.

 
At 20:18, Blogger Ana Pinheiro said...

Félix,
Decididamente estás rodeado de belíssimas fontes inspiradoras. este post, mais uma vez, também pela sua simplicidade está pura e simplesmente delicioso.
Quanto ao meu céu...Ai...Há dias em que o meu céu está tão perto de mim que quase consigo tocá-lo...Outras vezes...através do ceú vejo as estrelas...Olho para o ceu, e vejo a minha infânica...Nas longas viagens que faziamos em que nas nuvens procurávamos formas, obejectos, vida...O meu céu é como o meu mundo Félix, é multicolor...Todas as cores estão presentes nele...A diferença de o meu céu de hoje para o meu céu de ontem, é que hoje, eu valorizo as cores mais "obscuras", pois são essas que me estão a mostrar o caminho para as outras cores.
Deixo-te um beijinho até ao céu :)

 
At 20:21, Blogger Ana Pinheiro said...

Desculpem-me os erros...não são de português, acreditem, mas sim de dactilografia...o mais grave foi obejecto, quando queria escrever objecto :)
Obrigada.

 
At 20:42, Blogger Maria Costa said...

o meu Céu é uma Beleza Indizível...

beijinhos

 
At 21:01, Blogger Maria Costa said...

deixei algo para si lá no "a direcção do voo".

boa semana.

 
At 21:10, Blogger Cruzeiro said...

O meu céu é normalmente colorido, mesmo quando há nevoeiro, ou nuvens, há sempre um raio de sol que lhe dá um toque de cor...
Boa semana

 
At 21:17, Anonymous ilhas said...

No meu céu passo a vida a sonhar
adoro o azul,do céu e do mar
as duas fusões são mágicas.
abraços

 
At 21:52, Blogger Ana Isabel Godinho said...

Falta o céu branco, forrado de nuvens que anuncia chuva e o céu cinzento claro ou escuro conforme a intensidade da tempestade!
Normalmente o meu céu é azul claro ...com algumas nuvens...mas últimamente tem andado bastante carregado de um cinzento chumbo bastante escuro...prenuncio de algo...que está p'ra acontecer........este é o céu que eu sinto!....

Ana Isabel

 
At 08:21, Blogger Micas said...

O meu céu tem as cores que eu lhe der...

Eu sou uma das pessoas que me perco a olhar para o céu, mesmo quando está carregado e cinzento, saber olhar o céu é quase poesia.
As fotografias estão optimas.
Beijos

 
At 09:57, Blogger Desambientado said...

Ana Pinheiro.

Do teu comentário depreendo que cresceste a olhar o Céu: a aprender com ele a orientar-lhe por ele a investigar com ele.
O Cèu pode ser isso.....um amante eterno.

 
At 09:59, Blogger Desambientado said...

Ana Pinheiro.

Só agora reparei que havia mais um comentário a pedir desculpa pelos erros. Deixa-te disso. Se andasse a corrigir todas as palavras que sei como se escrevem, mas que saem mal, nunca mais acabava de responder aos meus queridos comentadores.
Aqui é tudo informal. Hoje tu, amanhã eu, ou mesmo neste comentário.

 
At 10:02, Blogger Desambientado said...

Maria do Céu.

Quando diz indizível, di-lo de modo a que sai infinitamente belo.
Como a língua portuguesa é bela e dada à criação de belos conceitos.


Fiquei muito sensibilizado com a prenda do seu blog A Direcção do Voo. Muito obrigado, mas não mereço tanta consideração assim.

Um beijinho.

 
At 10:04, Blogger Desambientado said...

Amiga Cruzeiro.

O raio de luz pode não existir. Se calhar és a única que o vê.
Por mais iluminado que esteja o céu, há pessoas que o vêem sempre negro, como se o negro, também não tivesse a sua beleza.

Boa semana.

 
At 10:06, Blogger Desambientado said...

Luis (Ilhas).

Os céus podem transportar-nos perfeitamente ao mundo da magia. podemos ser sugados ou podemos a partir dele ser despejados numa terra mágica. Muitos contos da nossa infância funcionaram assim. Culturalmente o cèu pode ser mágico, Humanamente, o céu é mágico sempre que o homem quiser.

 
At 10:12, Blogger Desambientado said...

Ana Isabel.

Faltam aqui milhentos céus, quiçá, milhões ou biliões de céus, daí a pergunta deste post: Como é o teu Céu?
Optei por apenas colocar sete céus, apesar das oitos fotos. Cada um corresponde a uma cor fundamental da luz branca. A última imagem pretende ter as sete cores juntas. As combinações entre essas cores, darão milhares de cores, com milhares de interpretações pessoais que vão desde o cèu cinzento chumbo, ao cèu branco fofo.

O Céu, do meu ponto de vista está sempre associado a um estado de espírito.
Hoje com este nevoeiro que paira sobre a ilha, que se apega à roupa a lhe dá um aspecto molhado, é para mim, um céu mesterioso, como se a qualquer momento surgisse do nevoeiro o tal D. Sebastião. Este céu assim, para mim, é poético.

Acredito que este Céu possa ser para outros, um céu para esquecer.

 
At 10:14, Blogger Desambientado said...

Micas.


Saber olhar para o Céu, ou para a sua volta, corresponde a valorizar o que nos rodeia.
Muito dos problemas deste mundo, surgem porque as pessoas não conseguem deixar de olhar para o seu umbigo.
Saber olhar para o Céu, ajuda-nos a ganhar liberdade.

 
At 11:09, Blogger Maria Graça da Silveira said...

Sete céus, sete luas, sete saias (rodadas).

 
At 11:47, Anonymous batista filho said...

Que sítio belo! Parabéns ao seu idealizador. Deixo o meu abraço fraterno.

 
At 13:43, Blogger sa.ra said...

o 7 é um número mágico... mesmo!
ehehehhe!

beijos!
dia muito feliz!

 
At 15:48, Blogger Caiê said...

O meu céu depende do lugar onde estou (logo, varia imenso...). De resto, o meu céu são os olhos de quem gosto.

 
At 17:36, Blogger Ambientalista said...

O meu céu é vermelho de paixão, verde de esperança, azul de emoção, branco como a paz!
O meu céu é meu e de quem eu quiser,
o meu céu é de quem o merecer!
O meu céu é o meu topo, o meu limite...
O meu céu é a minha luta, o meu trabalho, o meu saber!
É a minha vida, o meu sonho, o meu nascer...
É este céu a parte do tudo que tenho para oferecer!
Um bom dia para todos**

 
At 18:31, Blogger Fátima Silva said...

Vejo que existem centenas de dizeres para caracterizar o céu. Hoje ele está cinzento!

 
At 19:33, Blogger Jardineira aprendiz said...

É engraçado ver o simbolismo diferente que o céu pode ter para as pessoas! Tens razão, o sol quando nasce é para todos. Mas nem todos temos a mesma capacidade para olhar, apreciar e viver as coisas. E isso faz parte da diferença entre os seres humanos, por isso é bom podermos olhar o mundo pelos olhos dos outros. Sempre nos faz crescer e alargar um bocadinho os nossos horizontes. Esta blogosfera é uma das vantagens que este mundo moderno, no qual às vezes batemos, nos dá.

Quanto ao meu céu inacessível, bem, esse ia dar pano para mangas para conseguir explicá-lo!

 
At 20:36, Anonymous José diogo said...

Belo poste D.Félix.
O meu céu preferido é o céu azul-azul, sem nuvens, só com sol e com a cor azul claro. Acho que se a minha mãe vir isto vai-se animar-la.

José Diogo

 
At 21:21, Blogger Cruzeiro said...

É bem possivel que algumas vezes eu seja a unica a vê-lo...:)
Concordo que até o negro tem a sua beleza, depende é de quem o vê, e da forma como o vê.
Aliás, todas as cores têm a sua beleza, depende sempre da forma como as vimos, e onde as vimos.
Beijo

 
At 21:45, Blogger Zoe de Camaris said...

Caramba, nunca vi um blog com tantos comentários ...parabéns, Desambientado - que de desambientado mesmo, não parece ter nada.

Grata pela visita ao Palavra de Pantera. Se quiser conhecer meus poemas, estão neste link: http://www.germinaliteratura.com.br/zcamaris.htm

abraços,

 
At 22:05, Blogger aprendiz de viajante said...

Meu céu não tem a cor da alma...

Gostei muito deste post! Profundo...

Obrigada pelas palavras simpáticas que deixaste no meu blog, só agora pude retribuir.

Um abraço

 
At 01:39, Anonymous batista filho said...

Dorme a criança
Relembrando
Mil brincadeiras
Fantásticas durante o dia.
Solta-se cansada na sua caminha
Lá pela meia-noite.
Silencia o riso na boca... acende o riso da alma.

(Sete céus?!
Se um já é bom...)

Parabéns pelo blog.
Um abraço fraterno.

 
At 09:26, Blogger Nilson Barcelli said...

Depois de ver tantos céus até fiquei baralhado...
Excelente deambulação pelos céus das cores, ou das cores dos céus.
Mas, basicamente, o meu céu vai mudando de cor conforme a minha disposição. Às vezes chega a ser negro...
Abraço.

 
At 11:12, Blogger Desambientado said...

Maria da Graça.

Setenta vezes sete, é o número de vezes que te tenho que perdoar? Olha que esses setes todos podem ser muito.

 
At 11:15, Blogger Desambientado said...

Batista Filho.

Muito obrigado pela sua visita e pelo belíssimo poema. Será um prazer tê-lo aqui a discutir tudo connosco. Não digo comigo, porque este blog já se tornou colectivo.

Obrigado pelos simpáticos elogios implícitos no seus comentários.

Cumprimentos:

Félix

 
At 11:16, Blogger Desambientado said...

Sa.ra

Obrigado. Um resto de uma boa semana. por aqui anda tudo muito enevoado, o céu, quiz descer à terra.

 
At 11:26, Blogger Desambientado said...

Caiê.

E certamente os olhos de quem tu gostas dependerão muito dos teus, tal qual como o céu!?

 
At 11:28, Blogger Desambientado said...

Ambientalista.

O teu Céu está cheio de paixão, de energia, de emoção.

Há céus bonitos assim, como o teu poema.

 
At 11:29, Blogger Desambientado said...

Fátima Silva.

Hoje continua cinzento, porque, como dizia anteriormente, quiz descer à terra.

 
At 11:31, Blogger Desambientado said...

Jardineira Aprendiz.

O Céu, tal como o defines resulta de um olhar biodiverso. Depende de cada um, de cada ser biológico, de cada reacção química singular. ....isto sendo demasiado materialista.

 
At 11:34, Blogger Desambientado said...

José Diogo.

Há dia que o céu nos anima, mas há outros que se olharmos bem vamos encontrar lá as razões para animar as mães que possam estar mais macambúzias.

Chama a tua mãe à Janela e mostra-lhe a coisa mais bonita que consegues ver no Céu. verás que ela se vai animar um pouco.

 
At 11:35, Blogger Desambientado said...

Cruzeiro


É sempre, a diversidade do olhar que enriquece um Céu, ou uma paisagem.

 
At 11:36, Blogger Desambientado said...

Zoe de Camaris.

Agradeço a retribuição da visita, bem como o respectivo comentário. Passarei certamente pelo seu blog.

 
At 11:38, Blogger Desambientado said...

Wicca.

Não te sintas obrigada a retribuir seja o que for, pelo menos naquilo a que me diz respeito.
Foram sinceras essas palavras.

 
At 11:39, Blogger Desambientado said...

Nilson.

Apesar de tentar ser optimista todos os dias, também , uma vez ou outra, tenhos céus muito carregados.... Creio que isto se passa um pouco com toda a gente.

 
At 17:45, Blogger HatA/mãe said...

Puxa Sr José Antonio,
que post, mais vivo e cheio de energia.
Adorei. Uma autentica galeria de vida e cor.
Obrigada

 
At 21:05, Anonymous afonso said...

Verdadeiramente magnífico! Imagens deslumbrantes para um texto fantástico.
É a 1ª vez que aqui passo mas, tenho a certeza, que não vai tardar, muito, em voltar.Parabéns!!!

 
At 22:11, Blogger Zig said...

Peço desculpa, este meu comentário não tem nada a ver com este post, que é muito bonito como sempre.
Já deves ter ouvido falar daquela desgraça que se abateu sobre a ilha Graciosa, onde os polícias têm ordem para abater os cães abandonados a tiro. Como faço parte de uma associação que dá abrigo a cães abandonados, este facto revolta-me bastante. Qual é a tua opinião, já que este blog é dos Açores, e tu saberás certamente mais sobre este assunto.

 
At 09:29, Blogger Desambientado said...

Amiga Noite Estrelada.

O post é dedicado ao José António, eu sou Félix Rodrigues.
Trata-se de uma correcção sem qualquer tipo de constrangimento, até porque é elogioso confundir-me com o José António.
Obrigado pelo seu efusivo comentário.

Beijinhos.

Félix

 
At 09:35, Blogger Desambientado said...

Afonso.

Sê bem vindo a este espaço. Muito obrigado pelas tuas simpáticas palavras e apreciação.
Este espaço também pode ser teu.

 
At 09:55, Blogger Desambientado said...

Zig

Para responder à tua questão, vou tentar contextualizar um pouco a situação, para que se entenda o que direi a seguir.
-A Graciosa é uma ilha pequena com cerca de 5000 pessoas e apenas uma Câmara Municipal.
-Tem escassez de meios técnicos e humanos.
-Não tem muitas vezes o apoio, moral, e económico para as suas acções e problemas.
-Tem apenas três ou quatro polícias.

Nos últimos tempos os cães vadios da ilha tem atacado ovinos, caprinos e bovinos, deixando-os estraçalhados nos campos.
Há rumores de que alguns desses cães vadios se tem mostrado agressivos para as pessoas.

A Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, tem um canil, mas não tem nem funcionários para cuidar dos cães, nem tão pouco tem um veterinário que garanta as condições mínimas de bem estar animal dos animais que sejam capturados.

Pelo que sei, resultado de consulta a jornalistas daqui da Região, a Câmara Municipal decretou que os cães fossem abatidos a tiro se, e só se, constituissem ameaça física para as pessoas e animais. Para mim, ambientalista convicto, essa medida faz todo o sentido, trata-se de defesa da própria vida, trata-se de legítima defesa. No entanto, não acho que a situação deva ficar descontrolada, e a avaliação de que um animal abandonado constitui uma ameaça ou não, ficar votada ao libvre arbítrio. Há necesidade urgente de encontrar uma solução urgente para os cães da Graciosa, quanto mais não seja, enviá-los para os canis municipais dos Concelhos das ilhas maiores.
A medida de matar um cão vadio que ameace uma pessoa, é válida em qualquer lado, só que a ideia que parece surgir dessa decisão é que se tratará de um Far West, onde os cães serão os foragidos.
Aqui nos Açores, por aquilo que me é dado saber pelos amigos jornalistas, é que se tenta equacionar uma solução eticamente aceitavel, porque a proposta, tenho que admitir, é recanbolesca...

 
At 12:40, Blogger Maria Graça da Silveira said...

Felix,
Será que tenho assim tantos pecados.....

 
At 13:00, Blogger Desambientado said...

Minha Santa Graça.


Claro que não. Foi um trocadilho com o sete.

 
At 13:42, Anonymous Anónimo said...

Good design!
[url=http://laedsqxu.com/cypl/xxbr.html]My homepage[/url] | [url=http://okufxvbo.com/rxyu/sjij.html]Cool site[/url]

 
At 13:42, Anonymous Anónimo said...

Nice site!
My homepage | Please visit

 
At 13:43, Anonymous Anónimo said...

Good design!
http://laedsqxu.com/cypl/xxbr.html | http://kzglbnil.com/ywdz/xlvx.html

 

Enviar um comentário

<< Home