Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Anterior Lista Aleatório Junte-se a nós! Próximo

2006-01-05

Na Cama da Ossono, mais conhecida pela Camada de Ozono.




Com três letrinhas apenas
Se escreve a fórmula do ozono
É das moléculas pequenas
A que mais precisa patrono.

O3

O de Obstáculo à má luz.
O de Origem da vida
O de Ofício que reproduz,
A saúde cada vez mais perdida.

O três ou três O’s,
Não são três O’s apenas,
São O’s agarrados por Nós,
Porque os da química não tem dilemas.
Félix Rodrigues


Façamos um poema cumunitário, em que cada um acrescenta um verso:

Para salvar o Planeta

Há que alterar atitudes (Félix),

Não nos basta a caneta,(José Aurélio)

Pr' apregoar mil virtudes (Luzia Rodrigues)

É preciso também união,

E cuidado com tudo o que vive!

Que não nos falhe a comunicação! (Ruth Iara)

Tão pouco desejar um cometa,

Na esfera do talvez,

No domínio da ilusão.

Basta voltar à razão,

Com mistura de emoção,

Ser tudo e nada ser,

Ter vontade de mudar,

Pensar relações diferentes,

Num desafio sem precedentes (Eva Vidal)

É preciso salvar o planeta,

Talvez ser sua muleta.

Há que ser bons curandeiros,

Evitar fins derradeiros. (fsilva)


E voltar a sorrir

Com verdadeira alegria

Olhando para nós mesmos

E sentir harmonia. (Hugo)

Humanidade em extinção?! Não.

De mente bem desperta e consciente,

De coração transbordante de paixão,

Fazendo novas pontes até à perfeição! (Cristina Mendonça)

Este poema feito de outros tantos (Bitta)

Cruza mares e Oceanos,

Junta seres humanos.

Na procura de um destino de eleição.(Félix).

O destino está traçado,dizem alguns fatalistas,

nada há mais a fazer!

o ambiente está marcado,

degradado,

desgastado!

Vamos todos dar as mãos:

pensantes,

não pensantes,

minusculos e gigantes,

Doutores,

lavradores,

investigadores,

professores,

todos juntos mão na mão,

prosseguindo com esperança,

sentindo com o coração,

que nada está perdido...

apelando à razão,

para lutar e acreditar,

que melhorar o ambiente:

é urgente,

...é vital! (Ana Isabel)

...mas para isso não é preciso ter uma ideia genial...

que influencie com encanto toda e qualquer mente.

Basta ser diferente.

....e dar valor intrínseco ao nosso ambiente. (Fátima Silva)


Se da camada de Ozono

Ninguém quiser cuidar

Ai quando o Sol incidir!!!

De certeza que se vai queimar.

Se tirarmos um O ao O3

Cada um de nós será responsável

Por uma grande alteração da química

E aguarde, um por um, a sua vez....(Soslayo)

O problema é o buraco que não pára de aumentar

Vamos lá mas é saber como o podemos tapar. (Teresa Faria)

É urgente, é necessário,

Qualquer coisa fazer,

Braços cruzados é que não,

Para o ambiente não sofrer.

Todos juntos de mãos dadas,

Uma solução vamos encontrar,

Este poema é um começo,

Para o AMBIENTE arrebitar! (Rute Umbelina)

Ó Ozono Ó Ozono

Ó Ozono protector

Vai colocar o teu manto

Em cima do meu Amor (frosado)

Quem não quer rimar,

Também pode comentar

Links interessantes:

Portugal não protege a camada de ozono.

Que fazer com a esferovite? (Opinião)

52 Comments:

At 23:04, Blogger José Aurélio Almeida said...

Aproveitando a sugestão, aqui fica uma
proposta de continuidade:

Para salvar o Planeta
Há que alterar atitudes
Não nos basta a caneta
...

 
At 23:24, Blogger Ruth Iara said...

Oi, amigo! Perdôe os meu versos de pé quebrado, mas é sincero. Vai:

É preciso também um
bocado de união
Cuidado com tudo o que vive!
Que não nos falhe muito a comunicação!


Ouvi dizer que rimas com "ão" não são das melhores, mas foi o que veio no repente.

Bons versos, pessoal!

 
At 23:49, Blogger Luzia Cordeiro Rodrigues * luzia.blog@gmail.com* said...

Temos poeta!!!

Sugestão:
Para salvar o planeta
Há que alterar atitudes
Não nos basta a caneta
a apregoar mil virtudes

 
At 01:55, Blogger vidal said...

(uma tentativa ...)
Para salvar o planeta
Há que alterar atitudes
Não nos basta a caneta
a apregoar mil virtudes
Nem desejar um cometa
Na esfera do talvez
No domínio da ilusão
Basta voltar à razão
Com mistura de emoção
Ser tudo e não ser nada
Ter vontade de que mudes
Pensar relações diferentes
Aceitar um desafio sem precedentes

(foi o contributo possível, mas com
imenso prazer)

 
At 11:53, Blogger Desambientado said...

José Aurélio, excelente verso.
Luzia, óptima conclusão da quadra.

Ruth, muito boa estrofe.

Eva, isso é um poema inteirinho...e digno do teu próprio blog.

 
At 13:17, Blogger FSilva said...

É preciso salvar o planeta,
Porque 'le já anda de muleta.
Temos que ser uns bons curandeiros,
Antes dos minutos derradeiros.

(Tentei... contribuir para o poema, não está muito bem)

 
At 13:26, Blogger Desambientado said...

Fsilva.

Está óptimo.

 
At 13:27, Blogger Desambientado said...

Para todos os que aqui participam.

Se não vou agradar algumas pequenas alterações que faço, por favor digam-no para manter tal e qual estão a propor.

 
At 14:41, Anonymous hugo said...

E voltar a sorrir
com verdadeira alegria
olhando para nós mesmos
e sentir harmonia.

 
At 14:52, Blogger Desambientado said...

Hugo.

Optimo.

 
At 17:28, Blogger aurora said...

Obrigada pela visita. Voltarei para conhecer este blog com mais tempo.
Para já as coincidências:
Açores?

Cá em casa e por junto temos 12 anos de vida nos Açores...

 
At 17:42, Blogger Desambientado said...

Bem vinda Aurora.

Dispõe, sempre que queiras, deste espaço.

 
At 18:22, Blogger Ruth Iara said...

Olá, querido e novo amigo Felix!

Felizmente seu blog está aqui, inteirinho e não o perdeste como havias pensado. Uff! Mas, que alívio. Assim tens casa para que o visite.

Viva nosso poema tão unissono e tão belo!

 
At 18:55, Blogger Cristina Mendonça said...

Humanidade em extinção...
De mente bem desperta e consciente
De coração transbordante de paixão
Faremos novas pontes até à perfeição!

 
At 19:09, Blogger Bitta said...

Está espectacular este poema feito de tantos outros???

Por acaso, hoje, antes ver este poema colectivo, também usei as palavras de dois viajantes deste mundo da blogosfera, já que as suas palavras me tinham feito pensar acerca da vida e do destino que se debruça a meus pés.
Pena não saber fazer esses links tão interessantes... se tiveres tempo e paciência, envia-me umas instruções para a minha caixa de correio... ainda sou muito inexperiente nesta coisa de códigos e não sei que mais...
BOM fim-de-semana!!!

 
At 20:11, Blogger Desambientado said...

Olá Ruth.

Não sei o que se passou com ele, que ficou incontactavel, de qualquer lado durante 12 horas.
Seria difícil recomeçar tudo de novo, com links que desapareciam.
Felizmente o poema anda a bom ritmo e está fabuloso....

Um beijo.

 
At 20:12, Blogger Desambientado said...

Cristina.

Gostei. Alterei pouco. Vê se concordas?

 
At 20:13, Blogger Desambientado said...

Bitta.

Também acho que está espectacular.

Quanto aos links, é muito facil, logo te explicarei.

 
At 20:53, Blogger Águas da Vida said...

parabens pelo seu blog adorei voltarei mais vezes e obrigada pela sua gentil visita.

 
At 21:07, Blogger Ana Isabel Godinho said...

O destino está traçado,
dizem alguns fatalistas,
nada há mais a fazer!
o ambiente está marcado,
degradado, desgastado!
Vamos todos dar as mãos,
pensantes, não pensantes,
minusculos e gigantes,
Doutores, lavradores,
investigadores, professores,
todos juntos mão na mão,
prosseguindo com esperança, sentindo com o coração,
que nada está perdido...
apelando à razão,
para lutar e acreditar,
que melhorar o ambiente,
é urgente...é vital!

Uma pequena contribuição para o poema global, pode alterar à vontade o que quiser.

Ana Isabel

 
At 21:21, Blogger Bitta said...

Obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

Já está a funcionar... e eu compliquei tanto!
Que mania de complicar as coisas simples!

Já agora te digo que quando escrevi aquela frase não era pensando em dar continuidade... não tinha lido os outros comentários e não me apercebi que estavam cheios de sugestões!!! Eu venho para aqui sempre a correr...
Mesmo assim fizeste um bom enquadramento!

Parabéns pela originalidade e pela genealidade revelada para montar este puzze lindíssimo!!!

 
At 21:24, Blogger Crescendo said...

Nice pics for your poems.
Happy New Year !

 
At 21:28, Blogger Desambientado said...

Ana Isabel.

Lindo....

Parabéns.

 
At 21:29, Blogger Desambientado said...

Obrigado Agua da Vida.

Volte sempre. Será certamente muti to bem recebida.

 
At 21:31, Blogger Desambientado said...

Bitta.

Obrigado. Tornaste-te uma participante assídua.

 
At 21:40, Blogger Fátima Silva said...

Continuação da poesia da Ana Isabel

...mas para isso é preciso ter uma ideia genial...
que influencie com encanto toda e qualquer mente, a ser diferente e dê valor intrínseco ao nosso ambiente.

Está muito giro o poema colectivo. Este foi a minha tentativa de acrescentar qualquer coisa.

 
At 21:40, Blogger Desambientado said...

Crescendo

Je remercie la suggestion des images de votre plusieurs blogs, pour ilustrer les poèmes. Ces images sont spectaculaires. Merci, plus une fois, par la suggestion.

 
At 21:48, Blogger Desambientado said...

Fátima.

É excelente a sugestão.

 
At 22:03, Blogger Fátima Silva said...

Ficou muito melhor assim.

 
At 22:08, Blogger Desambientado said...

Fátima.
Concordas com a negação?

 
At 22:25, Blogger Fátima Silva said...

Concordo perfeitamente. perde o sentido inicial, mas ganha em significado.

 
At 22:30, Blogger Desambientado said...

Fátima.

É isso, perde um pouco o sentido inicial, mal afirma-se no contexto.

Eu acho que esse poema colectivo está a ficar fabuloso.
Diga-se de passagem, que eu hoje sou o pai da noiva, por isso tenho direito em elogiá-la.

 
At 08:10, Anonymous soslayo said...

Se na camada de Ozono
Ninguém quiser cuidar
Ai quando o Sol nos incidir
De certeza que nos vai queimar.

Se tirarmos um O ao O3
Cada um de nós será responsável
Pela alteração da química
E aguarde um por um pela sua vez.

Um abraço Félix. Olha, meu irmão Ilhéu, foi o que saíu.

 
At 08:57, Blogger Desambientado said...

Soslayo.

Está óptimo.
Obrigado pela sugestão.

Um abraço.

 
At 09:05, Blogger frosado said...

Ó Ozono Ó Ozono
Ó Ozono protector
Vai colocar o teu manto
Em cima do meu Amor


eh! eh! eh!
acho esta experiência muito gira, parabéns!

 
At 09:22, Anonymous Zeak said...

Será que a Ossono, tem homem?
Se tiver como será o seu nome?
O que eu sei é mereces estar no Plagiadíssimo.
Passa por lá, passa e repassa.

 
At 18:21, Blogger Cristina Mendonça said...

Claro que concordo!
Está fabulosa esta criação!

 
At 20:35, Blogger Ana Isabel Godinho said...

Dr. Félix:
É definitivamente um criativo! e dos criativos que tocam (e bem) as áreas todas. Isto não é "graxa"...é espanto...as coisas de que se lembra!!! O poema está a ficar espectacular...pode começar a pensar o que fazer com ele!

Ana Isabel

 
At 08:13, Blogger Bitta said...

Dei aqui um saltinho para ver como estava o poema...

Está lindooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!

 
At 08:21, Blogger Desambientado said...

Caros participantes.

Estive um dia ausente e não consegui dar continuidade imediata ao poema, tal como ele merece.
Hoje consegui este bocadinho, enquanto estou à espera no atrio de um hotem em S. Miguel e decidi ir actualizando o que surgiu...o resto só amanhã.

 
At 08:21, Blogger Desambientado said...

Frosado.

Quadra muito bonita e muito açoriana para quem vive em Coimbra.

 
At 08:25, Blogger Desambientado said...

Zeak.

Obrigado pelo plágio, ficou muito interessanta.
Pode crer que passarei na sua página.

 
At 08:26, Blogger Desambientado said...

Cristina.

Também acho que está interessantíssimo. O problema é saber quando se vai parar.

 
At 08:28, Blogger Desambientado said...

Ana Isabel.

Aceitam-se sugestões dos autores sobre o que fazer com o poema.

 
At 08:29, Blogger Desambientado said...

Bitta.

Lindo e enorme...................................................

 
At 08:31, Blogger Desambientado said...

Zeak.
Não respondi à tua pergunta.

Claro que a Ossono tem marido, o CFC, que nem me atrevo a escrever o que quer dizer. Esse gajo, é bem pior que o JR da serie Dallas...não sei se alguma vez viste?

 
At 17:57, Blogger BlueShell said...

heheh...gostei da forma como abordaste o tema.

Bolas…tenho frio.Vou para a cama!
Beijo, BShell

 
At 20:43, Blogger Desambientado said...

Blue Shell.

Obrigado.

Volta sempre.

 
At 16:06, Blogger TF said...

Fui pensar no verso e entretanto perdi a sequência porque fiquei sem tempo de cá voltar. Não quero contudo deixar de publicar o que tinha pensado. Era qualquer coisa como:

O problema é o buraco que não pára de aumentar
Vamos lá mas é saber como o podemos tapar

 
At 19:24, Blogger Desambientado said...

Teresa.

Os versos estão óptimos.

 
At 14:05, Anonymous r umbelina said...

é urgente, é necessário,
qualquer coisa fazer.
braços cruzados é q não!
para o ambiente não sofrer.

todos juntos de mãos dadas,
uma solução vamos encontrar.
este poema é um começo,
para o AMBIENTE arrebitar!

beijinho e bons versos. :)

 
At 21:08, Blogger Desambientado said...

Rute.

Muito bem, sim senhor. Gostei.

 

Enviar um comentário

<< Home